Pesquisa IBOPE mostra cenário favorável à esquerda no RN

Um dado que não está nas pesquisas de Governo e Senado que informa um teto que pode ser decisivo para a esquerda nas eleições do Rio Grande do Norte: o desempenho de Lula mesmo preso. O ex-presidente tem 56% de intenção de voto. Podemos cravar que esse é o teto da esquerda no Estado. Pode ser alcançado ou não. Dependerá dos candidatos.

A direita não tem referência de um teto como esse no “sofrido elefante”.

Outros fatos contribuem para esse cenário como os desgastes das oligarquias que não possuem mais um discurso convincente e o governador Robinson faria (PSD) afundado em 80% de desaprovação.

O não surgimento de fenômenos eleitorais favorece Fátima na disputa ao Governo até aqui. O teto dela é o desempenho de Lula no estado. Quando eleita senadora, numa virada espetacular sobre Wilma de Faria, a petista chegou perto deste teto ao obter 54,84% dos votos válidos.

O antipetismo retrocedeu no Estado e isso favorece a esquerda que no senso comum se confunde com o PT.

Os adversários de Fátima Bezerra ajudam.

Robinson está afundado na impopularidade e o pacto oligárquico de Carlos Eduardo Alves (PDT) torna o nome dele ainda mais pesado. Há tempo e meios para o quadro ser revertido. O desenrolar da campanha vai tirar essa dúvida.

SENADO

O único dado do IBOPE que destoa das pesquisas locais está na sondagem para o Senado. Trata-se do desempenho de Geraldo Melo (PSDB) que quadriplicou intenções de voto dele se comparado com os institutos potiguares. A liderança de Garibaldi Alves Filho (MDB) está confirmada, mas o teto dele é baixo.

Há um espaço muito grande para o crescimento de Zenaide Maia (PHS) alinhada com a esquerda e para o fenômeno Capitão Styvenson se concretizar junto ao eleitorado desgostoso com a política.

A tendência no Senado é de uma disputa emocionante porque outros nomes podem subir nos próximos dias, mas com o tempo curto desequilibrando o jogo em desfavor de eventuais novidades.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *