Categorias
Matéria

“Vamos encerrar o Governo com 1 R$ bilhão em salários atrasados pagos”, diz secretário

Aldemir Freire fala que Governo está pagando R$ bilhão em atrasados (Foto: SEAD/RN)

O secretário estadual de planejamento Aldemir Freire declarou em post no Instagram que a governadora Fátima Bezerra (PT) encerrará o mandato tendo pago R$ 1 bilhão em salários atrasados deixados pela gestão de Robinson Faria (PSD).

Ele exaltou o cumprimento da promessa de pagar os salários atrasados:

Uma das coisas que vou levar para a minha história: ter participado do governo da professora @fatimabezerra13 e ajudado a resgatar o RN da tragédia financeira que vivia. Aqui o calendário das últimas parcelas dos salários atrasados da gestão passada. Terminaremos nosso governo pagando TODAS as nossa folhas e mais R$ 1 BILHÃO de salários atrasados deixados pelo governo anterior. #PalavraDadaPalavraCumprida

A gestão de Fátima Bezerra iniciou com os salários de novembro e dezembro de 2018 em aberto assim como o restante do 13º de 2017 e 2018. Na quarta-feira, 15, será paga a terceira das quatro folhas.

Ficará faltando o salário de dezembro de 2018 cujo calendário está definido:

Dia 31/01: até 3.500 reais;

Dia 31/03: até 6 mil;

Dia 31/05: restante dos salários.

Categorias
Matéria

Secretário declara que mesmo com acesso liberado há 420 dias, Kelps nunca fiscalizou contas do Governo

Aldemir rebate Kelps lembrando que ele tem acessos as contas e não fiscalizou o Governo (Foto: autor não identificado)

A disputa entre o deputado estadual Kelps Lima (SD) e o secretário estadual de planejamento Aldemir Freire teve um novo episódio nas redes sociais.

O secretário revelou que mesmo com o acesso liberado às contas do Governo há 420 dias, o deputado não usufruiu da prerrogativa:

“Fui ver hoje o sistema de controle do SIGEF do governo do Estado, cujo acesso o Presidente da CPI da Covid no RN tinha me solicitado no ano passado e a Seplan concedeu em 19/06/2020. Para minha SURPRESA o deputado Kelps NUNCA acessou o SIGEF. NENHUMA vez em 420 dias corridos”.

O secretário criticou Kelps por insinuar sem provas a existência de uma conta fantasma. “Deputado passou mais de um ano com acesso total aos dados financeiros do Estado (e da Covid) e NÃO dedicou nem um minuto de seu precioso tempo para analisar. Agora irresponsavelmente insinuou q os profissionais da saúde do RN criaram contas fantasmas p efetuar pagamentos”, declarou.

No final ele defendeu respeito aos servidores da saúde: “Repito o que disse anteriormente deputado Kelps: profissionais da saúde do RN deveriam ser convocados p a Assembleia Legislativa prestar-lhes homenagens e não serem tratados como bandidos”.

Categorias
Matéria

Kelps responde a secretário sobre “quebra de sigilo” e lacra: ‘vá trabalhar pra colocar os salários dos servidores em dia’

Kelps entra em confronto com secretário (Foto: Eduardo Maia/ALRN)

O deputado estadual Kelps Lima (SD), presidente da CPI da Covid na Assembleia Legislativa usou o Twitter para rebater o secretário estadual de Planejamento Aldemir Freire e explicar porque pediu a quebra do sigilo nas contas da Secretaria Estadual de Saúde.

Ele lembrou o caso dos condenados na Operação Candeeiro que apurou um esquema de corrupção no IDEMA. “Vou desenhar para o senhor: semana passada uma quadrilha foi condenada à prisão por desvio em contas do IDEMA/RN que não constavam no sistema”, explicou.

Depois ele levantou a hipótese de existir contas fantasmas na Sesap. “A quebra do sigilo, para fazermos as conciliações bancárias, poderá identificar se uma quadrilha semelhante operava na saúde. Ou o senhor acha que os bandidos, se houverem, vão colocar o roubo no sistema?”, questionou.

No final da postagem ele deu a lacrada: “Vou lhe dar uma sugestão: vá trabalhar pra colocar os salários dos servidores em dia e pagar o conserto das viaturas da PM, e deixe que eu cuido da CPI”.

Nota do Blog: ontem questionei o deputado se ele faria o contraditório e ele disse que iria se abster. Hoje apareceu com essa explicação. Para mim não ficou claro que diferença faz ele quebrar o sigilo para acessar as contas que já tem acesso.

Em instante postaremos a tréplica do secretário.

Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 13 ago 2021 – Clima começa a esquentar na CPI da Covid

Categorias
Reportagem

Por que o PIB do RN está em alta?

O G1 divulgou no sábado estudo da MB Associados que aponta um crescimento de 4,37% do Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Norte em 2021, o maior do Nordeste e o terceiro maior do país.

A reportagem aponta que o agronegócio impulsiona o crescimento do PIB nos Estado, mas não é o caso do RN que estaria com o PIB em alta por causa do comparativo do ano passado quando sofreu um “tombo”. O Blog d Barreto tentou buscar o PIB do Estado em 2020 junto a Assessoria de Imprensa do IBGE que informou não ter os números disponíveis.

Extraído do G1

Para o diretor da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (FACEM/UERN) Leovigildo Cavalcanti a recuperação do PIB do RN se deve a uma série de fatores combinados. “Tem também o aumento da arrecadação. São duas ações sobre a mesma. Além disto tem que nosso produto de maior pauta é a produção mineral (inclusive petróleo – que não teve alteração na produção e aconteceu uma valorização do produto). levando em conta outros Estados em que o bruto do PIB é maior em serviços (este teve uma maior queda). Ou seja: subimos e os outros tiveram em sua maioria, uma queda. São vários fatores combinados”, explica.

O secretário estadual de planejamento Aldemir Freire aponta que o crescimento doo PIB no RN também passou pela mudança na estratégia econômica do Governo do Estado. “A política acertada de enfrentamento da pandemia (dosando ampliação de leitos de um lado e políticas de distanciamento social de outra); as medidas fiscais de apoio a empresas, famílias e agricultores familiares e a estabilização das contas públicas. Governo saiu do caos em que viveu até 2018 para um período de normalidade nos pagamentos, possibilitando maior previsibilidade para famílias e empresas. Além disso, agilidade nos licenciamentos ambientais permitindo manutenção de elevados investimentos nos setores de energia eólica e solar. Destravamento e continuidade dos investimentos do Governo Cidadão”, relatou.

A projeção do PIB nacional para 2021 feita pela consultoria aponta crescimento de 3,2 após queda de 4,1% em 2020.

Categorias
Matéria

Secretário desafia indústria da fake news e afirma que renuncia ao cargo se encontrarem irregularidade em relatório do TCE

Aldemir desafia indústria das fake news (Foto: João Gilberto/ALRN)

Após ser espalhado nos grupos de Whatsapp a informação de que o Governo do Rio Grande do Norte teria praticado irregularidades na gestão dos recursos enviados pela União para conter a pandemia, o secretário estadual de planejamento Aldemir Freire lançou um desafio:

Renuncia ao cargo na segunda-feira caso alguém encontre uma irregularidade praticada pelo Governo do Estado na gestão dos recursos. Inclusive ele disponibilizou o relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para que os membros da oposição pesquisem:

Segue AQUI o link do relatório do TCE para que você também pesquise e aponte a irregularidade denunciada.

Categorias
Matéria

Secretário aponta evolução do Governo Fátima em relação ao pagamento do 13º do funcionalismo

Aldemir mostra evolução no pagamento do 13º (Foto: reprodução/Redes Sociais)

O secretário estadual de planejamento Aldemir Freire apontou evolução do Governo Fátima Bezerra (PT) em relação ao pagamento do 13º salário do funcionalismo.

Em postagem nas redes sociais ele lembrou que em 2018 os servidores não receberam o 13º. Ele lembra que em 2019 o pagamento saiu no dia 3 de janeiro do ano seguinte e em 2020 será concluído no dia 5 sendo que receberam 40% adiantado em outubro.

Confira a análise do secretário:

Evolução: em 2018 os servidores do  RN NÃO receberam nem o salário de dezembro nem o 13°. Muitos deles não receberam nem os salários de novembro. Em 2019, 1° ano da Governadora Fátima Bezerra, servidores RECEBERAM dezembro dentro do mês e 13° no dia 03 de janeiro.  Em 2020, 2° ano do Governo Fátima Bezerra, RECEBERÃO os salário de dezembro dentro do mês. 40% do 13° desse ano JÁ FOI PAGO em outubro para todos os servidores. Aproximadamente 60% dos servidores (aqueles com remuneração mais baixa, os profissionais da educação na ativa e os servidores dos órgãos com arrecadação própria) terão no dia 23 de dezembro a CONCLUSÃO do pagamento do seu 13°. No segundo dia útil de janeiro os demais servidores (aproximadamente 43% do total), receberão o complemento do 13°. Aquele sofrimento e desespero vividos pelos servidores em dezembro de 2018 foi algo que ficou no passado.

Nota do Blog: vale lembrar que o 13º de 2017 só foi concluído em julho do ano passado.

Categorias
Matéria

Secretário aponta recuperação da arrecadação do ICMS no RN

Aldemir apresenta números positivos da economia do RN (Foto: José Aldenir/Agora RN)

Nas redes sociais o secretário de planejamento Aldemir Freire apontou que o Governo do Rio Grande do Norte voltou a arrecadar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) num patamar anterior ao da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.

Apesar deste bom resultado a cota do RN no Fundo de Participação dos Estados (FPE) teve queda de 13,3%.

Ele aponta que o Rio Grande do Norte vem registrando índices de recuperação nas vendas do comércio varejista acima da média nacional.

Para ele isso é fruto da estratégia de priorizar a saúde das pessoas durante a pandemia (o Rio Grande do Norte é o Estado que mais reduziu óbitos no país) sem descuidar da economia.

Categorias
Matéria

Governo divulga que 77,6% dos investimentos na saúde são com recursos próprios

Imagem

O Rio Grande do Norte já investiu 12,1% de seus impostos e recursos vindos de transferências – a Receita Tributária Líquida – em ações de saúde no primeiro semestre de 2020.

O Governo do Estado informa que ao todo foram aplicados na saúde R$ 670 milhões nos primeiros seis meses do ano, sendo 77,6% de recursos próprios (ou mais de R$ 520 milhões) e 22,4% (cerca de R$ 150 milhões) de recursos repassados pela União.

Em 2018, último ano do governo anterior, o percentual da Receita Tributária Líquida aplicado no primeiro semestre foi de apenas 4,7%. Dos R$ 557 milhões aplicados no primeiro semestre de 2018, somente 35,6% foi de recursos próprios (menos de R$ 200 milhões) e o restante (R$ 358,9 milhões) foi com recursos federais.

Já em 2019 o investimento na saúde foi o dobro do ano anterior, com 9,46% no primeiro semestre, o equivalente a R$ 571 milhões. Desse montante, 81,9% foram de recursos próprios (R$ 467,6 milhões), fechando o ano com 12,23% aplicados na saúde.

 “Mesmo com o fenômeno da pandemia, o volume de recursos recebido da União em 2020 foi 58% menor que em 2018. Ou seja, entre os primeiros semestres de 2018 e 2020 os gastos com a saúde realizados com receitas próprias saltou de R$ 198,5 milhões para R$ 519,6 milhões. Já os repasses federais encolheram de R$ 358,9 milhões para R$ 149,9 milhões”, lamentou o secretário estadual do Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire.

Todos os dados referentes aos investimentos do Governo do Estado no setor da saúde e em outras áreas serão publicados nesta quinta-feira no Diário Oficial, com os Relatórios Resumidos da Execução Orçamentária (RREO) do terceiro bimestre, conforme estabelece a Lei de Responsabilidade Fiscal. Concomitantemente esses relatórios irão ao Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) e para a Secretaria do Tesouro Nacional.

Categorias
Matéria

Secretário estima que reforma reduz 30% do déficit previdenciário do Governo

O secretário estadual de planejamento Aldemir Freire estima que a aprovação da reforma da previdência estadual garantirá ao Governo do Rio Grande do Norte uma redução de 30% do déficit mensal nas contas do Estado.

Ele conta que no primeiro semestre de 2020 o déficit previdenciário do Estado chegou a R$ 1 bilhão, com média mensal de R$ 167 milhões.

“Reforma da previdência pode reduzir esse déficit em até 30% e liberar cerca de R$ 200 milhões/ano p investimento em saúde, educação, segurança, infraestrutura”, alega.