Categorias
Matéria

Vereador abre mão de vaga de vice

O vereador Lamarque Oliveira (PSC) não vai mais ser o vice da ex-vereadora de Grossos, Clorisa Linhares (PMB), candidata ao Governo do Rio Grande do Norte.

Em conversa com o Blog do Barreto ele disse que seria mais interessante que fosse um nome da Grande Natal, de preferência um militar.

“Eu e Clorisa somos da mesma região e achei que ajudaria mais abrindo mão de ser candidato a vice para um nome da Grande Natal. A preferência é por um militar”, frisou.

Segundo Lamarque o nome já estaria escolhido faltando detalhes para o anúncio.

Categorias
Matéria

Deputado bolsonarista larga presidência de partido para se filiar ao PL

O deputado estadual Coronel Azevedo deixou a presidência do Partido Social Cristão (PSC) para se filiar ao Partido Liberal (PL).

Coronel Azevedo justificou a decisão como um gesto de compromisso e lealdade ao presidente Jair Bolsonaro que foi para o PL. “Vamos seguir juntos, Deus, Pátria, família, liberdade e sobretudo lealdade ao Presidente Jair Bolsonaro, estamos no 22”.

O PL está montando nominatas para a disputa dos cargos de deputado estadual e federal, além da majoritária, que tem o ex-ministro Rogério Marinho como pré-candidato a senador da República.

Sobre a saída do PSC, o Parlamentar agradeceu ao Presidente Nacional, Senador Marcondes Gadelha, pela confiança em presidir a sigla no Rio Grande do Norte e mandou uma mensagem aos filiados no estado. “A todos os amigos que me seguem no PSC, o meu abraço, nosso mandato segue à disposição”, afirmou.

 

Categorias
Matéria

‘Estamos plenamente confiantes no restabelecimento da justiça’, diz vereador cassado

Por meio de nota o vereador Lamarque Oliveira (PSC) disse estar confiante de que a cassação será revertida na segunda instância da Justiça Eleitoral.

Ele disse ainda que as únicas provas produzidas nos autos foram da defesa.

Lamarque e Naldo Feitosa foram cassados ontem pela juíza  Giulliana Silveira de Souza da 33ª Zona Eleitoral de Mossoró sob a alegação de que o PSC recorreu a candidatura laranjas de mulheres para preencher a cota de gênero.

Confira a nota:

O Vereador Lamarque Oliveira, vem a público manifestar-se, sobre a sentença proferida pela 033° Zona eleitora de no dia de ontem, nos seguintes termos: Inicialmente, para tranquilizar os meus eleitores, familiares, amigos e correligionários é importante dizer que a sentença que determinou a anulação dos votos do partido está condicionada a recurso (e haverá), portanto permanecerei exercendo o mandato com todo o zelo e empenho que já faço. Fomos surpreendidos com a sentença desfavorável proferida pela 33.ª Zona Eleitoral de Mossoró, haja vista que, as únicas provas produzidas nos autos foram da defesa e apontavam claramente para a improcedência da ação. Ora, se as próprias candidatas reafirmaram a validade e efetividade de suas candidaturas e provaram isso com inúmeras provas da real participação no pleito, quem teria maior autoridade para dizer o contrário? Estamos plenamente confiantes no restabelecimento da justiça e na reversão da decisão de primeiro grau quando do julgamento de nosso recurso, que no momento oportuno será apresentado. Confiamos em Deus, na justiça e na vontade expressa do voto!

LAMARQUE LISLEY DE OLIVEIRA VEREADOR PSC

Categorias
Sem categoria

Justiça Eleitoral cassa dois vereadores de Mossoró

A juíza Giulliana Silveira de Souza da 33ª Zona Eleitoral de Mossoró cassou o registro da chapa de vereadores do PSC e por consequência os mandatos dos vereadores Lamarque Oliveira e Naldo Feitosa.

A decisão leve em conta o entendimento de que PSC teria usado candidaturas femininas laranjas para burlar a cota de gênero usando oito das dez mulheres colocadas no pleito.

São elas: Mariza Sousa da Silva Figueiredo, Lidiane Michele Pereira da Silva, Fernanda Dulce de Castro Caldas, Karolayne Inácio dos Santos Lima, Conceição Kaline Lima Silva, Nadja Micaelle Oliveira de Souza, Fabrícia Dantas da Silva E Jéssica Emanoele Vieira da Rocha.

A magistrada apontou a padronização da prestação de contas de seis candidatas, ausência de autonomia delas para utilizar os recursos do fundo eleitoral, inexistência de campanha eleitoral e relações de parentesco próxima entre as candidatas (duas irmãs que moram na mesma residência).

Diz a magistrada:

Ademais, cumpre pontuar que a mera confecção isolada, isto é, desacompanhada da demonstração de sua efetiva distribuição ou entrega, de santinhos ou outro material gráfico de propaganda não constitui – é evidente – prova alguma da realização de ato típico de campanha. Nessa perspectiva, chama a atenção o fato da defesa não haver juntado um vídeo ou um registro fotográfico sequer que revelasse as supostas atividades que afirma terem essas candidatas desenvolvido na busca pelo voto, fosse em passeatas, carreatas, comícios, reuniões de calçadas ou simples visitas a eleitores, pois a verdade é que se limitou sua atuação, nesse específico quesito, a trazer, para as petições que apresentou, as fotografias de supostos materiais impressos que haveriam sido produzidos pelas campanhas das candidaturas questionadas.

A magistrada anulou todos os votos do PSC e a cassação dos mandatos de Naldo Feitosa Lamarque Oliveira abrindo espaço para a recontagem dos votos possibilitando as posses dos suplentes Marrom Lanches (DC) e Tony Cabelos (PP).

A decisão cabe recurso.

Confira o teor da decisão 

Categorias
Matéria

MP Eleitoral dá parecer favorável a ação que pode levar dois vereadores de Mossoró a perda de mandato

O promotor Hermínio Souza Perez Júnior da 34ª Zona Eleitoral opinou pela cassação de toda chapa de vereador do PSC nas eleições do ano passado sob a alegação de existência de candidaturas femininas laranjas para burlar a cota de gênero de 30%.

Na eleição de 2020, o PSC apresentou 30 candidaturas à Câmara Municipal sendo dez delas mulheres. No entanto, oito apresentaram características de postulação de fachada. São elas: Mariza Sousa da Silva Figueiredo, Lidiane Michele Pereira da Silva, Fernanda Dulce de Castro Caldas, Karolayne Inácio dos Santos Lima, Conceição Kaline Lima Silva, Nadja Micaelle Oliveira de Souza, Fabrícia Dantas da Silva e Jéssica Emanoele Vieira da Rocha.

Essas candidatas juntas somaram 28 votos. Isso não foi por acaso. A investigação mostrou que elas sequer fizeram campanha nas redes sociais e tiveram em sua maioria algumas características em comum apontadas pelo MP Eleitoral:

Além da inexpressiva votação, à exceção das candidatas Fabrícia Dantas e Jéssica Vieira, todas as demais candidatas investigadas apresentaram o mesmo comportamento quanto a prestação de contas: a) houve abertura de contas; b) as candidatas não administravam as contas abertas; c) as candidatas, conquanto tenham recebido dinheiro do fundo partidário, não tiveram autonomia para usá-lo em sua campanha eleitoral da forma que desejassem, já que tudo era feito ou pelo presidente do partido ou pela equipe contábil; d) as empresas contratadas eram as mesmas S&S Gráfica e Editora Ltda e Art7 Gráfica Digital Ltda; e) mesmo período de pagamento dos fornecedores do material gráfico (entre 10 e 13 de novembro).

Outro problema identificado nessas candidaturas está nas relações de parentesco. Fabrícia Dantas é irmã da cunhada de Karolyne Inácio que, por sua vez, é irmã de João Locutor. “Não ficou demonstrada nenhuma animosidade entre tais candidatos a justificar a existência dessas candidaturas avulsas”, frisa o MP.

Já Mariza Souza é irmã de Marleide Costa da Silva, a “Marleide Poderosa”, cuja candidatura foi indeferida. “Ambas irmãs residem no mesmo endereço e não há igualmente notícia de animosidade entre ela”, acrescenta o MP Eleitoral.

Além disso, o MP aponta que o vereador Lamarque Oliveira, na condição de presidente do PSC, teria tomado a dianteira na construção das candidaturas fictícias que burlaram a cota de gênero.

Diz o MP Eleitoral:

Finalmente, corroborando com os elementos de convicção acima demonstrados, sobreveio aos autos o depoimento de dois candidatos pelo Partido Social Cristão (Raimundo Nonato da Silva Júnior e Moisés Ferreira da Cunha). Ambos declarantes apontaram a existência de fraude na composição da chapa partidária com a inclusão de candidatas apenas para cumprimento da cota mínima de gênero. Informaram ainda que participaram ativamente no conluio que teve o presente do partido Lamarque Lisley de Oliveira como principal protagonista, pois era este que fazia a entrega de valores para Raimundo Nonato (conhecido por Juninho), na casa deste, para que Juninho entregasse diretamente às candidatas laranjas. Não se descarta que os declarantes Raimundo Nonato da Silva Júnior e Moisés Ferreira da Cunha guardem frustração ou até mesmo animosidade com o presidente do Partido Social Cristão Lamarque Lisley por não cumprimento das promessas (pouco republicanas, diga-se passagem) feitas no período pré-campanha. Todavia, essa circunstância não se revela suficiente para desprezar seus depoimentos, notadamente quando os depoimentos estão em sintonia com os demais elementos de convicção já expostos a delinear a existência de burla a cota de gênero.

Além da cassação de toda a chapa, o promotor ainda pede a inelegibilidade por oito anos das candidatas laranjas e de Moisés Ferreira da Cunha, Raimundo Nonato da Silva Júnior, Francisca Betânia da Silva Oliveira e Lamarque Lisleu de Oliveira.

Caso a Justiça Eleitoral siga o entendimento do MP Eleitoral assume as vagas o ex-vereador Tony Cabelos (PP) e o comerciante Marrom Lanches (DC) nos lugares de Lamarque e Naldo Feitosa.

Leia o parecer do MP AQUI 

Categorias
Matéria

Presidente do PSC rebate denúncia de candidaturas laranjas: “desespero de quem perdeu nas urnas”

Lamarque rebate denúncia (Foto: reprodução/Canal do Youtube da TCM)

Abaixo nota do vereador eleito e presidente municipal do PSC Lamarque Oliveira rebatendo a denúncia de que o seu partido (ver AQUI) teria recorrido a candidaturas laranjas para completar a cota de gênero exigida pela legislação eleitoral.

Segue a manifestação:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Partido Socialista Cristão – PSC Diretório Municipal de Mossoró, vem a público através de seu Presidente, o Sr. Lamarque Lisley de Oliveira, esclarecer que a Ação de Investigação Judicial Eleitoral – AIJE proposta pelo candidato não eleito do DC, o Sr. Adjailson Fernandes Valdeger, popularmente conhecido como Marron Lanches, é totalmente descabida e sem nexo jurídico, um claro desespero de quem perdeu nas urnas e quer a todo custo tumultuar o processo democrático.
É com muito constrangimento que recebemos uma denuncia dessa natureza, onde a parte demandante faz uma exposição de mulheres de boa índole e caráter, mulheres trabalhadoras que tiveram seus nomes expostos de forma irresponsável e leviana, e agora colhem os frutos da humilhação e questionamentos nas ruas, quando nada fizeram de errado. Enfim, os danos são irreparáveis.
O demandante parece desconhecer a votação do seu próprio partido, onde também houveram mulheres com poucos votos, menos até que candidatas do PSC, entretanto, nós acreditamos no bom trabalho de todas as candidatas, pois esta eleição foi única em suas adversidades.
Muitos partidos tiveram baixas votações, sejam de mulheres ou homens, mas isso não reflete no caráter desses candidatos, e cabe ao demandante provar a má fé de nossas candidatas, o que não fez em sua AIJE, e não conseguirá provar nada, pois estamos tranquilos de que fizemos uma eleição digna e honesta.
Por fim, reafirmamos que o voto é sagrado, ninguém pode mensurar ou condenar um candidato pela votação recebida, ou obrigar alguém a votar em determinado candidato.
A eleição de 2020 fica marcada por um ano difícil e infelizmente de forma antidemocrática estamos presenciando uma ação com intuitos perniciosos que só fará comprovar a idoneidade e honra de todas as candidatas do PSC.

LAMARQUE LISLEY DE OLIVEIRA
PRESIDENTE PSC – DIRETÓRIO MOSSORÓ

Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 169 │ ROSALBA COM MAIS DINHEIRO

Categorias
Matéria

PSC dá pontapé inicial na temporada de convenções e anuncia a apoio a Rosalba

PSC define rumos em 2020 (Foto: divulgação)

Com informações do Blog Diário Político

O PSC deu pontapé inicial a temporada de convenções ontem reunindo 30 candidatos a vereador e anunciando apoio à reeleição da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Ela e o deputado federal Beto Rosado (PP) estiveram presentes ao evento além do líder do PSC no Rio Grande do Norte o deputado estadual Coronel Azevedo.

Nota do Blog: centrada no segmento evangélico a nominata do PSC é uma das mais forte nestas eleições em Mossoró.

Categorias
Matéria

PSC anuncia que está com nominata pronta para eleição de outubro

O PSC anunciou por meio de nota que está com nomita pronta para as eleições previstas para outubro. São 27 pré-candidatos no partido.

“É com muita alegria que o Partido Social Cristão -PSC, através do seu Diretório, comunica que a sua nominata está pronta para enfrentar estás eleições. A democracia atual vem sendo cada vez mais afrontada por e muitas vezes constrangidas ao sistema ditatorial. Mais a vontade do povo vem mudando o sistema e acreditamos que o povo fará justiça mais uma vez”, diz em nota em nota o presidente municipal do partido Lamarque Oliveira.

Além de Lamarque o PSC tem como principais concorrentes nas eleições deste ano  Naldo Feitosa,  “Mimiu”, o ex-deputado estadual Gilvan Carlos e Genário da Maísa.

 

Categorias
Matéria

PSC reúne filiados em Mossoró

Azevedo cumpriu agenda em Mossoró (Foto: cedida)

O Partido Social Cristão (PSC) reuniu lideranças da legenda nas regiões Oeste e Vale do Açu. O encontro, realizado ontem à noite no Hotel Villa Oeste, contou com a presença do presidente do partido no Rio Grande do Norte, deputado estadual Coronel Azevedo.

A reunião aconteceu em Mossoró e foi uma oportunidade para debater estratégias e ouvir a respeito do momento político para as eleições deste ano. “Nossa intenção é promover eventos como esse nas principais cidades do estado e conversar diretamente com os nossos filiados”, disse Coronel Azevedo.

Em 2020, segundo ele, o PSC chega para agregar os valores cristãos e a busca por uma política pautada na gestão pública eficiente e a valorização dos serviços públicos com qualidade. “O aumento no número de diretórios e de filiados mostra que estamos no caminho certo para reerguer e fortalecer o partido no estado”, comentou.