Styvenson vai disputar o Governo (Foto: reprodução)

Styvenson oficializa candidatura ao Governo

O senador Styvenson Valentim anunciou que está na disputa pelo Governo do Rio Grande do Norte durante a convenção do Podemos na Escola Estadual Maria Ilka, em Natal.

“Eu não teria como negar o combate. Vocês acham que eu fugir? Que ia deixar essa cambada fazer isso aí?”, perguntou. “Eu não podia deixar o Estado sem uma opção a mais”, acrescentou.

A vice dele será a professora Francisca e o senador será o médico Geraldo Pinho.

Ele disse que consultou a mãe que lhe deu carta branca para tomar a decisão melhor. “Minha mãe me deu carta branca e disse: ‘faça o que o seu coração mandar’. Eu não tenho as características da velha política desses blocos políticos que espoliam o Estado”, frisou.

Styvenson disse que não vai usar tempo de TV nem fundo partidário. Ele disse que não ia prometer nada. “Não tenho o que prometer como fizeram os que trouxeram o Estado a esse caos”, declarou.

O senador admitiu não ter experiência administrativa, mas que vai se esforçar para melhorar o Estado. “Eu estou há três anos e sete meses na política, no legislativo que é totalmente diferente do executivo. Talvez eu não conheça de estrutura administrativa”, reconheceu.

Styvenson disse ainda que escolheu a Escola Maria Ilka por ser um lugar especial por ser onde ele implantou um projeto social. “Foi por aqui quando comecei a ver que quando uma pessoa acredita ela consegue. Muitas pessoas duvidavam. Estar aqui hoje para mim é especial porque escuto as pessoas sempre dizerem que não se pode deixar o cavalo selado passar”, disse. “Mesmo sem saber o que faria no Senado eu me candidatei numa campanha de R$ 35 mil. Em 2018 não tinha tempo de TV e prefeitos. Mesmo mandando emendas para os 167 municípios nenhum me apoia. Perfeito, fizeram a escolha deles”, completou.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter