Ex-funcionários da Gazeta cobram agilidade da Justiça para receber pagamentos que esperam há quase cinco anos

Demolição da Gazeta do Oeste também derrubou sonhos de seus funcionários (Foto: cedida)

Passados quase 5 anos do fechamento do Jornal Gazeta do Oeste, 48 famílias lutam para receber seus direitos trabalhistas até os dias de hoje. Aguardando maior celeridade da Justiça, ex-funcionários têm se mobilizado para chamar atenção ao processo de falência, que tramita na 6ª Vara Cível de Mossoró, sob a labuta da juíza, dra. Daniela Rosado.

O processo está em fase de conclusão, aguardando apenas a liberação de alvarás. Por ter caráter alimentar, as verbas em questão já deveriam ter sido liberadas, de acordo com o advogado Gilvan Cavalcanti. “A verba, de natureza alimentar, tem que ser satisfeita imediatamente. A determinação de liberação está nas mãos do poder judiciário, já que não há nada que impeça que esses pagamentos sejam realizados. Estamos aguardando a sensibilidade para o desfecho, tendo em vista a quantidade de gente necessitando”, afirma.

Além disso, é necessário frisar que os pagamentos dos credores (ex-funcionários) não será feito em sua integralidade. Cada um receberá cerca de 30% dos valores a que teria direito.

Gazeta fechou em 2015 (Fotomontagem cedida)

“Temos procurado todos os meios possíveis para agilizar o procedimento desse processo. Muitos dos ex-empregados não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. Esse dinheiro seria um alento a esse momento, principalmente porque vivenciamos um período de pandemia”, alerta a ex-funcionária Luciana Araújo.

Durante a semana, ex-funcionários do jornal se reuniram com a promotora de Justiça da 2ª Vara, dra. Ana Ximenes, que de pronto se colocou à disposição e deu parecer favorável do Ministério Público para que sejam realizados os pagamentos. “Tenho 6 filhos, estou desempregado e esse dinheiro ajudaria a dar um rumo à minha vida”, comenta o impressor Roberto Mardoqueu.

Os ex-funcionários da Gazeta do Oeste reforçam que aguardam a celeridade e sensibilização da Justiça para que o pleito seja atendido e os alvarás judiciais sejam liberados.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter