Humberto desafia Marleide e Eliete (Foto: reprodução)

Consultor do município desafia sindicalista e vereadora a provar que Allyson descumpriu a palavra

O consultor-geral do Município Humberto Fernandes desafiou a vereadora Marleide Cunha (PT) e a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindserpum) Eliete Vieira a provarem que o prefeito Allyson Bezerra (SD) descumpriu a palavra ao enviar projeto de lei que alterou o Plano de Cargos Carreiras e Salários dos professores.

Em entrevista ao Foro de Moscow ele sugeriu uma acareação com as testemunhas da negociação e disse quem descumpriu a palavra foi Marleide. “Marleide se negou a votar contra quando ela mesma tinha feito o acordo. Tenho aproximadamente de 20 testemunhas deste acordo. Não faltamos em nenhum momento com a verdade e eu estou desafiando uma acareação com as testemunhas”, frisou.

Humberto ainda sugeriu um parecer de alguém da OAB, do Ministério Público ou levar a demanda para o judiciário. “Entrem com um mandado de segurança”, desafiou.

Humberto alegou que o projeto foi enviado conforme acordado na audiência. “Quando a gente fez o acordo já previa essas alterações. Eles querem que a gente crie uma ficção com cálculo matemático”, declarou.

Ele disse que os professores não perderam direitos e que houve apenas a alteração de uma tabela excluindo uma categoria que não existe mais (professor com formação em ensino médio). “O que garante o direito é a lei. Não posso dizer uma coisa na lei e outra na tabela. Quem cria o direito é a lei e não a tabela. Não mexi em nada. Não haverá nenhum prejuízo em reajustes futuros”, garantiu.

Na segunda-feira Eliete Vieira será a entrevistada no Foro de Moscow.

Assista o programa completo:

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter