Fátima cortou R$ 300 mil da UERN? Entenda a confusão

Esta semana por má fé ou desconhecimento setores da imprensa mossoroense espalharam que a governadora Fátima Bezerra (PT) teria cortado R$ 300 mil do orçamento da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

Raramente escrevo sobre a UERN por ser servidor de carreira da instituição e por isso considerar necessário separar as funções de assessor de imprensa e jornalista que sou obrigado a acumular por questão subsistência.

Esclarecido isso, não poderia me furtar em trazer a informação correta que colhi junto ao comando da UERN.

A informação está deturpada.

O que existe é a necessidade de R$ 1,8 milhão/mês para a UERN manter o seu custeio. O Governo estipulou R$ 1,5 milhão.

A UERN está em negociação com a Secretaria Estadual de Planejamento para rever esse valor estipulado.

O que é custeio? Custeio é a verba destinada para as despesas básicas como água, luz e pagamento de terceirizados, por exemplo.

Vale lembrar que no início do ano o presidente Jair Bolsonaro fez um corte orçamentário que atingiu as emendas federais. A UERN tinha uma emenda de R$ 20 milhões que foi reduzida para R$ 17 milhões. A governadora Fátima Bezerra anunciou que iria repor a diferença de R$ 3 milhões (ver AQUI).

É isso que apurei com a facilidade de ser servidor da instituição.

Nota do Blog: antes de dizer que escrevi isso por ser “petista” sugiro que leia esta crítica a Fátima cobrando dela compromisso com a UERN durante a campanha: Ausência em debate na UERN expõe “salto alto” de Fátima

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “Fátima cortou R$ 300 mil da UERN? Entenda a confusão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *