‘Nada mais justo’, diz Isolda ao defender que empresa tenha sede em Mossoró

Durante a reunião que definiu que a Petrorecôncavo se instalará em Mossoró a deputada estadual Isolda Dantas (PT) endossou a decisão da empresa de instalar sede em Mossoró.

No vídeo abaixo ela lembra da importância que a Petrobras teve no desenvolvimento da cidade e o quanto este investimento será importante na revitalização da cadeia do petróleo.

Compartilhe:

Comments

comments

5 opiniões sobre “‘Nada mais justo’, diz Isolda ao defender que empresa tenha sede em Mossoró

  • 7 de maio de 2019 em 06:57
    Permalink

    A.melhor parte do vídeo foi quando a deputada fala de incoerência. Pois é, q se dane a incoerência. A deputada desta vez foi coerente com a realidade. Né mesmo?

    Resposta
  • 7 de maio de 2019 em 09:12
    Permalink

    Pelo menos uma deputada fez alguma coisa por Mossoró. Pois Alysson e Beto Rosado… melhor nem falar.

    Resposta
    • 7 de maio de 2019 em 20:30
      Permalink

      José, amigo, eu não entendi seu comentário, quando diz que pelo menos uma deputada fez alguma coisa por Mossoró e conclui dizendo que Alysson e Beto Rosado…melhor nem falar.
      Vc tem certeza que releu o que escreveu?

      Resposta
  • 7 de maio de 2019 em 20:21
    Permalink

    Bruno, amigo, devagar com o andor, que o santo é de barro…

    Essa Isolda que vc está-se reportando seria a mesma que eu estou pensando?

    A que eu me refiro é a que em 2017, numa passagem de Lula por Mossoró, fez um discurso eloquente, posicionando-se, intransigentemente, contra à venda desses mesmos poços, alegando que não podíamos entregar as nossas riquezas.

    Se é a dita cuja, o que, mesmo a teria feito mudar de opinião?

    Aliás, amigo, há poucos dias, eu vi um vídeo de petroleiros vermelhos, inconformados com essa decisão do governo federal da venda dos poços maduros, num gesto que, acho, nem eles conseguem dizer o motivo.

    É inconcebível alguém de sã consciência e, mais, ainda, em meio à crise que vivemos, posicionar-se contra à venda de algo “desprezado”

    Voltando à conversa da
    deputada, se, porventura, for a mesma figura, eu sugiro ao leitor, escolher: “esqueçam o que escrevi”: Fernando Henrique Cardoso ou “Nada como um dia atrás do outro: Chico Macambira.

    Resposta
  • 7 de maio de 2019 em 20:37
    Permalink

    Como dizia um bacurau de plumagem mole: ” o negócio é não sair do negócio…”

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *