“Betinho Segundo tem dado algumas entrevistas infelizes”, avalia Sandra

A ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) criticou, em entrevista ao Meio-Dia Mossoró, o comportamento do deputado federal Beto Rosado (PP) em entrevistas recentes. “Betinho Segundo tem dado algumas entrevistas infelizes”, disparou.

Segundo a pessebista, não faz sentido ele declarar que a ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSB) não agregaria numa chapa rosalbista. “Se a deputada Larissa Rosado não agregar, imagine ele que teve 80% da votação dele dada pela ex-governadora Rosalba Ciarlini”, alfinetou.

Segundo Sandra, as declarações de Beto Rosado não abalaram as relações com a ex-governadora Rosalba Ciarlini e o ex-deputado Carlos Augusto Rosado. “Estamos com o diálogo aberto com todos que pensam o que há de mais positivo para a cidade. Tenho conversado com Carlos Augusto, com Rosalba e estamos abertos ao diálogo com os nossos adversários e isso é da política”, frisou.

Mesmo assim, Sandra ressaltou que o desejo do grupo dela é caminhar com uma candidatura própria. “Nós vamos ter uma candidatura própria e vamos para a disputa para ampliar nossos espaços na Câmara Municipal”, avisou.

Sobre a possibilidade de ser candidata a vereador, Sandra disse que isso depende da conjuntura política na época das convenções. “No caso de algum deslocamento dos nomes da chapa eu posso fazer essa luta. Mas no momento a prioridade são esses nomes”, argumentou.

Ela disse ainda que a formação da chapa proporcional do PSB vai depender das conversas com os outros partidos. “Nós temos conversado com vários pretensos candidatos a vereador, mas temos que ver também os partidos que vão chegar porque quando há a coligação vira um partido só”, concluiu.

Engodo

A ex-deputada ainda analisou a reforma administrativa do prefeito Francisco José Junior (PSD). Ela classificou como um “engodo”. “Essa reforma é mais um engodo da administração municipal. É a mesma coisa daquelas gerências. Não sei de cabeça, mas a economia é pouca”, opinou.

Ela apontou uma série de falhas destacando a falta de transparência e disse que o prefeito é responsável pela impopularidade.  “Francisco José está impopular por ele próprio. Ele mesmo construiu a impopularidade dele. É um governo que não tem transparência”, avalio.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *