Justiça confirma quitação eleitoral de Jório Nogueira

A Justiça Eleitoral certificou, nesta sexta-feira (26), que o vereador e candidato à reeleição Jório Nogueira (PSD) está em dia com a Justiça Eleitoral. A certidão justifica questionamento do Ministério Público, de que Jório estaria em débito, e resolve a situação jurídica do candidato.

Segunda-feira (22), o Ministério Público Eleitoral impugnou (contestou) o pedido de registro da candidatura de Jório Nogueira, entendendo que ele não comprovara, suficientemente, regularização de débito de multa eleitoral, da eleição de 2012.

Entretanto, o vereador reuniu mais documentos e conseguiu provar, oficialmente, de que está adimplente, conforme a Certidão de Quitação Eleitoral, emitida pelo TRE-RN, a pedido do juiz da 34ª Zona Eleitoral, Cláudio Mendes Júnior.

Dessa forma, está sanada toda e qualquer pendência que evite o registro da candidatura de Jório Nogueira à reeleição. “O Ministério Público cumpriu seu papel, e a situação agora está completamente esclarecida”, afirma o candidato.

 

Compartilhe:

Tião Couto e Francisco José Junior têm pedidos de registro de candidaturas deferidos

ffjtiao

Blog Carol Ribeiro

Francisco José Junior e Tião Couto já podem respirar aliviados. O pedido de registro de candidatura já foi julgado e deferido (confirmado) pelo juiz da 34ª zona eleitoral, do TRE.
Todos os pedidos de candidatos a prefeito e vereador em Mossoró estão sendo constantemente avaliados e atualizados pela Justiça Eleitoral.

Dificuldades

Os demais candidatos ainda não tiveram seus pedidos de registros de candidaturas julgados porque alguns obstáculos demandam um maior tempo para o julgamento: o candidato Gutemberg Dias ainda não atingiu a proporcionalidade mínima de 30% de mulheres em sua coligação, o candidato Josué Moreira precisa, primeiro, ter julgado ação de Executiva Nacional do PSOL contra sua coligação. Já a candidata Rosalba Ciarlini precisa ter impugnação julgada para ter avaliado seu pedido de registro de candidatura.

Compartilhe:

Horário eleitoral surpreende no conteúdo

Resultado de imagem para horário eleitoral no rádio

Só acompanhei o horário eleitoral no rádio. Não tive como ver o da TV ainda. Mas me surpreendi com o conteúdo. Explico o motivo:

Esperava um programa mais emotivo por parte de Rosalba Ciarlini (PP). Com pouco tempo e muito conhecida ela foi direto ao assunto: apresentou algumas propostas na área da saúde como o aplicativo para marcação de consultas.

Já o prefeito Francisco José Junior (PSD), de quem eu esperava um programa mais técnico, foi quem acabou explorando o lado emocional.

O único que ficou dentro do esperado foi Tião Couto (PSDB). Não tinha como ser diferente. Menos conhecido que os principais adversários ele precisou se presentar e explorar o principal trunfo dele: a biografia de quem saiu da pobreza para se tornar um milionário.

Já Gutemberg Dias (PC do B) e Josué Moreira (PSDC) não exibiram-se no horário eleitoral por não entregarem o material dentro do prazo.

Compartilhe:

Fafá oficializa apoio a Tião Couto

Outra grande liderança da política mossoroense acaba de aderir à candidatura de Tião (PSDB), trata-se da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB), que agrega também o apoio do marido, o ex-deputado estadual Leonardo Nogueira (PMDB). A adesão foi oficializada nesta sexta-feira(26), depois de uma reunião entre Tião, o seu vice na chapa, Jorge do Rosário, Fafá Rosado e Leonardo.

Prefeita de Mossoró por dois mandatos e conhecida pelo carisma e simplicidade, Fafá Rosado é mais uma força política que chega para acelerar ainda mais a corrida de Tião ao Palácio da Resistência, ciente de que o projeto que ele representa é o melhor para Mossoró, “Fafá Rosado é um apoio de peso, possui projetos de infraestrutura para a cidade, foi uma prefeita que terminou o mandato muito bem avaliada e é ficha limpa. Está integrada ao nosso projeto e vem para somar”, avalia Tião, que é candidato a prefeito de Mossoró pela coligação Unidos Por Uma Mossoró Melhor.

Compartilhe:

Mossoró tem histórico de vices que se tornaram prefeitos

Resultado de imagem para Joaquim Felício de Moura

Mossoró tem histórico de vices que se tornaram prefeitos. Os motivos foram variados. Morte, interinidade ou desincompatibilização. Cada caso com suas peculiaridades. Isso só reforça a necessidade de rever o conceito de que tanto faz o vice como muitos  dizem nas rodas de conversas.

Vice é vice até a segunda página. E isso precisa ser visto com mais atenção  pelo eleitor em tempos de vice que está para ser presidente. E olhe que a moda está pegando. Em Areia Branca e Apodi os vices se tornaram prefeitos com os afastamentos dos titulares em decisões das respectivas Câmaras Municipais.

Pois bem… Na história de Mossoró há casos de vices que se tornaram prefeitos. Um dos casos mais notórios é de Joaquim Felício de Moura (foto), que devido a problemas pessoais do então prefeito Vingt Rosado, governou Mossoró entre 22 de julho de 1956 e 22 de dezembro de 1957.

Em 1982, Alcides Belo se tornou prefeito graças a desincompatibilização de João Newton da Escóssia que disputou uma vaga de deputado estadual sem obter sucesso nas urnas.

Já em 1996, Sandra Rosado que tinha acabado de ser derrotada por Rosalba Ciarlini terminou se tornando prefeita graças a morte do tio Dix-huit Rosado. Ela era uma vice dissidente que terminou chegando ao poder.

Apenas três dos casos mais emblemáticos da história mossoroense que serve para o (e)leitor ficar atento aos companheiros de chapa dos candidatos.

Compartilhe:

Tudo pronto para a rodada de entrevistas com candidatos a prefeito no Meio-Dia Mossoró

Resultado de imagem para 95 fm mossoró

Regras definidas, estrutura organizada, ordem definida em sorteio e candidatos devidamente notificados. Hoje fiz um tour nos comitês dos postulantes a um assento na cadeira mais confortável do Palácio da Resistência para entregar os convites para as entrevistas no Meio-Dia Mossoró da 95 FM.

A ordem das entrevistas foi definida ontem em sorteio realizado no Cenário Político da TCM Canal 10. Eis a ordem das entrevistas:

Gutemberg Dias (PC do B): 29/08

Francisco José Junior (PSD): 30/08

Josuè Moreira (PSDC): 31/08

Rosalba Ciarlini (PP): 1º/09

Tião Couto (PSDB): 2/09

Compartilhe:

Prefeito de Apodi é afastado

Blog Josenias Freitas 

Em conclusão ao processo de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), o poder legislativo apodiense votou nesta quinta-feira 25, o relatório final da (CPI) que pede o afastamento do chefe do executivo apodiense durante sessão ordinária.
O primeiro secretario da casa e relato da comissão vereador Ângelo de Dagmar (SD), leu o relatório na tribuna que pede o afastamento do prefeito por não apresentar informações pedidas pela casa legislativa, no total de oito Requerimentos não atendidos.
A denuncia foi apresentada pelo senhor Igor Bandeira, por entender que o chefe do executivo não cumpriu com as leis que regem a casa legislativa.
Os vereadores da situação contestaram a questão de o prefeito ter sido convocado para um julgamento, quando na verdade a CPI que foi para pauta foi outra, do ano de 2014, que está paralisada por força de um mandato judicial.
Seguindo o regimento interno da casa, a votação se deu de forma nominal com cada vereador apresentou seu voto, a favor ou contra o afastamento do gestor.
Primeiro foi votado a questão o cometimento ou não de ato de improbidade administrativa, que foi aprovado por 9 votos favoráveis e 4 abstenções.
Em seguida em votação o processo de afastamento do prefeito Flaviano Monteiro (PCdoB), obteve o mesmo placar da votação anterior, ou seja, 9 votos favoráveis e 4 abstenções.
Os vereadores da situação, se abstiveram da votação afirmando ilegalidade do processo,  ressaltando através da assessoria jurídica que entrarão ainda hoje na justiça com o pedido de nulidade da sessão, em detrimento de irregularidades.
Após aprovado o afastamento, o decreto legislativo foi lido pelo vereador presidente da casa Filho Neto (PPS), convocando o vice prefeito José Maria Silva (PSD), a tomar posse amanhã 26, na sede do legislativo.
A comissão foi composta pelo relator Ângelo de Dagmar (SD), Genivan Varela (PCdoB) membro e Laete Oliveira (PTN) presidente.
Compartilhe:

Rosalba obtém duas vitórias na Justiça Eleitoral

Resultado de imagem para rosalba ciarlini

A candidata a prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PP) conquistou duas vitórias na Justiça Eleitoral.

O primeiro sucesso foi ao se defender da acusação da assessoria jurídica de Tião Couto (PSDB) de propaganda irregular no WhatsApp. Ela era acusada de divulgar banners de campanha antes de adquirir o CNPJ.

Em outra ação movida pela assessoria jurídica ela conseguiu proibir Tião de usar som alto no comitê de campanha pela proximidade ao Hospital da Mulher e da Escola Estadual Abel Coelho.

Compartilhe: