Mossoró pode perder recursos por causa de obras inacabadas

Obra do Vingt Rosado se arrasta há vários anos (Foto: cedida)

A Prefeitura de Mossoró pode perder recursos para obras das creches do Vingt Rosado, Papoco e Estrada da Raiz por atrasos nos serviços. Quem traz o assunto à tona é Lawrence Amorim, ex-prefeito de Almino Afonso e terceiro mais votado em Mossoró na disputa para deputado federal em 2018.

O município está prestes a perder os recursos caso não consiga renovar o convênio das obras que se arrastam há anos. “A informação que nos deram é de que se até o dia 25 a Prefeitura não assinar um novo convênio essas obras vão ficar paralisadas para sempre e a prefeitura vai ter que concluir com recursos próprios”, diz Lawrence em vídeo (ver abaixo).

Ao todo foram investidos pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) R$ 3.796.721,04 nas três obras que constam como inacabadas.

Segundo informação extraoficial, a Prefeitura de Mossoró teria entrado com uma liminar para garantir a manutenção dos recursos para concluir as obras inacabadas.

O Blog do Barreto fez contato com a Secretaria Municipal de Comunicação que ficou de trazer uma posição sobre o assunto.

Histórico

Como gestora a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) tem histórico de perder recursos federais por inércia em obras. Quando governadora ela teve que devolver R$ 14.370.557 que seriam usados para a construção e reforma de presídios nas cidades de Lajes, Parelhas, Ceará-Mirim e Macau. Em 2014, ano da devolução dos recursos, o Estado tinha um déficit de 2.400 vagas no sistema prisional.

Na época, o Governo alegou falta de recursos para as contrapartidas.

Abaixo o status das obras no sistema do FNDE:

 

Compartilhe:

Comments

comments