Por via das dúvidas corra para o posto de gasolina

Pode faltar combustível nos postos do Brasil já na próxima semana. A informação foi dada em vídeo (ver abaixo) gravado por Deyvid Bacelar, da Comissão de Negociação da Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Já são 13 de greve com pouquíssima cobertura da mídia tradicional. A liderança do movimento quer reverter as demissões em massa na Petrobras e garantir preços justos para o gás de cozinha, gasolina e diesel.

A direção da Petrobras vem se recusando a negociar com a categoria.

Compartilhe:

Sindicato vai vender botijão de gás à R$ 40

destaque

O Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Norte anunciou a venda de botijão de gás por R$ 40, o equivalente à metade do preço cobrado atualmente. A ação será realizada na manhã da sexta-feira (14), em frente à sede da Petrobras em Natal, no bairro de Cidade da Esperança. A iniciativa vem sendo realizada em outros estados com sucesso. O objetivo é explicar à população as razões da greve da categoria iniciada em 1º de fevereiro. O movimento já paralisou 91 unidades de 13 estados do país.

A pauta local inclui entre as reivindicações a retomada dos investimentos da Petrobras para recuperar a produção e a capacidade de refino de petróleo e gás no Rio Grande do Norte. O Estado potiguar, que já foi o segundo maior produtor de petróleo no Brasil e teve pico de 110 mil barris por dia, hoje produz em torno de 36 mil.

“Os petroleiros inauguram uma inédita reivindicação que é ampliar a produção das unidades da Petrobras”, afirma o coordenador geral do Sindipetro-RN, Ivis Corsino.

O movimento também luta para reverter em nível nacional o desmonte da estatal e as transferências de trabalhadores em todo Sistema Petrobrás.

Nota do Blog: o Sindipetro-RN planeja ação semelhante em Mossoró para os próximos dias.

Texto: Assessoria Sindipetro-RN

Compartilhe: