Partido de Bolsonaro inicia reestruturação no RN a partir da região Oeste

Daniel Sampaio será o presidente do PSL (Foto: assessoria/PSL)

Com a vitória do presidente Jair Bolsonaro e a conquista de uma vaga de deputado federal e uma de estadual, o Partido Social Liberal (PSL) visa expandir a abrangência do partido pelo Rio Grande do Norte e, com isso, interiorizar a atuação partidária no Estado. Dentro desta proposta, serão inauguradas nesta quinta-feira (20), a Comissão Provisória de Mossoró e, na sexta-feira (21), a de Baraúna, com a presença do presidente estadual do partido, Cel. Hélio Imbrósio; do vice-presidente Deputado Federal Gen. Girão e do secretário-geral Gen. Araújo Lima.

Para o presidente estadual do PSL, Coronel Hélio Imbrósio, a chegada das comissões nos municípios atende a um apelo da população. “Com desejo de mudança, o povo está pedindo a implantação das comissões para que o nosso partido chegue a todo o Estado. O povo tomou as rédeas e quer, junto conosco, que o partido chegue forte nas regiões para mudar o estado alinhado com o Governo Federal”, pontua.

“Em nosso planejamento estratégico, dividimos o Estado em mesorregiões e estamos começando a implantação das Comissões pela Região Oeste, onde já temos um grupo forte. Ainda este ano, pretendemos inaugurar mais 10 Comissões Provisórias para que possamos entrar 2019 em um ritmo forte”, concluiu o Coronel Hélio, acrescentando que até o final do próximo ano, a meta é que 100 municípios sejam contemplados.

Presidente da Comissão Provisória de Mossoró, Dr. Daniel Sampaio, ressalta a importância da chegada do PSL para a Região Oeste. “É um marco no início de uma nova política de conscientização da população no combate a corrupção e as velhas práticas políticas que não são mais aceitas e que agora serão duramente combatidas pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro Sérgio Moro. A nossa sede em Mossoró será o centro de organização para os outros comitês da Região Oeste, o que compartilha com o desejo da nova presidência do PSL/RN, que busca crescimento dos diretórios municipais em todo o Estado”, afirma Dr. Daniel.

A Comissão Provisória de Mossoró será presidida pelo Dr. Daniel Sampaio, Roberto Carlos Rodrigues (vice-presidente), Alexandre Santos Nóbrega (secretário-geral), Ismael Sousa da Silva (1º Secretário), Francisca Dantas Sobrinha (1º Tesoureiro), Wellington Costa de Oliveira (2º Tesoureiro), Gleuson Fernandes de Souza (1º Suplente) e Ivar Luiz Schmidt (2º Suplente).

Já em Baraúna, a Comissão será formada por Thiago Souza (presidente), Ricardo de Soares (vice-presidente), Jackson Silva (secretário-geral), Luiz Rodrigues da Fonseca Neto (primeiro secretário), Marcos Antônio dos Anjos (tesoureiro), Glauco Bruno de Oliveira (segundo tesoureiro), José Anthony Steffen de Oliveira (1° suplente) e Sueliton Souza Pereira (2° suplente).

PERFIS:

Dr. Daniel Sampaio é médico psiquiatra, casado, professor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), diretor técnico do Hospital Psiquiátrico São Camilo de Lélis e membro da Comissão de Defesa Profissional da Associação Norteriograndense de Psiquiatria (ANP), além de trabalhos voluntários na área da Psiquiatria. No último pleito, concorreu como candidato a deputado estadual.

Thiago Souza é comerciante do setor de móveis, evangélico, casado e oriundo de família sem tradições políticas.

Serviço:

Inauguração da Comissão Provisória de Mossoró

Quinta-feira (20), às 18h, na Rua Benjamim Constant, 02, Bairro Doze Anos.

Inauguração da Comissão Provisória de Baraúna

Sexta-feira (21), às 10h, na Rua Cícero Saldanha, 44, Centro.

 

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Partido de Bolsonaro inicia reestruturação no RN a partir da região Oeste

  • 20 de dezembro de 2018 em 11:04
    Permalink

    ” É um marco no início de uma nova política de conscientização no combate da corrupção e as velhas práticas politicas que não são mais aceitas ” Será que Dr. Daniel Sampaio não vem acompanhando os noticiários semanais e diários, com várias acusações contra a família do presidente eleito? Estendendo essas acusações aos indicados para os seus Ministérios? Ontem mesmo um dos envolvidos com a família do Presidente eleito, numa acusação nebulosa envolvendo 1 milhão e duzentos mil reais, nem compareceu a audiência para prestar esclarecimentos a justiça. Se querem combater as velhas práticas políticas de corrupção. E que todo o povo brasileiro espera, tem que começar pela a própria família do Presidente eleito juntamente com seus futuros Ministros. Agora, fazerem de conta que não está ocorrendo nada de anormal, é ser conivente e omissos com tudo que vem sendo divulgados. Ou é tudo mentiras.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *