Fátima teve pior avaliação na pesquisa Consult (Foto: Assecom/RN)

Pesquisa Consult/TV Ponta Negra traz pior desempenho da avaliação de Fátima e o “menos ruim” de Bolsonaro

A pesquisa do Instituto Consult divulgada ontem pela TV Ponta Negra trouxe números bem diferentes dos ofertados pelos outros institutos em relação as avaliações dos mandatos da governadora Fátima Bezerra (PT) e do presidente Jair Bolsonaro (PL). A diferença é maior em relação à petista, diga-se de passagem.

A pesquisa Consult trouxe uma aprovação de 37,82% para a governadora e uma desaprovação de 49,41%. Arredondando é uma diferença de 12 pontos percentuais bem diferente do padrão de empate técnico das outras pesquisas.

Confira no quadro

Instituto Aprova Desaprova Diferença
Big Data (28/06) 49 43  6 +
Brâmane (20/6) 43,4 45,2 1,8 –
Seta (22/06) 46 45 1+
Sensatus (03/06) 48,3 42 6,3+

Veja que das outras quatro pesquisas com avaliação do governo Fátima três trazem saldo positivo e uma negativo, mas sempre muito próximo da margem de erro que varia de 2 a 3 pontos percentuais a depender do instituto.

Só a Consult trouxe uma diferença de 12 pontos e com saldo negativo.

Outro dado que chama atenção é a relação intenção de voto x avaliação positiva. A governadora sempre apresenta um desempenho eleitoral inferior a avaliação positiva do governo nos outros institutos, menos na da Consult em que os índices estão mesmo patamar.

Instituto Aprovação Intenção de voto Diferença
Big Data (28/06) 49 39  10
Brâmane (20/6) 43,4 35,9 8 (arrendondado)
Seta (22/06) 46 34,7 12 (arrendondado)
Sensatus (03/06) 48,3 39,5 9 (arrendondado)
Consult (28/06) 37,83 33,24 4 (arrendondado)

Bolsonaro

O Instituto Consult ainda trouxe o desempenho menos ruim do presidente Jair Bolsonaro (PL) em termos de avaliação de Governo.

Ele tem 58,88% de desaprovação e 33,83% de aprovação. Já nas pesquisa Seta esses índices são de respectivamente 62 e 31; 61,3 e 33,1% na Brâmane; 65,4%, e 29,5% na Sensatus. A Big Data não avaliou o desempenho de Bolsonaro no Rio Grande do Norte.

A diferença a favor de Bolsonaro neste caso não destoa dos demais institutos. É “menos ruim” numericamente.

Comments

comments

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter