Projeção para deputado estadual: eleitor entregará Assembleia sem maioria para próximo governador (a)

Resultado de imagem para assembleia legislativa rn plenário vazio

Em uma semana o eleitor potiguar estará indo as urnas para escolher seus representantes. Três nomes são competitivos para o Governo do Rio Grande do Norte: Robinson Faria (PSD), Fátima Bezerra (PT) e Carlos Eduardo Alves (PDT). Se a petista não vencer no primeiro turno provavelmente enfrentará o ex-prefeito de Natal em uma nova etapa eleitoral.

Seja quem for o eleito não receberá maioria na Assembleia Legislativa. O Blog do Barreto faz as projeções de desempenho das coligações com base em consultas com membros das coligações e estudiosos da política local.

São 24 vagas em disputa.

A coligação Trabalho e Superação liderada pelo governador Robinson Faria deverá eleger entre 11 e 12 deputados estaduais. O grupo do governador se dividiu em dois grupos: um com candidatos dos partidos PROS, PR, PSDB, PSB e PSD e outro com Avante e PRB. Ainda tem uma terceira com nome de Avança RN que reúne PMB, PRP, PTC e PPS.

Já a coligação de Carlos Eduardo Alves, 100% RN, caminha para eleger entre 4 e 5 parlamentares.

O grupo de Fátima Bezerra, coligação do Lado Certo, deve eleger três deputados, com chances de fazer uma quarta cadeira.

A coligação Renova RN, de Breno Queiroga (SD), se dividiu em dois grupos: um com Solidariedade e PV e outro com Patriotas, PPL, PSL e Democracia Cristã. Há chances de eleger três parlamentares na Assembleia.

Em voo solo, mas organizado como nunca no Rio Grande do Norte, o PSOL tem pela primeira vez a chance de eleger um deputado no Rio Grande do Norte.

Em instantes a lista com os candidatos com maiores chances nessas coligações.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Projeção para deputado estadual: eleitor entregará Assembleia sem maioria para próximo governador (a)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *