Mineiro x Beto: Kerinho terá sete dias para prestar esclarecimentos em ação que pode mudar representação do RN na Câmara

Kerinho é pivô da ação em que Beto pode perder o mandato (Foto: reprodução)

O juiz relator Ricardo Tinoco de Góes intimou Kericlis Alves Ribeiro, o Kerinho, para que ele preste esclarecimentos sobre a denúncia de que ele foi candidato a deputado federal em 2018 ao mesmo tempo em que exercia função comissionada na Prefeitura de Monte Alegre, região Agreste do Estado.

A legislação exige a desincompatibilização do cargo para disputar eleições.

Kerinho terá um prazo de sete dias a contar da intimação para prestar esclarecimentos.

A ação movida por 51 advogados pede a anulação dos 8.990 votos de Kerinho por não ter se desincompatibilizado da função. Não há registros da exoneração dele publicada em órgãos oficiais, mas existe a comprovação de que ele seguiu recebendo salários até dezembro de 2018.

Caso isso a anulação dos votos a coligação 100% RN I perde a segunda vaga de deputado federal, que está sendo exercida por Beto Rosado (PP). Assim Fernando Mineiro (PT), da coligação Do Lado Certo, assume a vaga.

Além deste processo, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) ainda analisa outro que trata da omissão na entrega da certidão de quitação eleitoral.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *