Geração de postos na construção civil teve melhora no RN entre 2019 e 2020 (Foto: reprodução)

Ocupação na construção civil no RN cresce 15% entre 2019 e 2020

Levando em consideração um período de 10 anos, todos os estados do Nordeste tiveram uma diminuição no número de pessoas ocupadas na Construção Civil. Em 2011, eram 38.779 no estado potiguar, uma redução de 27%.  Contudo, esteve entre os estados do nordeste que menos variou nesse período acompanhado do Ceará (26%). A maior perda ocorreu em Pernambuco (60%).

Tratam-se de dados da Pesquisa Anual da Indústria da Construção de 2020, divulgada pelo IBGE nesta segunda-feira, 20.

Por outro lado, o RN registrou 27.998 pessoas ocupadas na área da construção civil, considerando empresas com cinco ou mais pessoas ocupadas. Um aumento de 15% em relação ao ano de 2019 quando o estado tinha 24.306 pessoas.

Atualmente, o estado potiguar participa com 1,6% do total de pessoal ocupada na construção civil do País, ocupando a 16ª posição nacional – a mesma pelo terceiro ano seguido. É também o 5º colocado na região nordeste, a frente de Piauí e Alagoas (1,1%), Paraíba (1,3%) e Sergipe (0,7%), e atrás de Bahia (5,3%), Ceará e Pernambuco (3,1%) e Maranhão (2%).

Rio Grande do Norte termina a década com saldo positivo de empresas atuantes na construção civil

 O RN registrou em 2020 o total de 893 empresas atuantes no estado. Em 2019 o número de empresas no estado potiguar era de 794, ocorrendo, portanto, um crescimento de 12%. Esse foi o segundo maior crescimento do Nordeste, empatado com Sergipe, e só atrás de Alagoas (19%).

O estado termina a década com um saldo positivo de 38 empresas atuantes, o menor dentre aqueles que apresentaram aumento no Nordeste. O saldo negativo mais acentuado foi da Paraíba com 75 empresas a menos que em 2011.

Salários pagos na construção civil do RN tiveram a maior redução relativa do país

As empresas do setor no RN pagaram em 2020 aproximadamente 583 milhões de reais em salários, retiradas e outras contribuições. Houve uma diminuição de 11%, a maior em todo país em comparação com o ano passado em que fora registrado o pagamento de 656 milhões. O maior crescimento ficou por conta do estado de Alagoas (25%).

RN é único estado do Nordeste que registrou queda no valor das incorporações na construção civil

O valor das incorporações no RN foi de pouco mais de 3,5 bilhões de reais em 2020, o que representa 1,2% na participação nacional, deixando o estado na 6ª colocação do Nordeste. Houve uma queda de 1,5% do valor em relação ao ano passado, colocando o RN como o único estado da região nordeste a apresentar uma redução nesse período.

Já em relação à última década, esse valor no RN apresentou um aumento de 4%, diferentemente da maioria dos estados nordestinos que não tiveram alta. Ceará (6%), Paraíba (23%) e Piauí (25%) foram as outras unidades da federação que mostraram crescimento nesse intervalo de tempo. Dessa forma, de 2011 para cá o RN obteve um ganho de participação no valor das incorporações no Nordeste de 6,7% para 7%.

O valor de incorporações diz respeito ao custo de obras somado a receita de incorporações realizadas para a construção obtida no respectivo ano.

Fonte: IBGE

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter