Pesquisa aponta compromisso dos potiguares com a democracia, mas indica desconhecimento de parte da população em relação aos valores democráticos

O Observatório da Democracia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realizou pesquisa que indicou que a maioria dos potiguares está compromissado com a democracia. No entanto, uma parcela não compreende o peso dos valores democráticos.

Para 67,4% dos entevistrados a democracia é sempre melhor do que qualquer forma de governo. A partir daí as perguntas sobre os valores democráticos apresentaram uma divisão entre o apoio e o “tanto faz” que indica incompreensão do que isso representa.

Ao avaliar a ditadura militar 48,1% disseram avaliar que o regime deixou mais marcas negativas que positivas enquanto que 38,2% diz não saber avaliar.

Sobre o direito de greve 36,7% diz ser contra a proibição enquanto 28,4% diz não concordar nem discordar. Ainda sobre esse tema 32,2% diz ser totalmente contra que governos intervenham em sindicatos e 31,2% diz nem concordar nem discordar dessa possibilidade.

Já 34,8% diz discordar que o Governo possa proibir a existência de algum partido e 34% falou que nem concorda nem discorda.

Quanto à censura de TV, rádio e jornal 42,5% diz ser contra e 27,3% nem concorda nem discorda.

Sobre a possibilidade de um dia o Congresso Nacional ser fechado 43,2% dizem ser contra enquanto que o “tanto faz” atingiu 29,7%. Situação análoga em relação ao Supremo Tribunal Federal (STF) tem a discordância de 44,1% e a indiferença de 31,1%.

A prisão de suspeitos sem autorização judicial tem a discordância de 39,9% e 25,8% demonstraram indiferença. A discordância contra a tortura promovida pelo Estado tem 47,5% enquanto 26% demonstraram indiferença.

Em síntese: o eleitor potiguar em sua maioria apoia a democracia, mas uma parte considerável que gira na faixa de 30% não compreende a importância de valores democráticos demonstrando uma certa indiferença.

Leia o relatorio de Pesquisa Demo e Ditad RN

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter