Advogado recebeu ajuda de deputado para devolver dinheiro de propina por venda de sentença não confirmada

A investigação do Ministério Público que resultou na Operação Infiltrados mostrou que o deputado estadual Souza Neto (PHS) ajudou o advogado e ex-servidor da Assembleia Legislativa Rodrigo Paiva a devolver R$ 10 mil da propina dada em troca de uma decisão judicial do desembargador Glauber Rego.

A promessa não foi cumprida, mas Rodrigo acabou sendo alvo de busca e apreensão assim como o também advogado Allan Clayton de Almeida que foi preso preventivamente na segunda-feira.

No print enviado (ver abaixo) por Rodrigo a Allan não há qualquer indicativo de que Souza tinha consciência de que estaria ajudando o advogado a devolver dinheiro de propina.

A conversa acima ocorreu no dia 3 de agosto de 2016 e foi encerrada com a lembrança de que ainda restavam R$ 34.500 a serem devolvidos.

Allan Clayton é advogado do PCC e, conforme denúncia do Ministério Público, pagou R$ 70 mil a Rodrigo Paiva e a Flávio Humberto Noronha, um ex-assessor do Tribunal de Justiça e da Assembleia Legislativa, em troca da promessa deles articularem uma sentença positiva do desembargador Glauber Rego para um dos clientes de Allan.

A promessa acabou não sendo cumprida gerando uma cobrança constante de Allan pela devolução do dinheiro.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Advogado recebeu ajuda de deputado para devolver dinheiro de propina por venda de sentença não confirmada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *