Cassação definitiva de Cláudia é sacramentada logo no primeiro julgamento

A relatora Maria Thereza Assis Moura manteve a cassação no processo 162. O voto dela foi acompanhado por todos os ministros.

Com a manutenção desta sentença está definido que Cláudia Regina não volta mais ao cargo e Francisco José Junior (PSD) fica no Palácio da Resistência até 31 de dezembro de 2016.

O ministro Gilmar Mendes demonstrou espanto com o volume de processos. “Essa é uma obra de Gabriel García Marquez ou de Jorge Amado nos momentos mais inspirados”, frisou.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *