Casos de nepotismo na Prefeitura de Mossoró estão sob investigação do MP

fabio-weimar-the

O promotor Fábio Weimar Thé está investigando os casos de nepotismo na Prefeitura de Mossoró (ver AQUI) denunciados pela mídia local nos últimos dias.

Ele explicou que cada caso será tratado separadamente. “O caso de Yuri de Tasso é mais simples (ele é subordinado a própria esposa) por exemplo. Há outro que é de uma tia por afinidade cujo tio da prefeita já faleceu o que pode não ser nepotismo dentro do que prevê a Súmula Vinculante número 13”, explicou.

O promotor disse ainda que vai analisar o caso do filho do prefeito Marcello Crivela (ver AQUI) que foi afastado por nepotismo em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). “No primeiro escalão é diferente. Em princípio a súmula deixa o gestor livre, mas vamos observar se a qualificação profissional deles está compatível com o cargo, por exemplo”, explicou.

O membro do Ministério Público ainda comentou que é necessário ter cautela. “Não podemos colocar todos os casos no mesmo bolo. Tem que ver cada um separadamente e na medida em que formos concluindo prepararemos as recomendações que se não forem cumpridas resultarão em ações civis públicas”, avisou.

Compartilhe:

Comments

comments

3 opiniões sobre “Casos de nepotismo na Prefeitura de Mossoró estão sob investigação do MP

  • 15 de fevereiro de 2017 em 03:20
    Permalink

    Em Mossoró, não vai dar em nada. Hoje a terra é nossa , boto quem quizer. quem vier.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2017 em 10:06
    Permalink

    Não dá em nada,nadica de nada.Vivemos no pais de Mossoró onde tudo pode.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2017 em 18:17
    Permalink

    Bruno ; o MP tá investigando o quê ? está tudo as clara o prefeito de fato botou a família toda na prefeitura, não têm mais o que investigar não.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *