A volta por cima do reitor do IFRN

Após posse, Arnóbio é inocentado (Foto: reprodução)

Na sexta-feira o reitor José Arnóbio de Araújo Filho tomou posse para comandar o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Ele já vinha exercendo o cargo desde o fim de dezembro, mas essa não era a cereja do bolo para completar a sensação de justiça.

Faltava um desfecho favorável ao processo administrativo que impediu a posse dele em março de 2020.

Arnóbio foi denunciado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) por permitir a colocação de uma tenda “Lula Livre” durante do 11º Encontro Fé e Política, organizado pela Igreja Católica nas dependências do Campus de Natal do IFRN numa época em que ele era diretor.

A Comissão de Sindicância concluiu que a autorização da tenda Lula Livre foi feita por pessoas estranhas aos quadros do IFRN.

Inocentando Arnóbio e outros servidores da instituição como o ex-vereador de Natal Hugo Manso.

Confira o relatório final do Processo Administrativo envolvendo o reitor do IFRN

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “A volta por cima do reitor do IFRN

  • 9 de fevereiro de 2021 em 15:52
    Permalink

    A lista é triplice para que o presidente escolha o reitor, simples e claro como a letra da lei.
    A narrativa de escolha do primeiro colocado era só para quem não leu ou não sabia ler. Não necessitava de interpretação porque não havia margem para tal.
    O Brasil vem vivendo de narrativas e a ignorância graça.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *