Reportagem Folha de S. Paulo mostra que não há indícios de irregularidades na pesquisa Sensatus/Band, atacada pelo bolsonarismo

O Instituto Sensatus, massacrado pela mídia natalense no início do mês por ter entre seus sócios um dirigente do PT, foi alvo de fake news nas redes bolsonaristas, terminou sendo alvo de uma reportagem da Folha de S. Paulo que chegou a conclusão de que por hora não há qualquer indício de manipulação dos dados.

O Blog do Barreto já tinha cruzado dos dados do Sensatus com o de outros institutos e apontado que não havia qualquer diferença que fosse motivo de questionamentos (ver AQUI).

A reportagem, que faz parte do Projeto Comprova, tem como título “Post engana ao usar caso no RN para tirar credibilidade de pesquisas eleitorais”.

A reportagem traz que Antônio Leonilde de Oliveira, dirigente do PT, foi um dos fundadores do Instituto Sensatus e que deixou a empresa em janeiro embora o nome dele só tenha saído do cadastro recentemente.

Outra informação é o descarte de que exista fraude na pesquisa. “Até aqui, não há comprovação de que tenha havido ilegalidade na coleta dos dados e nas informações registradas pelo Instituto Sensatus no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Mas o conteúdo investigado, que manifesta apoio a Jair Bolsonaro (PL), explora o episódio para questionar a credibilidade das pesquisas eleitorais de uma forma geral, sem citar outros casos específicos ou apresentar provas. Há uma referência à liderança do “ladrão” nas pesquisas, o que indica ser uma alusão ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma vez que apoiadores de Bolsonaro costumam se referir a ele desta forma”, diz a reportagem.

Confira a reportagem completa AQUI.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter