Natália é a autora da denúncia ao MPF (Foto: Assessoria Mandato de Natália Bonavides)

MPF abre ação contra Rogério Marinho por causa de emenda para mirante

O Ministério Público Federal abriu procedimento investigativo para apurar se o ministros Rogério Marinho e Gilson Machado praticaram atos de improbidade administrativa por causa da indicação no valor de R$ 1,4 milhão para a construção de um mirante na cidade de Monte das Gamaleiras.

Os recursos valorizam um empreendimento de Rogério Marinho que está sendo construído a 300 metros de distância.

Rogério chegou a dizer que não tinha nada a ver com a obra que seria fruto de uma emenda do deputado federal Beto Rosado (PP). No entanto, o Jornal O Estado de S. Paulo apresentou documento que comprova interferência de Rogério para a liberação dos recursos.

A denúncia ao MPF foi formulada pela deputada federal Natália Bonavides (PT) que comentou o assunto nas redes sociais.

“Após nossa denúncia, Ministério Público abre investigação para apurar se ministro Rogério Marinho cometeu irregularidades na indicação de R$ 1,4 milhão do orçamento da União para construir mirante que ficará a 300 metros da propriedade onde ele construirá um condomínio privado”, disse.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter