Bolsonaro vira tábua de salvação para o rosalbismo

Rosalbismo cola em movimentação política de Bolsonaro em Mossoró

Arrasado pelo resultado das urnas no domingo o rosalbismo encontrou na popularidade de Jair Bolsonaro (PSL) em Mossoró uma tábua de salvação no segundo turno das eleições.

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) não conseguiu eleger nenhum de seus aliados no domingo. O presidenciável mais votado em Mossoró foi Bolsonaro que não tinha o apoio explícito dela (conforme me informei a prefeita votou em Ciro) embora muitos dos militantes rosalbistas estivessem alinhados com o candidato do PSL. Ele teve 44.402 votos.

Mesmo com apoio de Rosalba e o voto útil de antipetistas, Carlos Eduardo terminou derrotado na capital do Oeste com 37.243 votos. Foram 9.391 sufrágios a menos que Fátima Bezerra (PT) que pouco fez campanha no segundo maior colégio eleitoral do RN e ainda teve que administrar problemas internos no diretório local de seu partido.

Já Rosalba se dedicou pessoalmente em todas as movimentações políticas em favor de Carlos Eduardo e do filho Kadu.

Não precisa nem falar das votações pífias de Antônio Jácome (PODE) e Garibaldi Alves Filho (MDB) em Mossoró. Eles contavam com o apoio da prefeita.

Para virar o jogo, Rosalba colou no bolsonarismo. Ontem o candidato a vice-governador Kadu Ciarlini (PP) esteve presente numa movimentação política do PSL em Mossoró. Quem estava a frente das ações era o deputado federal eleito General Girão, ex-auxiliar da “Rosa” no Governo e Prefeitura de Mossoró.

Um dos grandes problemas para o rosalbismo é a ausência de renovação da militância. Os jovens se distanciaram do seu esquema político, mas se entusiasmam com Bolsonaro e suas ideias ultraconservadoras. A mistura é um reforço para um grupo político tradicional tentar colar sua imagem em movimentações populares e o principal: atribuir para si um eventual crescimento de Carlos Eduardo e Bolsonaro dentro dos limites de Mossoró.

Será como colocar uma peneira para tapar o sol que ilumina o desastre político de domingo.

Leia também

Números mostram capital eleitoral de Rosalba em corrosão

Compartilhe:

Presidente do PT reage a Rosalba

Blog Saulo Vale

A presidente municipal do PT de Mossoró, vereadora Isolda Dantas, rebateu às críticas da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), que afirmou que o PT “é um partido de lobos”.

“Ela perdeu a capacidade de distinguir quem é lobo e quem é cordeiro: lobo é quem votou contra a população e está ao lado dela”, disparou, durante sessão ordinária na Câmara Municipal nesta terça-feira (18).

“Nos deixa assustadas o fato de a chefe do Executivo se prestar ao papel de ir ao bairro popular incitar ódio e fazer insinuações levianas contra o PT”, complementou.

Rosalba, neste final de semana, afirmou durante movimentação em favor de seus candidatos, que “essa candidata [Fátima Bezerra] está na pele de um cordeiro, mas todos sabem que pertence a um partido de lobos [PT]”. Ela ainda chegou a fazer ligações do PT com o ataque ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), coisa que negou posteriormente. O vídeo está disponível na internet.

Compartilhe:

Rosalba inaugura o fake speech

Rosalba usa discurso falso em periferia (Foto: autor não identificado)

Ao acusar, sem nenhuma base fática, o PT de estar por trás da facada em Jair Bolsonaro (PSL) a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) não só expôs ao Rio Grande do Norte o desespero com a derrota que se desenha (até aqui) dentro de Mossoró para seu grupo, mas também criou uma nova modalidade de atuação em palanque: o fake speech (“discurso falso” em inglês).

A prefeita poderia ter outros meios para desconstruir a adversária como explorar o antipetismo e a falta de experiência da senadora Fátima Bezerra (PT) em cargos executivos. Além de mais eficiente como propaganda negativa não colocaria a própria credibilidade em xeque.

Mas ela optou por discurso tão falso que ela mesma tratou de se “autodesmentir” discretamente nas redes sociais. O problema é que a prefeita e seus assessores ainda não compreenderam que estamos numa realidade bem diferente dos anos 1990 quando dava para dizer barbaridades nos palanques das periferias da vida sem serem constrangidos por isso.

Lembro bem da campanha de 2012 quando chegavam aos meus ouvidos histórias de que ela aconselhava as pessoas a não votarem em Larissa Rosado por ela ser divorciada numa demonstração ultrapassada de visão de mundo. Faz bem pouco tempo, mas era uma época em que nem todo mundo tinha celulares com câmeras para gravar os discursos. Hoje nada passa em branco. O que parece boato se documenta em vídeo.

A prefeita sempre disse o que quis nos palanques das periferias de Mossoró sem ser incomodada e também a imprensa sozinha não tinha a capilaridade provocada pelo Whatsapp, por exemplo.

No auge da impopularidade como governadora ela declarou em entrevista ao jornalista Márcio Costa (então em O Mossoroense) sem ter base em nenhum estudo ou avaliação de autoridades que a violência estava alta em Mossoró por conta da presença do presídio federal. Policiais, juristas e promotores na época foram unânimes em desmenti-la.

Ficou por isso mesmo.

Essa é a mesma Rosalba que na virada do milênio era contra a vinda da adutora para Mossoró, mas foi perdoada nas urnas sem precisar pedir desculpas.

Esses escapismos e declarações absurdas sempre passaram em branco porque eram pouco difundidas e terminavam restritas aos mais antenados com a política. Prevalecia a imagem da boa gestora e o carisma inconfundível da “Rosa”.

Mas os tempos são outros e uma declaração destemperada termina em profundo desgaste ainda mais em tempos em que a popularidade da prefeita vai mal das pernas em Mossoró.

A prefeita segue com métodos no século XX no momento em que já estamos próximos da terceira década do Século XXI. Ela finge que a imprensa não existe e que ainda resolve tudo na força do carisma e na intimidação nos bastidores.

Um pedido de desculpas ao PT e ao portal Mossoró Hoje (a quem acusou de fake news) seria uma boa forma de Rosalba cumprimentar a política do Século XXI que vai muito além do uso sufocante de redes sociais para se comunicar.

Ainda está em tempo, prefeita.

Compartilhe:

Rosalba insinua que PT está por trás de facada em Bolsonaro

Rosalba faz insinuação grave

Por Mossoró Hoje

Com os números nas pesquisas muito abaixo do esperado para o seu candidato ao Governo do Estado Carlos Eduardo Alves e o filho Kadu Ciarlini, em Mossoró, a prefeita Rosalba Ciarlini, fez gravíssimas acusações contra a candidata Fátima Bezerra, do PT, que lidera as pesquisas.

Rosalba começa seu discurso dizendo que o PT e seus aliados vão nvadir as propriedades, que vão impedir o tratamento de saúde nos hospitais e o acesso às escolas com suas greves, pois estão sempre a reivindicar. E classifica isto de guerrilha, de radicalismo. “Como disse o doutor Bernardo, que vai invadir as propriedades, que vai impedir, com seus sindicatos na porta de um hospital, que o povo doente entre, porque eles estão sempre a reivindicar. Que vai impedir na porta das escolas”, discursa a prefeita de Mossoró.

E acrescenta perguntando e respondendo: “Minha gente, é isto que nós queremos, esta guerrilha, este radicalismo? NÃO. Nós queremos é paz, é trabalho, é paz é trabalho”, diz.

Em seguida, Rosalba Ciarlini, sem citar o nome ou partido, fez um forte ataque à candidata Fátima Bezerra e ao PT, com insinuações gravíssimas, de que a candidata está com pele de cordeiro e que o PT é um partido de lobos, insinuando que o partido tentou matar Bolsonaro. “Pensem bem. Analisem bem. Hoje esta candidata está na pela de cordeiro, mas todos sabem que pertence a partido de lobos. Veja aí o que vem acontecendo no Brasil. Vejam os noticiários. O que foi que aconteceu com Bolsonaro? Quiseram tira-lo do caminho, tirando sua vida, num foi assim? (foi sim!, responde um aliado na plateia). Então nós temos que lutar por paz, dando sim a Mossoró, ao trabalho, e votando 12, 12 para Mossoró avançar”, encerra Rosalba Ciarlini.

Outro lado

A reportagem do MOSSORÓ HOJE buscou uma contato com a Assessoria da candidata Fátima Bezerra, para comentar as declarações da ex governadora do Rio Grande do Norte e atual prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini.

Os assessores disseram que iriam tratar o assunto com a Assessoria Juridica e em seguida vão anunciar as medidas que vão adotar. Acrescentaram que a fala da prefeita é um ato de desespero devido ao fracasso na campanha para ter o filho vice-governador do RN.

Compartilhe:

Estratégia de Carlos Eduardo em Mossoró não apresenta resultados

Com apenas 10% de intenções de voto em Mossoró, Carlos Eduardo Alves (PDT) tenta se alavancar na cidade com mais presença e focando nos principais apoiadores.

A data de hoje, 12, número do partido de Carlos, foi escolhida para um esforço concentrado no segundo maior colégio eleitoral do Rio Grande do Norte. Durante todo o dia serão realizadas atividades de campanha com as presenças do candidato a vice-governador Kadu Ciarlini (PP), da deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) e do deputado federal Beto Rosado (PP).

O quadro é ruim para Carlos Eduardo que apostou todas as fichas em Mossoró com o vice indicado pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP). No entanto ela está em baixa com o eleitorado mossoroense. O quadro foi materializado em números com a reprovação de 49% dos mossoroenses.

No entanto, há esperanças: 37% ainda aprovam a gestão da prefeita, o que indica uma boa margem para crescimento na cidade.

Mas, repito, Carlos Eduardo ainda não viu os resultados aparecerem em Mossoró.

Nota do Blog: a arte da campanha de Carlos Eduardo não colocou imagem da prefeita o que seria uma falha. Rosalba ainda é a maior eleitora de Mossoró.

Compartilhe:

Pesquisa Consult registra desaprovação da gestão Rosalba Ciarlini

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) é desaprovada por 49,17% dos mossoroenses. É o que aponta a pesquisa do Instituto Consult divulgada pelo Blog do BG e 98 FM na tarde desta segunda-feira, 10 de setembro.

Segundo a sondagem 37,5% dos mossoronses ainda aprovam a administração.

Apenas os eleitores de Mossoró foram questionados a respeito da gestão da prefeita.

Compartilhe:

Finalmente um secretário de agricultura

Novo secretário já tomou posse (Foto: PMM/Secom)

Foi praticamente uma gestação de nove meses, mas finalmente nasceu a nomeação do novo secretário de agricultura de Mossoró. Será José Carlos Vieira de Souza, antigo seguidor do rosalbismo. Ele tomou posse ontem.

A vaga estava reservada há tempos para o vereador Rondinelli Carlos (PMN), que aderiu recentemente ao governismo com ampla repercussão negativa nas redes sociais e na Câmara Municipal (ver AQUI).

Rondinelli ficou sem clima para assumir a pasta.

Currículo

O novo secretário municipal de agricultura é formado em Engenharia Agrônoma pela Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) e possui experiência em empresas de renome nacional e atuou em diversos setores da agronomia.

 

Compartilhe: