O PT está sempre errado

A notícia bem que poderia ser “sete deputados votam pelo congelamento dos salários dos servidores públicos”, mas como eles não eram do PT o foco foi acusar a deputada federal Natália Bonavides de votar contra a vinda de recursos para o Rio Grande do Norte.

Pouco importa se ela defendeu a proposta que garantiria R$ 240 milhões a mais para o Rio Grande do Norte sem penalizar ainda mais os servidores públicos.

Agora ninguém da nossa incorruptível classe média se importou com os servidores públicos. Bem diferente de recentes decisões que desagradavam os trabalhadores e gerou comoção na sociedade potiguar.

Até acho que Natália Bonavides cometeu um erro estratégico em votar contra o texto base. Ela poderia seguir o exemplo da senadora Zenaide Maia (PROS) que era contra o congelamento dos salários dos servidores, mas não deixou de votar a favor do tema principal da lei que garantiu recursos para o Rio Grande do Norte.

Mas vejam o caso do deputado federal General Girão (PSL) que usa seu prestígio no Governo Federal para golpear a democracia interna no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), mas não usa essa força para ajudar o Estado em temas mais urgentes.

Ele sequer é cobrado pela atitude antidemocrática que patrocinou pela nossa classe média tão cheia de bons princípios.

A questão tem explicação e passa pela filiação partidária. O PT sempre está errado. Não importa o contexto, a causa e a coerência.

Compartilhe:

Comments

comments

2 opiniões sobre “O PT está sempre errado

  • 6 de maio de 2020 em 10:17
    Permalink

    O PT está para classe média assim como está o cordeiro para o lobo, na fabula de Esopus, Lupus et agnus (O lobo e o cordeiro)

    Resposta
  • 6 de maio de 2020 em 10:44
    Permalink

    A deputada Natália, mostra q é sempre do contra, votou não, quando ate o neoesquerdista Rafael Mota votou sim.
    A deputada tá mais preocupada em defender o ex-Presidiario Lula que o RN .

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *