Candidatos ao Senado elogiam projeto Mais RN da FIERN

Candidatos ao Senado recebem proposta da FIERN

Os candidatos ao Senado receberam, na manhã desta segunda-feira (10), na Casa da Indústria, a edição atualizada do MAIS RN das mãos do presidente da FIERN, Amaro Sales de Araújo. Dos quinze candidatos convidados, dez compareceram ao evento. Não participaram Ana Celia (PSTU), João Morais (PSTU), Jurandir Marinho (PRTB), Capitão Styvenson (Rede) e Telma Gurgel (PSOL). Os postulantes enfatizam a relevância de, às vésperas do pleito eleitoral, receber uma edição atualizada do Plano Estratégico de Desenvolvimento do Rio Grande do Norte de longo prazo e, à curto, metas indicativas para o período de 2019/2022, que sintetizam a Agenda de Resgate Potiguar. Confira as avaliações dos candidatos acerca do MAIS RN:

“Comungamos de alguns aspectos da pauta apresentada pela FIERN com o programa a MAIS RN, sobretudo em questões mais urgentes nas áreas de saúde e segurança. Entendemos que o estado passa por uma grave crise que repercute diretamente na vida das pessoas e nos âmbitos econômico e social. E que é preciso adotar medidas importantes para melhorar o gasto público, e não acredito que a emenda 95 seja a solução, proponho a sua revogação”. Alexandre Motta (PT).

“É com profunda felicidade ser convocado para participar de uma reunião importante como esta, onde convivem a classe empresarial e a classe política. A política é um bem comum. Nisto, empresários, trabalhadores e intelectuais devem estar em busca dessa melhoria para a sociedade. Li com atenção o MAIS RN há quatro anos e pouco foi feito. A atualização do MAIS RN é uma visão na qual eu posso me debruçar para prosseguir com a evolução dos estudos. Esta é uma proposta maravilhosa e um ato de cidadania. A FIERN, neste momento, é uma FIERN cidadã.” Joanilson de Paula Rêgo (Democracia Cristã).

“Saúdo com satisfação a iniciativa da FIERN. Algumas iniciativas como esta saem prejudicadas, após as eleições, por falta de cobrança. Proponho um encontro, com os eleitos, para assumir o compromisso com a sociedade potiguar em debater as propostas. O diagnóstico mostra que o maior mal do estado está na gestão dos governantes que não conseguem da sua contribuição para o equilíbrio fiscal do Estado. Estou à disposição para colaborar para que esta não seja apenas uma entrega simbólica, mas que se efetivem as propostas do MAIS RN.” Garibaldi Alves Filho (MDB)

“Parabenizo a FIERN pelo MAIS RN e por sua persistência em atualizar um estudo técnico importante que pode subsidiar os políticos. Acho que este estudo coaduna as necessidades e anseios da população. Deixa-me bastante feliz a FIERN priorizar a segurança pública em sua peça técnica. A população sofre, o empresariado sofre todos nós perdemos. E a classe política precisa se sensibilizar no tocante a resolutividade deste problema.” João Maria Napoleão (Rede).

“O estudo mostra que o Estado tem decaído de posições importantes nos últimos anos e que um dos maiores problemas do RN é a máquina pública. É muito importante esta iniciativa da FIERN. Mas, como foi feito há quatro anos, parece que as pessoas estão olhando e não se atendo ao seu conteúdo. E é importante nos atermos para que possamos examinar o diagnóstico e propostas e definir metas a partir deste estudo.” Levi Costa (PRTB).

“O protagonismo do Sistema FIERN na defesa do desenvolvimento do Rio Grande do Norte tem sido aperfeiçoado [com o MAIS RN], que apresenta uma pauta muito objetiva e clara [para o crescimento]. A Agenda Potiguar, que integra essa atualização do MAIS, é um exemplo claro da postura mais do que institucional que o Sistema FIERN tem tido na defesa do crescimento do Estado. Se fosse candidato a governador, esse plano estaria no meu birô permanentemente, porque se trata de uma agenda específica e direciona muito bem para que se evite a previsão de que em 2022 [se não houver uma mudança de rumo], estaremos nos último lugares na estrutura para o crescimento.” Antônio Jácome (Podemos).

“Quero saudar o esforço que foi feito [com o MAIS RN] de contribuição para o conhecimento da realidade econômica do Rio Grande do Norte, oferecendo uma base de informação importante a quem for selecionado pelo povo para cumprir uma missão no Senado. Assumo o compromisso de ler na íntegra essas informações que vão, pelo menos, ser aproveitadas para ampliação do meu conhecimento intelectual. Renovo, então, os parabéns pela iniciativa da FIERN e espero que, quem quer chegue ao Senado, possa se inspirar neste trabalho tão sério e positivo como que nos foi entregue.”  Geraldo Melo (PSDB)

“Faço uma saudação ao corpo diretivo da FIERN pela iniciativa de apresentar esse estudo. Neste momento também destaco que a crise tem causas econômicas e na ilegitimidade do poder político, que tem reflexos culturais e nos demais setores. Isso porque o atual modelo econômico está exaurido.” Lailson Almeida (PSOL).

“É uma satisfação receber esse estudo [o MAIS RN]. Acredito que o Estado pode ser maior do que já foi e também melhorar em relação à situação na qual está atualmente e que aflige a todos os norte-rio-grandenses. Um planejamento estratégico, como o apresentado neste plano, é capaz contribuir nessa mudança. Então tenho convicção de que o Estado pode ser muito grande. E parabenizo a FIERN por nos dar esse presente que vai ajudar nesta sentido. Além disso, independente do resultado da eleição, podemos assumir o compromisso de defender que esse plano seja executado. Um estudo que está pronto e que não implicará em custo adicional para ser elaborado. Magnólia Figueiredo (Solidariedade).

“Gostaria de parabenizar a FIERN pela iniciativa de elaborar um documento tão importante para o nosso Estado. A ‘Agenda Potiguar 2019-2022 — Mais RN’ é um trabalho excelente, que trás o diagnóstico dos problemas e apresentação de soluções, principalmente, porque envolve uma das iniciativas mais importantes e necessárias, atualmente, para a sociedade, que a geração de emprego e renda. O Mais RN merece o aplauso de nós políticos e de todos que fazem o Rio Grande do Norte.” Zenaide Maia (PHS).

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *