Matéria badalada apenas torna nacional escândalo que os potiguares já conheciam

O Fantástico finalmente perguntou “Cadê o dinheiro que está aqui?” em relação ao Rio Grande do Norte. A oposição torceu ferrenhamente para que o badalado repórter sem rosto Eduardo Faustini viesse a Mossoró. Apesar dos inúmeros apelos na Internet, ele não veio à segunda cidade do Rio Grande do Norte.

Querendo um escândalo para mudar o foco das críticas que sofrem na política mossoroense os silveristas cravaram nas redes sociais e até mesmo em alguns veículos de comunicação que Faustini traria um fato novo no escândalo do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA): o envolvimento da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP).

Nem uma coisa nem outra. O Fantástico mostrou a “Operação Candeeiro” que apura irregularidades no IDEMA, mas para nós potiguares nada de novo. A ex-governadora Rosalba Ciarlini não foi citada na notícia. A outra parte da matéria aborda a “Operação Dama de Espadas” que investiga irregularidades na Assembleia Legislativa.

A matéria focou muito mais no fato de filho (Gutson Johnson Giovany Reinaldo Bezerra) e mãe (Rita das Mercês Reinaldo) serem os “cabeças” dos dois esquemas.

No fim das contas todos ficaram decepcionados.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *