O Sindicato do Negacionismo Científico

Sindicato está em estado de negação

O Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte virou uma entidade obscurantista e linha auxiliar do bolsonarismo no Estado.

É uma espécie de Sindicato do Negacionismo Científico.

A entidade, que não promove pesquisas, defende a vergonhosa ideia do tratamento precoce e vem sendo desmoralizado a cada pesquisa que conclui que ivermectina e cloroquina não servem para tratar covid-19.

Seus dirigentes insistem no erro e mantém o discurso bolsonarista dando respaldo para negacionistas no Estado.

O estado de negação da entidade é tamanho que ela cometeu o absurdo de realizar um show musical no dia 1º de maio do ano passado, em plena pandemia, no pátio do Hospital Walfredo Gurgel. O vexame foi contido pela ação da Polícia Militar.

A última do Sindicato dos Médicos foi uma nota criticando medidas restritivas recomendadas pela ciência como forma de conter a propagação da covid-19. Coisa que se sabe ser eficaz desde a Idade Média. A entidade se mostrou mais preocupada com o direito de ir e vir do que com as vidas que estão se perdendo e com a sobrecarga de trabalho da categoria que deveria defender.

Coisas de um Sindicato do Negacionismo Científico.

Compartilhe:

Comments

comments

Uma opinião sobre “O Sindicato do Negacionismo Científico

  • 9 de março de 2021 em 12:17
    Permalink

    Incrível. Como pode um jornalista querer desconsiderar um grupo de médicos.
    Seria cômico se não fosse trágico.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *