Fátima enfim esquece assuntos nacionais e se envolve na política local

thumbnail_41254609875_68017751ce_k

Em entrevista ao Agora RN a senadora Fátima Bezerra (PT) finalmente falou como pré-candidata ao Governo do Estado. Lula, Temer e cia ficaram em segundo plano na conversa.

Ela criticou o governador Robinson Faria (PSD) acusando-o de ser incompetente. “O Rio Grande do Norte é uma tragédia. Há incompetência nessa atual gestão. Dois anos sem o servidor ter o direito de chegar ao final do mês e receber o seu salário em dia. Fornecedor nem se fala. Capacidade de investimento é zero no Rio Grande do Norte. Temos, ainda, um rombo fiscal por mês, segundo a Tributação do Estado, que ultrapassa R$ 130 milhões”, explicou.

Ela ainda acrescentou que o governador traiu o PT.

Sobre o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) as críticas giraram em torno do palanque oligárquico que ele montou. “Carlos Eduardo representa a mesmice, o mesmo projeto conservador e oligárquico que vem predominando nesse estado há décadas. A nossa candidatura vai quebrar paradigmas”, disparou.

Compartilhe:

Comments

comments

4 opiniões sobre “Fátima enfim esquece assuntos nacionais e se envolve na política local

  • 5 de junho de 2018 em 21:06
    Permalink

    Tragédia maior será se essa senhora for eleita governadora do estado. Triste Rio Grande sem Norte

    Resposta
  • 6 de junho de 2018 em 04:40
    Permalink

    Fátima é do PT. É viciada em recursos públicos por baixo dos panos. É incompetente, sem discurso, e seria mais uma tragédia para o Rio Grande sem Sorte.

    Carlos Eduardo Alves é outra mala sem alça, que não preciso nem me aprofundar mais.

    Estamos totalmente sem opção.
    Melhor não votar.

    Resposta
  • 6 de junho de 2018 em 07:38
    Permalink

    NÃO ENTENDO LHE ENTENDO JORNALISTA!
    PORQUE OS VEREADORES QUE APROVARAM A DERRUBADA DA CEI DO LIXO NÃO SÃO CULPADOS? SÃO TANTO QUANTO A SENHORA PREFEITA.

    Resposta
  • 7 de junho de 2018 em 02:02
    Permalink

    Sem opção não, Clorissa continua precandidata. Porque não ela?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *