Checagem de fatos: Governo de SP gastou mesmo apenas R$ 8 milhões para fazer hospital de campanha?

Hospital de Campanha do Pacaembu custa bem mais que R$ 8 milhões (Foto: UOL)

Desde que se noticiou o custo de R$ 37 milhões para o hospital de campanha para as vítimas do covid-19 a ser instalado no estádio Arena das Dunas que pipocaram memes e “artes” comparando os custos da obra do Governo do RN com os custos de serviço em São Paulo, Estado mais rico e populoso do país.

O material apócrifo afirma que o hospital lá em São Paulo custa apenas R$ 8 milhões.

Após várias provocações dos nossos leitores bolsonaristas, fomos checar os fatos.

Na verdade, o Hospital de Campanha instalado no Pacaembu tem custo mais alto que os estimado nos memes.

Os R$ 8,2 milhões citados, na verdade foram um adiantamento para empresa Progen implantar as estruturas físicas nos complexos do Anhembi e Pacaembu. (ver o quinto parágrafo da reportagem AQUI e documento abaixo).

O contrato assinado é com valor total de R$ 35 milhões (ver documento abaixo) apenas para montar, repito, montar os complexos do Pacaembu (200 leitos) e Anhembi (1.800 leitos). Não é para o serviço total que inclui outras demandas.

Outro ponto ignorado pelo meme que se popularizou na Internet é que o Governo do Estado de São Paulo destinou R$ 50 milhões para a implantação de unidades de terapia intensiva no hospital a ser instalado no Pacaembu. (Confira no terceiro parágrafo da matéria AQUI).

Os serviços fornecidos pela Progen em São Paulo estão marcados com “x”

O poder público de São Paulo está contratando o Hospital Albert Einstein por R$ 20 milhões (valor estimado) para fornecimento de profissionais, equipamentos e insumos. Isso apenas para os 200 leitos (192 de enfermaria e 8 de estabilização) Pacaembu. Clique AQUI e veja a proposta do Pacaembu.

Na Arena das Dunas são 53 leitos de UTI, 45 de retaguarda e dois de isolamento.

Tabela dos serviços do Albert Einstein apenas para os leitos do Pacaembu

Em síntese: não procede que São Paulo gastou apenas R$ 8 milhões para fazer hospital de campanha com 2 mil leitos. O número de leitos lá é superior aos do Rio Grande do Norte e os valores também. Além disso, os serviços propostos possuem perfis diferentes. Os contratos no maior Estado do país são para quatro meses e no RN para seis meses.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter

Canal Bruno Barreto