Para Marleide, estão levando a educação em Mossoró ao obscurantismo

Para Marleide a prefeita não sabe o que fazer na educação (Foto: Assessoria/Sindserpum)

A professora e presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDSERPUM), Marleide Cunha, analisou a adesão da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) ao projeto das escolas cívico-militares.

Na opinião da professora, a gestão municipal não tem uma política educacional definida e está optando pelo obscurantismo. “Hoje, Mossoró NÃO tem uma política educacional definida. Rosalba e Magali Delfino (Sec. Educ) desmantelaram a que tinha (não era boa, mas havia um caminho definido) e estão levando a educação ao obscurantismo”, disparou.

Ela destacou que a educação municipal é marcada pela falta de diálogo. “Não tem uma concepção de educação definida, tratam a educação como um produto de prateleira pronto para ser substituído assim que aparece um modelo mais novo, não escutam os educadores, desvalorizam os professores e prejudicam a formação plena das crianças”, avaliou.

No entendimento de Marleide tanto a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) quanto a secretária municipal da pasta, Magali Delfino, não sabem o que fazer com a educação em Mossoró. “Essa gestão colocou a educação em um barco à deriva.  Para onde vai a educação? A prefeita e a secretária de Educação não sabem. O que estamos dispostos a fazer para defender o direito à educação plena de nossas crianças? Podemos nos omitir? Educação é reflexão-ação-reflexão”, frisou.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter