Desembargador cobra explicações ao governador sobre atraso de pagamento de professores

Imagem inline 1

A ação judicial movida pela ADUERN – Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – contra o Governo do Estado por conta dos atrasos nos vencimentos dos professores, já foi recebida pelo Desembargador Saraiva Sobrinho. Em seu despacho ele definiu prazo de 10 dias para que Robinson Faria e a Reitoria da UERN expliquem a motivação da demora nos pagamentos da categoria.

De acordo com o assessor jurídico da ADUERN, Lindocastro Nogueira, após estes dez dias o Desembargador deverá se posicionar juridicamente sobre a demora no acerto dos vencimentos.  Ele explicou que mesmo com a realização dos pagamentos do mês de Janeiro, que deve ser concluída hoje, a ação judicial não perde seu foco, já que visa impedir que o Executivo atrase os salários nos próximos meses.  “O que queremos é  impedir que o Governo do Estado volte a atrasar os salários nos próximos meses, como fez em Janeiro” afirmou Lindocastro.

Atrasos

A diretoria da ADUERN  protocolou, na manhã da terça-feira (02), uma ação judicial exigindo o pagamento dos salários dos docentes da universidade. A decisão de buscar a via judicial foi tomada após a divulgação do calendário de pagamento dos servidores estaduais, prevendo que as remunerações seriam concedidas nos dias 4 e 5 de Fevereiro. O Governo do Estado voltou atrás na divulgação  e informou que os vencimentos de aposentados e pensionistas serão pagos no dia 03 e dos servidores ativos no dia 04. De acordo com a assessoria jurídica da ADUERN, o Estado tem obrigação de pagar seus servidores até o último dia do mês.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *