Apoio a Carlos Eduardo instalou crise no PV (Foto: reprodução)

Deliberação de apoio do PV a Carlos Eduardo abre crise com deputados do partido

O ex-prefeito do Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) demorou quase 48 horas para agradecer o apoio formalizado do PV ao seu nome definido em reunião há quase uma semana.

Faz sentido.

Ele sabe que o apoio formalizado naquela reunião é frágil por não ter o endosso dos quatro deputados estaduais do partido (Eudiane Macedo, Vivaldo Costa, George Soares e Hermano Morais).

Quem tem voto não participou.

Pior: foi instalada uma crise interna no partido que o ex-prefeito vai ter que arrumar habilidade para ajudar a contornar.

O sempre discreto e cortês Hermano Morais deslegitimou a decisão pela ausência dos deputados. George Soares praticamente anunciou que vota no deputado federal Rafael Motta (PSB), Vivaldo Costa se calou e Eudiane tem inclinações de voto no pessebista.

O partido decidiu uma coisa e os deputados querem outra. Esse impasse tem um nome: crise.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter