Moradores do Veronique realizam mutirão contra Aedes Aegypti

veronique

O Condomínio Residencial Veronique realizou no sábado, um Dia “D” de combate ao mosquito Aedes Aegypti. A iniciativa contou com a participação dos agentes de endemias da Prefeitura Municipal de Mossoró, do médico Nilson Júnior, do grupo de escoteiros de Mossoró e faz parte da campanha “Veronique Contra o Aedes Aegypti”. A ação visa conscientizar os moradores sobre os riscos causados à saúde em decorrência das doenças transmitidas pelo mosquito e as medidas a serem adotadas para prevenir e combater a proliferação do mesmo.

Durante o Dia “D” foram realizadas 200 visitas às residências, limpeza de terrenos e distribuição de panfletos informativos. O Supervisor Geral de Endemias da Prefeitura de Mossoró, Sandro Elias, elogiou a iniciativa.“O condomínio está de parabéns porque é importante o morador fazer a sua parte no combate ao mosquito. Não podemos esperar somente o agente de endemia fazer a visita”, frisou.

Para Nilson Júnior, médico que participou da ação, as doenças preocupam, mesmo se tratando de sintomas comuns. “Embora na maioria das vezes sendo doenças com manifestações clínicas comuns, como febre, dores no corpo, nas articulares e fadiga, as doenças virais que estão em voga (Dengue, Zika e Chikungunya), podem trazer sérias consequências para o paciente. A dengue possui manifestações hemorrágicas, a Chikungunya tem dores articulares que podem permanecer por semanas, afastando o indivíduo do trabalho, e o Zika Vírus está sendo relacionado a encefalite, Síndrome de Guillain-Barré e microcefalia. É importante procurar o atendimento médico justamente para fazer o diagnóstico diferencial dessas doenças, avaliar sinais de gravidade e instituir o tratamento correto. Também é importante para a notificação de casos suspeitos e assim as autoridades de saúde possam realizar um combate mais focado em regiões de maior incidência”, avaliou.

Os casos de pessoas acometidas com as doenças transmitidas pelo mosquito são recorrentes no condomínio. Esse foi um dos motivos que levaram a administração a realizar essa campanha. Erison Natecio, síndico do Veronique, destaca que é imprescindível ter consciência dos riscos. “Essas medidas nada mais são do que nossa parcela de contribuição no combate ao mosquito, pois não adianta esperar somente o poder público. É responsabilidade de toda a sociedade lutar contra essa epidemia”, destaca.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter

Canal Bruno Barreto