Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 20 mai 2022 – Rafael tira votos de Carlos Eduardo?

Categorias
Sem categoria

Pesquisa Exatus reforça liderança de Lula, Fátima e Carlos Eduardo

A pesquisa Exatus divulgada hoje pelo Portal Agora RN trouxe números que indicam que se as eleições fossem hoje o ex-presidente Lula (PT) seria o presidenciável mais votado no Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra (PT) seria reeleita e o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) seria o novo representante do Rio Grande do Norte no Senado.

Confira os números:

Presidente

Governo

Senado

Em parceria com o Portal Agora RN o Instituto Exatus ouviu 2 mil eleitores de 60 municípios do Rio Grande do Norte. A margem de erro é de 2,1 pontos percentuais para mais ou para menos com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa está registrada sob o protocolo RN-00845/2022.

Categorias
Sem categoria

Pesquisa mostra que Rafael Motta larga na corrida ao Senado sem tirar votos de Carlos Eduardo

O quadro para a disputa ao Senado no Rio Grande do Norte ganhou um fato novo que foi o retorno do deputado federal Rafael Motta (PSB) ao tabuleiro não afetou a intenção de votos do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT).

Na pesquisa de 29 de março do Instituto AgoraSei divulgada pela Difusora (ver AQUI) Carlos tinha 26% contra 17,12% do ex-ministro do desenvolvimento regional Rogério Marinho (PL).

Na pesquisa desta quarta-feira, eles Alves e Marinho pontuaram com respectivamente 26,3% e 18,9%, duas oscilações positivas dentro da margem de erro.

Motta chegou a disputa com 8,1%. Ele herda os 5,1% de Jean Paul Prates (PT) na pesquisa de março e apalmou parte das intenções de votos dos indecisos.

Os números da pesquisa AgoraSei mostram que há margem de crescimento para o pessebista fora do eixo de votos atual de Carlos Eduardo.

Confira os números da pesquisa AgoraSei divulgada ontem pela 96 FM:

Dados

O Instituto AgoraSei em parceria com a 96 FM de Natal ouviu 1.200 eleitores por contatos telefônicos entre os dias 11 e 14 de maio. A margem de erro é de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos com intervalo de confiança de 95%. A sondagem está registrada sob o protocolo RN-01962/2022.

Categorias
Matéria

Em pesquisa por telefone, vantagem de Fátima sobre a soma de todos os adversários reduz 58%

Na pesquisa AgoraSei divulgada em 28 de março pela Difusora de Mossoró a governadora Fátima Bezerra (PT) tinha uma vantagem de 13,7 pontos percentuais sobre a soma de todos os adversários, o que lhe confere uma vitória no primeiro turno (ver AQUI).

Na pesquisa apresentada ontem pela 96 FM do mesmo instituto, o quadro mudou. A vantagem sobre a soma dos adversários reduziu 58% caindo para 5,7 pontos percentuais.

A grande diferença das duas pesquisas do mesmo instituto é que os números de março foram feitos de forma presencial e a de maio por telefone.

O principal efeito é pelo fato de o senador Styvenson Valentim (Podemos) dobrar a intenção de votos saindo 7,4% para 15,2%.

O ex-vice-governador Fábio Dantas (SD) acabou aglutinando as intenções de voto antes atribuídas ao ex-prefeito de Olho D’água dos Borges Brenno Queiroga (SD) e do presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira (PSDB) que representavam a oposição bolsonarista e somvam 12,4 pontos percentuais. Fábio herdou esses votos ficando com percentual semelhante: 11,3%.

A governadora está oscilando dentro da margem de erro com 0,5% para baixo permanecendo na faixa dos 36%.

O que mudou foi a vantagem sobre a soma dos adversários que reduziu de 13,7% para 5,7%, quase 50%.

Segundo turno

Em 28 de março não foram divulgadas simulações de segundo turno. Na pesquisa de ontem a governadora venceria os adversários com margem superior a dez pontos percentuais.

Confira os números:

Rejeição

Um dado que chama a atenção é que no Instituto AgoraSei a rejeição da governadora subiu de 29% para 39,1%. A do senador Styvenson Valentim de 21,7% para 26% (confira a pesquisa anterior AQUI).

Dados

O Instituto AgoraSei em parceria com a 96 FM de Natal ouviu 1.200 eleitores por contatos telefônicos entre os dias 11 e 14 de maio. A margem de erro é de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos com intervalo de confiança de 95%. A sondagem está registrada sob o protocolo RN-01962/2022.

Categorias
Matéria

MPF recorre para que Caixa fiscalize obras públicas com recursos públicos intermediados pelo banco

O Ministério Público Federal (MPF) recorreu da decisão que indeferiu os pedidos feitos em uma ação civil pública (ACP) movida contra a Caixa Econômica Federal (CEF) e a União. Nessa ACP, o MPF cobra a devida fiscalização das obras realizadas com recursos públicos no estado do Rio Grande do Norte, cujos contratos tenham sido intermediados pelo banco. Falhas nessa vistoria vêm permitindo o desvio de verbas e servindo de argumento para a defesa de maus gestores, já que a CEF acaba atestando obras superfaturadas, incompletas e até mesmo serviços que não foram executados.

O recurso do MPF deverá ser analisado pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) e reforça que aproximadamente 15% dos procedimentos que apuravam possíveis casos de corrupção – entre os que tramitavam na Procuradoria da República no Rio Grande do Norte em 2020 – estão relacionados a contratos nos quais a Caixa é interveniente e tutora e que, se somados, representam milhões de reais em recursos públicos.

Ao negar os pedidos do MPF em primeira instância, o magistrado entendeu que “não compete ao Judiciário definir a forma como os órgãos públicos devem proceder à fiscalização dos recursos que eles destinam para outros órgãos públicos ou a pessoas jurídicas de direito privado para a consecução de obras públicas”.

Para o procurador da República Fernando Rocha, autor da ACP, não se trata de definir a forma por meio da qual ocorrerá a fiscalização, mas tão somente de assegurar que tenha o mínimo de efetividade. Ele reforça que a Caixa vem desrespeitando claramente disposições legais que tratam dessa fiscalização, incluindo as da Lei 8.666/1993 (Lei de Licitações) e da Resolução 1.010, do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Isso tudo se soma à jurisprudência do STF, que tem interpretado como constitucionalmente legítimo a Justiça, em casos excepcionais, determinar ao Poder Público a realização de correções pontuais em políticas públicas já em curso, “especialmente quando tais medidas são imprescindíveis à garantia de direitos fundamentais”.

Omissão

O MPF defende uma vistoria eficaz, do ponto de vista quantitativo e qualitativo, com equipe de engenharia que confira in loco a compatibilidade entre o que foi executado e o que era previsto. Para isso, porém, não ingressou diretamente com a ação na Justiça. Em 2017, enviou recomendação ao banco para alertar dos cuidados necessários para fiscalização mais eficiente e dos riscos em não adotá-los. O pedido, contudo, não gerou mudanças e o monitoramento das obras seguiu apresentando sérias falhas, em prejuízos de toda a sociedade. Daí a necessidade de ingressar com a ação, em 2020.

Ao mesmo tempo que o banco realiza vistorias ineficientes das obras, a União se mantém omissa diante dessa ineficiência, embora possua o dever de zelar pela integridade do contrato de repasse. “A omissão e a deficiência na fiscalização pelo setor de engenharia da CEF das obras objeto do contrato de repasse em que atua como mandatária tem como efeito sabido o desvio dos recursos públicos da União pelos executores das obras. Essa omissão (…) é legalmente imputada à CEF em corresponsabilidade com a União”, resume o procurador.

Depoimentos

Servidores da Controladoria-Geral da União (CGU) reforçaram à Justiça os prejuízos causados pela fiscalização ineficiente. Eles alertam que diversos gestores usam os dados superficiais da fiscalização da Caixa para rebater os relatórios da CGU. O Relatório de Acompanhamento de Empreendimento – RAE – usado pelo banco, descreveram os representantes da controladoria, é “apenas uma folha onde se marca ‘x’ e diz se a obra está atrasada, uma análise bem superficial (…) não há fotos, laudos, pareceres, só o RAE e por ele não tem como ter ideia se vistoria atendeu aos requisitos; (…) esse método favorece o desvio de recursos”.

Em seu contrato com a União, a CEF se obrigou a aferir se as obras estão sendo executadas em conformidade com a documentação técnica, plano de trabalho e projeto de engenharia, entre outros documentos apresentados pelo governo federal. “À vista desses dispositivos, mister concluir que a CEF, enquanto mandatária da União nos contratos de repasse, está obrigada a desempenhar atividade que vai muito além de um mero acompanhamento formal ou visual”.

Olhada

Na execução dos contratos de repasse no Rio Grande do Norte em que atua como interveniente, a fiscalização das obras por parte da Caixa se limita a uma vistoria que consiste, literalmente, em “visualizar” a obra. Em diversas ações por desvio de recursos que tramitam na Justiça, os engenheiros da Caixa informam que sua função se resume à “análise visual da obra”. A orientação do banco seria a de se fazer a inspeção sem se aprofundar em relação a quantitativos ou à qualidade do material.

O pedido do MPF é para que a Justiça obrigue o banco a incluir na fiscalização metodologias mais eficazes, como a realização de medições, comparações com os materiais previstos e exigidos no Plano de Trabalho, tanto em seus aspectos quantitativos quanto qualitativos, seja nas obras em andamento, ou nos futuros contratos.

Categorias
Matéria

TRE faz campanha de doação de sangue em Mossoró

A segunda etapa da campanha  “Confirme Vida. Doe Sangue” começou nesta segunda-feira (16) em Mossoró. A ação realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), em parceria com o Hemonorte,  tem como objetivo incentivar a doação e aumentar o número de bolsas de sangue disponíveis no Estado. A campanha faz parte das comemorações dos 90 anos da Justiça Eleitoral.

“Doar sangue é ter a possibilidade de compartilhar o que temos de mais valioso: a vida. E para reforçar a importância da doação de sangue, sensibilizar novos doadores e fidelizar os que já existem, o TRE-RN está promovendo a campanha “Confirme Vida. Doe Sangue. Queremos incentivar não só os servidores da Justiça Eleitoral, mas também toda a população do Rio Grande do Norte”, disse o presidente do TRE-RN, desembargador Gilson Barbosa.

A campanha não é destinada apenas para os servidores do TRE-RN. A ideia é que toda a população, desde que cumpra os requisitos determinados, participe desta ação solidária. Haverá mobilização em cinco polos do estado em diferentes datas. Em Mossoró, as doações podem ser feitas de 16 a 20 de maio no Hemocentro Regional  (Rua Projetada, s/n. Bairro Aeroporto – Mossoró / RN. CEP: 59.611-100).

O Hemonorte é responsável por distribuir sangue e componentes para as Unidades de Saúde públicas, privadas e filantrópicas de todo o Rio Grande do Norte. No último levantamento, o estoque de bolsas de sangue do Hemocentro encontra-se em condição estável. Apesar da condição, o centro já teve seus momentos críticos, com baixo número de bolsas disponíveis, por isso, as doações não podem parar.

“O Hemonorte se sente orgulhoso e prestigiado por celebrar essa parceria com o TRE-RN. Iniciativas positivas como esta demonstram a credibilidade que a instituição tem no trabalho desenvolvido pelo Hemocentro perante à sociedade potiguar. Com essa ação, o Tribunal além de incentivar outras empresas e instituições a abraçar a causa da doação de sangue, externa sua solidariedade e o compromisso social que tem com a população do RN”, afirma o diretor-geral do Hemonorte, Rodrigo Villar.

Quem pode doar?

Para ser um doador de sangue é preciso: ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos de idade precisam de consentimento do responsável legal), estar saudável; pesar acima de 50 kg; ter dormido seis horas na noite anterior; evitar alimentos gordurosos antes da doação; não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores e apresentar um documento oficial com foto.

Mais informações sobre os critérios para ser um doador de sangue, acesse o site do Hemonorte: https://bit.ly/Hemonorte.

Categorias
Matéria

Jean presta contas de emendas de mais de R$ 60 milhões

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) apresentou nesta segunda-feira (16) um relatório detalhado da destinação de recursos de seu mandato ao Governo do Estado. Jean direcionou R$ 60.684.000 para órgãos do governo nos três orçamentos em que teve participação no Congresso Nacional, entre 2020 e 2022.

A prestação de contas do parlamentar ocorreu em reunião no auditório da Governadoria, no Centro Administrativo, em Natal. O encontro teve a presença da governadora Fátima Bezerra e secretários de Estado, além do Senador Jean e sua equipe.

Os mais de R$ 60 milhões direcionados pelo senador para o governo do RN resultaram na realização de projetos e no auxílio na oferta de serviços que já eram operados pela gestão da governadora.

“Temos que destacar a capacidade de diálogo do senador, que, mesmo na oposição ao governo federal, tem conseguido trazer, inclusive, recursos extras para o nosso Rio Grande do Norte”, declarou a governadora Fátima Bezerra durante a reunião.

Os recursos das emendas do senador foram empregados na saúde, educação, qualidade de vida, paz social e desenvolvimento sustentável. A Secretaria de Saúde foi a maior  beneficiada, em virtude da pandemia da COVID-19. Foram R$ 19.512.000 para o setor, dinheiro que serviu para comprar equipamentos para os hospitais e melhorar o atendimento à população.

“Todos nós sabemos o que foram esses últimos anos, essa crise sanitária que se instalou no mundo. No Brasil, com um Governo Federal agindo contra o povo, sabemos da importância desses recursos para o setor da saúde em meio à pandemia”, disse o Senador Jean.

Para o desenvolvimento sustentável foram R$ 14.105.000. O setor engloba investimentos em agricultura familiar, agricultura, pesca, infraestrutura, recursos hídricos, turismo, meio ambiente e desenvolvimento econômico.

“O volume de recursos que Jean direcionou para a agricultura familiar mostra o quanto o senador é um parceiro do setor, como o nosso governo”, destacou a governadora.

São recursos aplicados na compra de equipamentos agrícolas, perfuração de poços em comunidades rurais, promoção e divulgação turística do Rio Grande do Norte, produção de material publicitário para a área de energias renováveis (Web Série), instalação de sistemas de aquaponia, aquisição de apetrechos e EPIs para os trabalhadores da pesca, realização de projetos de mobilidade urbana em cidades do interior do estado e custeio de atividades de ONGs na área ambiental.

A área de qualidade de vida e paz social, por sua vez, recebeu R$ 14.360.000. O setor engloba investimentos na segurança pública, cultura, desenvolvimento social, esporte e igualdade de direitos.

Foi dinheiro aplicado na construção do estacionamento do IHGRN, custeio para eventos regional e estadual de promoção do artesanato, aquisição de equipamentos da central de segurança do Mato Grande, compra de equipamentos para casas de cultura e custeio de atividades culturais, compra de equipamentos para CREAs, compra de kits para a agricultura urbana, aquisição de veículo para o programa Bombeiros Amigo do Peito, capacitação dos beneficiários do CADúnico para o mercado de trabalho, além dos investimentos em esporte.

As verbas destinadas pelo senador Jean ao estado resultaram também na realização do projeto Areninhas Potiguares, que está construindo equipamentos esportivos públicos em diferentes municípios do estado. São arenas como as de futebol society privadas já existentes hoje, com alambrado, iluminação, vestiário e campo em medidas oficiais para receber competições. A diferença é que as Areninhas são públicas e abertas à comunidade.

Além disso, o mandato de Jean também vai garantir a realização da Copa das Cidades, competição esportiva de futebol masculino e feminino que vai envolver times amadores de diferentes regiões do RN.

Educação

O setor da educação também recebeu recursos do mandato do Senador Jean. Foram R$ 14.707.000. As verbas foram utilizadas  na compra de ônibus para o transporte escolar, construção de salas de aula na UERN Caicó, apoio das atividades do ambulatório LGBTQIA+ da UERN Mossoró, compra de equipamentos de tecnologia para escolas e o desenvolvimento do programa Escolas Solares.

O Escolas Solares é um projeto  que foi idealizado pelo mandato de Jean e consiste na instalação de pequenas usinas de energia solar em escolas públicas do Estado. A ideia é que o equipamento sirva para reduzir o gasto das instituições com energia elétrica e também como laboratório de pesquisas e aprendizado para os professores e estudantes.

Categorias
Matéria

RN tem crescimento de 14% na geração de empregos no setor privado

O número de pessoas empregadas no setor privado, no Rio Grande do Norte, cresceu 14% no primeiro trimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2021. Em números absolutos, são 74 mil trabalhadores a mais na iniciativa privada. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua trimestral, divulgada pelo IBGE.

Em janeiro, fevereiro e março de 2021, o estado potiguar tinha 536 mil trabalhadores no setor privado. No primeiro trimestre de 2022, são 610 mil. Desse total, 410 mil possuem carteira assinada.

Também houve crescimento de 34% no número de empregadores no primeiro trimestre de 2022 em relação ao quarto trimestre de 2021. A pesquisa mostra 17 mil empregadores a mais no estado.

Esse movimento no mercado de trabalho foi semelhante no Brasil, tanto de empregados no setor privado (12,8%) quanto de empregadores (10,8%) nos meses de janeiro a março deste ano na comparação com o mesmo período em 2021. Nacionalmente, a quantidade de empregadores também cresceu (5,7%) em relação ao último trimestre de 2021.

Subocupados e desalentados caem mais de 20% no RN

O número de pessoas desalentadas caiu 25% no Rio Grande do Norte. No primeiro trimestre de 2021, eram 191 mil. No primeiro trimestre de 2022, o número chegou a 143 mil. São classificadas como desalentadas as pessoas que estão disponíveis para trabalhar, mas desistiram de procurar uma ocupação.

Nessa mesma direção, o número de pessoas subocupadas por insuficiência de horas caiu 20,6% na comparação com o primeiro trimestre de 2021. Eram 188 mil e passou para 150 mil no primeiro trimestre deste ano. Nessa categoria, estão as pessoas com ocupação, mas que trabalham menos de 40 horas por semana e gostariam de trabalhar mais.

Subutilização

A taxa de subutilização no Rio Grande do Norte recuou de 39,7%, no primeiro trimestre de 2021, para 33% de janeiro a março deste ano. A categoria de pessoas subutilizadas é um grande grupo formado principalmente por desocupados (desempregados), desalentados, subocupados por insuficiência de horas e outros grupos que não têm o seu potencial como trabalhador absorvido (em parte ou completamente) pelo mercado.

Taxa de desemprego

A taxa de desocupação do RN para os meses de janeiro a março de 2022 ficou em 14,1%, o que significa que o estado não apresentou uma variação estatisticamente relevante em relação ao trimestre anterior. No Brasil (11%), houve uma redução de 3,8 pontos percentuais em relação ao primeiro trimestre de 2021.

Dos 2,91 milhões de potiguares com 14 anos de idade ou mais, 1,34 milhão está ocupado. Isso significa que o nível de ocupação no Rio Grande do Norte é de 46,3%, uma estabilidade em relação ao trimestre anterior. Este indicador é a proporção de pessoas ocupadas em relação à população em idade laboral (14 anos ou mais).

Força de Trabalho Ampliada e o Mercado de Trabalho

A força de trabalho ampliada é a junção da força de trabalho com a força de trabalho potencial. É utilizada para evidenciar a subutilização da força de trabalho no mercado, na medida em que também engloba o contingente da força de trabalho potencial. Inclui, portanto, os trabalhadores plenamente ocupados (1,19 milhão), os subocupados por horas insuficientes (150 mil), os desempregados (222 mil), os desalentados (143 mil) e os indisponíveis (74 mil). No total, 1,79 milhão de potiguares faziam parte da força de trabalho ampliada.

Fonte: IBGE

Categorias
Matéria

Ezequiel no Governo e com um pé na oposição e outro no governismo

O presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira (PSDB) é um dos políticos mais poderosos do Rio Grande do Norte reunindo em torno de si dezenas de prefeitos e outros 11 deputados estaduais.

Cotado para disputar o Governo do Rio Grande do Norte mesmo sem dar qualquer declaração neste sentido hoje é político com um pé na oposição e outro na base do governista.

Diria que no discurso ele mais oposição do que Governo.

Depois de anos foi dar entrevista em uma rádio e a escolhida foi a Minha Vida FM de Martins. Na conversa deixou claro que vai liberar os filiados do partido para votar em quem quiser para Governo e Senado.

Ele vai de Rogério Marinho para o Senado, mas para o Governo tem dúvida: ou vai de Fábio Dantas ou de Fátima Bezerra mesmo sendo um dos poucos aliados que indicou secretário, no caso dele o de agricultura Guilherme Saldanha.

A Rogério e o ministro das comunicações Fábio Faria sobraram elogios. Com a governadora foi econômico nos elogios e alfinetou em relação as péssimas condições das estradas estaduais.

Ezequiel tem entusiasmo por Rogério e só. A decisão em relação ao Governo dar-se-á por puro pragmatismo.

Por ora ele vai ficando com um pé lá e outro cá.

Categorias
Matéria

RN ultrapassa a marca de 30 dias sem mortes por covid

O Rio Grande do Norte ultrapassou neste final de semana a marca de 30 dias sem óbito por Covid-19. O quadro se dá principalmente por conta do avanço da vacinação em todas as faixas etárias, esforço feito em parceria entre Governo do Estado e municípios potiguares. Como exemplo, no grupo acima dos 60 anos a cobertura vacinal atingiu toda a população estimada com as duas doses e está em 90% para a dose de reforço até agora.

Ao longo da pandemia, o Governo, em conjunto com as gestões municipais, chegou a abrir 840 leitos de UTI e clínicos nos momentos mais críticos. Hoje, a plataforma RegulaRN aponta que: são 67 leitos de UTI reservados para pacientes acometidos pela Covid-19, sendo onze ocupados. E estão disponíveis 88 leitos clínicos, com apenas cinco pacientes internados.

“Com o avanço da vacinação conseguimos uma melhora gradativa, tanto na transmissão como nos casos de internação, sendo a maioria dos internados ainda sem seu esquema vacinal completo. Reforçamos a importância da vacina em todos os públicos para continuarmos num cenário confortável e esperançoso”, afirma o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia.

Atualmente o RN conta com 2.959.606 pessoas vacinadas com a primeira dose, o que representa 93% da população. Com a segunda dose são 2.669.722, totalizando 84%. Com a terceira dose são 1.535.563, 48% da população. Ao todo, 7.253.122 doses foram aplicadas em todos os municípios

Confira a parcial de hoje (14.05.2021)

Prezados, Bom Dia! Encaminhamos resumo dos dados relacionados à Covid-19 no Rio Grande do Norte:

Dados parciais – 14 de Maio de 2022.

COVID-19:

Casos Notificados e Confirmados nas últimas 24 horas: 71

00 Óbitos confirmados ocorridos nas últimas 24 horas:

Casos Confirmados: 504.270

Casos Suspeitos: 396

Casos Descartados: 951.321

Casos Recuperados: 495.472

Casos em acompanhamento: 602

ÓBITOS:

Óbitos Confirmados para Covid-19: 8.196

Óbitos Suspeitos: 1.406

Óbitos descartados para COVID-19: 1.305

Acesso aos Boletins: https://portalcovid19.saude.rn.gov.br/

Secretaria de Estado da Saúde Pública – Informações importantes para a população em geral e profissionais de saúde sobre o novo – COVID-19 (Coronavírus)

Informações importantes para a população em geral e profissionais de saúde sobre o novo coronavírus

portalcovid19.saude.rn.gov.br