Porque Rosalba e vereadores precisam se preocupar com obras feitas por moradores

Mutirões são recados da periferia para Rosalba e vereadores (Foto: cedida)

Virou moda em Mossoró moradores de bairros periféricos se juntarem para fazer com as próprias mãos a manutenção do bairro. Assim, vias são revitalizadas, campos de futebol recuperados, quadras são pintadas e (pasmem) praças são reformadas.

Isso tudo é fruto da ausência da gestão municipal que ignora os anseios das comunidades carentes e escolhe maquiar a cidade.

Cidadania ou revolta? Diria que a revolta despertou a cidadania, mas isso não é bom para a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) como apregoa sua militância nas redes sociais em tom elogioso ao esforço dos moradores.

Essas pessoas pagam tributos municipais e não deveriam estar no seu horário de descanso pegando no pesado. Ninguém está fazendo aquilo ali para contribuir com a prefeita. É exatamente o contrário: é um recado de insatisfação.

Rosalba só perde com isso. Eu no lugar dela ficaria envergonhado.

E os vereadores? Eles precisam ficar atentos, mas não pelo mesmo motivo da prefeita. Explico: em cada grupo formado para fazer mutirões nos bairros alguém com perfil de liderança está à frente. Venho sendo informado que por trás de cada ação tem um pré-candidato a vereador que está se fortalecendo junto a sua comunidade.

Quando os vereadores, principalmente os governistas, botarem os pés nestas comunidades para pedir votos os eleitores vão lembrar que precisaram fazer a manutenção do bairro por conta própria e citar quem os ajudou.

O mesmo vale para a prefeita.

 

Compartilhe:

Comments

comments

3 opiniões sobre “Porque Rosalba e vereadores precisam se preocupar com obras feitas por moradores

  • 12 de setembro de 2019 em 14:22
    Permalink

    Enquanto isso a governadora sofre duas derrotas na assembléia legislativa em dois dias

    Resposta
  • 12 de setembro de 2019 em 15:49
    Permalink

    Bruno , se eu fosse Rosalba ligaria para você agradecendo pela assessoria gratuita que você vem dando. Outros assessores se preocupam em levar uma turma para aplaudir a prefeita, como se isso ajudasse politicamente.
    Continuo achando que com um tapia ( ??? ) sendo candidato a prefeito e a oposição dividida, será moleza a reeleição de Rosalba.

    Resposta
  • 12 de setembro de 2019 em 18:51
    Permalink

    A ausência do estado tende a dissolver o respeito pelas instituições públicas e fomentar o surgimento de poderes paralelos. Acontece assim nas favelas do RJ, o poder das milícias e do tráfico cresce na mesma medida em que o estado cede espaço.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *