Em evento morno, grupo discute projeto

Num evento morno e sem lançamento de candidaturas, o grupo Mossoró Melhor se reuniu para apresentar as diretrizes do outrora conhecido “projeto dos empresários”.

Mais de cem empresários e algumas pessoas de outros segmentos estiveram presentes.

A discussão foi aberta num pronunciamento do construtor Jorge do Rosário que explicou que esse não é mais um movimento dos empresários. “Esse movimento tomou corpo dentro da classe empresarial, mas hoje não é mais um movimento da classe empresarial. Não somos contra ninguém e é na política que podemos encontrar as soluções”, frisou.

Jorge disse que este é um momento de mudança de postura da classe empresarial. “Nós não somos políticos, mas sempre participamos da política de uma maneira passiva. Mudamos essa postura porque queremos uma Mossoró melhor”, disse.

Em um segundo momento foi realizada uma palestra do empresário e presidente do PR, Marcelo Rosado, que lamentou o fato das entidades empresariais sempre realizarem estudos antes das campanhas que terminam ignorados pelos candidatos. “Vários levantamentos estão sendo feitos ao longo dos anos. São estudos caros que foram entregues aos candidatos na época que receberam e guardaram. Se você perguntar a um dos candidatos da época é pouco provável que eles lembrem”, relatou.

Ele também defendeu a redução de impostos e disse ser possível aumentar a arrecadação com essa iniciativa. “O Governo do Ceará está mostrando que baixar alíquota aumenta a arrecadação. Aí vem a diferença que é o gestor saber o que é fundamental e o que é importante. É o que está faltando no nosso estado e na nossa cidade”, lamentou.

Com relação ao momento vivido na noite de ontem, Marcelo destacou ser uma demonstração de maturidade inexistente no restante do Rio Grande do Norte. “O que estamos fazendo aqui hoje a classe empresarial em nível de Estado ainda amadureceu. Natal também ainda não amadureceu. Ainda estão esperando o messias que vai aparecer e resolver tudo”, declarou.

O terceiro momento foi abertura dos microfones para sugestões dos que estavam na plateia e para discursos dos presidentes dos partidos que estão dialogando com o movimento Mossoró Melhor. Discursaram Tomáz Neto (PDT), Genivan Vale (PROS), Josué Moreira (PSDC), Tassyo Mardonny (PSDB) e Edson Lobão (PSL).

O enceramento foi realizado pelo empresário Tião da Prest

Que reforçou as palavras de Jorge do Rosário no início do evento. “Esse movimento foi iniciado por um grupo de empresários e ao longo de sua existência foi se misturando com outras categorias. É um grupo de trabalho em que vimos essa necessidade de Mossoró. Estamos descontentes com toda essa política de gestão pública no Brasil inteiro”, afirmou. “Estamos saindo das nossas empresas para dar a nossa colaboração”, completou.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *