Rogério trata cargo de ministro como profissão (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

Rogério coloca “ministro de estado” como ocupação e mais do que dobra patrimônio

Ao registrar a candidatura ao Senado Rogério Marinho (PL) apresentou como ocupação principal a função de “ministro de estado” ao registrar a candidatura na Justiça Eleitoral.

Detalhe: Rogério deixou o cargo de ministro do desenvolvimento regional no final de março e desde então não assumiu nenhum trabalho a não ser as articulações políticas em que se envolveu.

Há quatro anos, quando era deputado federal, ele se apresentou como economista.

O ex-ministro também dobrou o patrimônio em um período em que ficou sem mandatos, mas ocupou postos importantes no governo de Jair Bolsonaro (PL).

O patrimônio salto de R$983.228,66 para R$1.984.482,76 em um período de quatro anos.

Aumento de 102%.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter