Fábio Dantas terá de se alinhar ao bolsonarismo para se manter competitivo (Foto: reprodução)

Fábio Dantas: ser ou não ser bolsonarista?

Ser ou não ser bolsonarista? Eis a pergunta que vem permeando a estratégia de campanha do ex-vice-governador Fábio Dantas (SD).

A entrada do senador Styvenson Valentim (Podemos) na disputa pelo Governo do Estado travou a estratégia de tentar se desvincular do presidente desaprovado por 60% dos potiguares apostando que por antipetismo teria os votos dos insatisfeitos com a gestão da governadora Fátima Bezerra (PT).

Com Styvenson terá que agradar os eleitores de Bolsonaro adotando um discurso mais radicalizado à direita. É o que lhe restará para se manter competitivo.

Fábio já entendeu isso e passou a atacar as urnas eletrônicas para estancar a queda nas pesquisas.

 

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter