Beto pode herdar vaga de Mineiro. Entenda o caso

Blog do BG

Uma combinação de fatores que envolvem 15.883 votos pode resultar na troca de cadeiras na Câmara dos Deputados entre Fernando Mineiro e Beto Rosado.

O petista foi eleito neste domingo dentro de sua coligação, enquanto o Rosado ficou como primeiro suplente de seu grupo, a coligação 100% RN I.

Ocorre que, dentro dessa coligação, há 15.883 votos subjudice, ou seja, que dependem de validação da Justiça Eleitoral. São 8.990 votos de Kerinho e 6.893 votos de Jumaria.

Para entender, as vagas são distribuidas na Câmara pelos votos que as coligações alcançaram. A de Mineiro fez 310.001 votos. A de Beto fez 302.366.

Apenas com os votos de Kerinho é possível reverter o quadro. E ainda tem os de Jumaria. Neste cenário de aceitação, a coligação que elegeu Walter Alves, passaria a ter pouco mais de 310 mil votos, superando a coligação de Mineiro e dando portanto ao grupo “100% RN 1” o direito de fazer mais um deputado.

Como Beto foi o segundo mais votado da coligação, a vaga seria dele.

Os dois candidatos que enfrentam peleja judicial tiveram candidaturas indeferidas e concorreram com recurso. O TRE julgará se os votos dele são válidos ou não.

 

Compartilhe:

Comments

comments