Líder do governo ameaça romper com prefeito se privilégios continuarem em secretaria

O líder da bancada governista Soldado Jadson (SD) ocupou a Tribuna da Câmara Municipal para denunciar privilégios na Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SEMOB).

Ele disse que se os super salários persistirem na pasta ele retira a indicação de Charlejandro Rustayne feita pelo Solidariedade. “Ou trata todo mundo de forma igualitária ou entregamos o cargo indicado pelo nosso partido”, disparou.

O líder governista ainda relatou a existência de um movimento para lançar um candidato dos agentes de trânsito. “A função dele de fiscalizar é incompatível com esse projeto político”, frisou.

Nos apartes, Jadson recebeu apoio de vereadores das bancadas de situação e oposição.

Há algumas semanas, o vereador Genivan Vale (PROS) tinha denunciado a existência de servidores da Gerência de Trânsito que tinham salários de R$ 1.900 e estavam recebendo mais de R$ 10 mil no fim do mês.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *