Categorias
Matéria

A vida de Machado de Assis contada por seu maior rival é o tema de livro que será lançado hoje em Mossoró

“Neste romance, uma outra face de Machado de Assis é apresentada e convidamos os leitores a conhecerem a versão de seu adversário mais desgraçado”.

Dois garotos, de origens muito diferentes, são forçados a conviver por alguns anos e acabam por ver suas trajetórias enlaçadas por um destino irônico. Do Morro do Livramento, passando por Portugal e pelo Rio de Janeiro do final do século XIX, os meninos, agora homens, se reencontram e retoma m uma rivalidade pela qual vale dedicar a vida.

E hoje, enquanto um é celebrado como um dos maiores escritores brasileiros, Pedro Junqueira, nosso personagem marcado pelo azar e pela usurpação, tem pela primeira vez a chance de ver sua história narrada sob outro ponto de vista…

Porque ter como adversário o escritor de maior prestígio na literatura brasileira não deve ser fruto apenas do acaso, mas uma maldição. Junqueira não teve apenas ideias roubadas e oportunidades minadas, mas também a perda de seu grande amor.

O livro “O Homem que Odiava Machado de Assis” do escritor José de Almeida Junior será lançado hoje, às 19h, na Livraria Cultural do Partage Shopping.

O AUTOR

 José Almeida Júnior é escritor e Defensor Público do Distrito Federal, com pós-graduação em Direito Processual e em Direito Civil. Última Hora, seu primeiro livro, foi sucesso de público e crítica. O romance foi vencedor do Prêmio Sesc de Literatura de 2017, finalista do Prêmio Jabuti e do Prêmio São Paulo de Literatura.

 

Categorias
Matéria

Mossoroense concorre ao prêmio literário mais importante do país

O mossoroense Almeida Junior concorre ao Prêmio Jabuti, o mais importante do Brasil na categoria melhor romance com o livro “Última Hora”.

A obra trata dos bastidores do jornal Última Hora que fez história na segunda metade do século passado. O personagem principal é o jornalista e militante comunista Marcos que vivencia a crise política que levou ao suicídio de Getúlio Vargas na década de 1950.

Formando em direito pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Almeida Junior mora há 11 anos em Brasília onde assumiu cargo no Governo Federal após passar em um concurso.

Ele foi surpreendido com a informação em uma viagem a Portugal. “Soube que estava entre os finalistas do Prêmio Jabuti durante um evento em que participava na Biblioteca de Camões em Lisboa. O escritor Henrique Rodrigues interrompeu para dar a notícia. A ficha só veio cair depois do evento. Ficar entre os finalistas do prêmio literário mais tradicional do Brasil é importante para consolidar minha carreira de escritor”, relatou.

O livro foi lançado em Mossoró num grande evento realizado no Teatro Dix-huit Rosado em 21 de dezembro do ano passado.

O Prêmio Jabuti será entregue na próxima quinta-feira, 8 de novembro.

Nota do Blog: Almeida Junior ainda concorre ao Prêmio São Paulo de Literatura na categoria melhor livro de autor estreante de até 40 anos. O resultado será divulgado hoje.