Categorias
Matéria

Câmara Municipal aprova moção de desagravo por fala de deputado estadual

Moção de Marleide criticou fala de Tomba e defendeu professores (Foto: Assessoria Marleide)

Foi aprovada por unanimidade na manhã de hoje (13) a moção de desagravo aos professores do Rio Grande do Norte proposta pela vereadora Marleide Cunha (PT), em face do discurso do deputado estadual Tomba Farias (PSDB), que maculou a imagem dos professores ao dizer que, durante a pandemia, eles estariam de férias.

Para a vereadora, qualquer autoridade que fragilize a imagem profissional dos professores, incitando um julgamento público negativo, fragiliza também a educação. “Em sua fala, o deputado desconsidera que a pandemia remodelou todos os contextos profissionais existentes no país”, afirmou Marleide.

A parlamentar também afirmou que são por causa de falas e atitudes como a do deputado que o Brasil ocupa o último lugar em pesquisas quando se trata de prestígio e status docente.

“A forma como enxergamos os professore influencia no desenvolvimento educacional. Portanto, respeitar professores não é apenas um dever moral, é essencial para uma educação que promova a construção de uma sociedade decente. É por isso que não admitimos que um deputado, representante do povo, escolhido pelo povo, seja tão irresponsável, desinformado e completamente sem a noção da realidade enfrentada pelos professores nesta pandemia”, concluiu Marleide.

Categorias
Matéria

Oposição empareda Governadora

A oposição decidiu se opor para valer em relação a governadora Fátima Bezerra (PT). Ontem duas medidas tomadas por deputados estaduais enquadraram a petista.

A primeira se relaciona ao polêmico reajuste de 16,38% para os procuradores do Estado. A emenda aditiva apresentada pelo deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) estende a todos os servidores estaduais os efeitos do Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 12/2019 apresentado pelo Governo do Estado.

A votação está prevista para hoje.

Outro projeto polêmico é que susta os efeitos do decreto que estabelece o Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (PROEDI), uma reação que atende a demandas de prefeitos que se sentem prejudicados com a medida.

Assinam a proposta os deputados Gustavo Carvalho (PSDB), Tomba Farias (PSDB), José Dias (PSDB), Galeno Torquato (PSD), Getúlio Rego (DEM), Nelter Queiroz (MDB), Alison Bezerra (SDD), Kelps Lima (SDD) e Coronel Azevedo (PSC).

Cálculo apresentado pelo Governo do Estado a Agência Saiba Mais aponta que o impacto dessa emenda, caso seja aprovada, é de R$ 1,2 bilhão/ano aos cofres públicos.