Mudar de partido no RN não é tão fácil quanto parece

Deputado encontra dificuldades para mudar de partido ( João Gilberto/ALRN)

Toda semana tem notícia sobre um deputado ou vereador mandando de partido no Rio Grande do Norte. As notícias ocorrem em três fases: 1) o parlamentar anuncia a mudança; 2) recebe a liberação do partido; 3) TRE libera.

Mas nem sempre essa sequência acontece. Há situações com reviravolta como no caso do deputado estadual Kleber Rodrigues que tinha recebido autorização para deixar o Avante.

A direção nacional determinou que a presidente estadual do partido Karla Veruska não liberasse o parlamentar. A anuência foi tornada sem efeito.

O advogado de Kleber, Felipe Cortez, declarou à Tribunal que a Comissão Provisória do Avante está vencida o que tornaria a inversão da anuência inválida.

Nem sempre mudar de partido no Rio Grande do Norte é uma moleza. Vem briga jurídica pela frente.

Compartilhe:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *