Bancada governista falta, Câmara fica sem quórum, não vota reajuste dos servidores e sindicalista cogita retorno de greve

A Câmara Municipal de Mossoró só teve quórum hoje para abrir a sessão, mas com uma presença insuficiente para deliberação de matérias. Apareceram os cinco vereadores da oposição: Francisco Carlos (PV), Lairinho Rosado (PSB), Vingt-un Neto (PSB), Tomaz Neto (PDT) e Genivan Vale (PROS). Da bancada governista só foram trabalhar o líder Soldado Jadson (SD)e Narcízio Silva (PTN).

A sessão de hoje tinha tudo para ser das mais polêmicas porque as galerias estavam com alguns agentes de endemias que foram excluídos do reajuste de 6% parcelado em quatro vezes acertado entre o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDSERPUM) e o prefeito Francisco José Junior (PSD).

O problema é que a iniciativa prejudicou três categorias que tinha tido benefícios este ano pelo Plano de Cargos Carreiras e Salários. O descumprimento do acordo desagradou o vice-presidente do SINDSERPUM, Gilberto Diógenes, que já cogita uma nova greve (assista o vídeo).

Em outra frente, o comportamento da bancada governista que não apareceu para trabalhar deixa o vereador Lairinho Rosado (PSB) respirando aliviado. Ele tinha sido acusado de boicotar a votação do reajuste dos servidores (assista o vídeo).

O líder do governo Soldado Jadson explicou que a ausência maciça da bancada governista se justifica pelo fato de os parlamentares estarem com várias atividades no horário. “Uns tinham outros compromissos e outros estão com problemas de saúde”, justificou.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “Bancada governista falta, Câmara fica sem quórum, não vota reajuste dos servidores e sindicalista cogita retorno de greve

  • 7 de outubro de 2015 em 13:02
    Permalink

    Adoro vc Bruno Barreto.e seu blog ta de parabéns. E continue assim. Mostrando o que querem abafar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *