Categorias
Informe Publicitário

Ministro do Turismo diz que Brasil receberá US$ 30 bi quando legalizar cassinos

Diante a uma persistente crise econômica que já atinge muito tempo, que foi potencializada e agravada com todos os problemas ocasionados pela pandemia, a regulamentação dos cassinos apresenta uma possibilidade positiva de investimento estrangeiro para diversos setores que atualmente estão prejudicados.

Em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan, o ministro do Turismo, Gilson Machado, comentou sobre os aspectos positivos que a aprovação de um dos projetos que tramita no Congresso agrada do ponto de vista financeiro: “Tem vários projetos no Congresso Nacional. Um deles é o do Senador Irajá Abreu, muito semelhante ao dos americanos. Agora, a hora que o Brasil abrir para isso, nós temos já dados que vão vir mais de US$ 30 bilhões para serem investidos no Brasil assim… automaticamente”.

Este projeto que o ministro se refere prevê a implementação de cassino associados à resorts, com uma estrutura voltada para o turismo, um modelo que já existe nos Estados Unidos com resultados positivos, como, por exemplo, o The Venetian, do grupo Las Vegas Sands, que foi citado por Machado durante a entrevista: “Eles têm um centro de convenções que roda por semana 180 mil pessoas. No hotelzinho dele não cabe porque só tem onze mil quartos. Mas ele lota todos os hotéis no entorno. Fora isso, há mais de 200 lojas, restaurantes e dois teatros que fazem shows ao mesmo tempo. Quando a gente estava lá, tinha dois shows, ao mesmo tempo, do Willie Nelson e do Rod Stewart na mesma hora e todos os dois lotados. Sem contar as piscinas… E tem a parte dos resorts dos cassinos, que representa 24% do faturamento de um resort integrado”.

Relacionado a preocupação de boa parte dos que são contra a regulamentação dos cassinos no Brasil, sob o argumento da possibilidade do vício em jogos se alastrar, o ministro voltou a citar o exemplo do The Venetian: “Aquele que é viciado em jogo não consegue jogar lá. Eles identificam e o tiram. Então se montarem um cassino aqui ou na Argentina e fizerem uma coisa errada aqui, ele perde a concessão lá por causa do compliance. Ele montou cassino em Cingapura e o governo americano fiscaliza o mundo todo essa parte”.

Um dos questionamentos ao ministro foi sobre a possibilidade de seguir o exemplo de Las Vegas, onde uma região pobre e desértica foi transformada em um dos maiores polos turísticos do mundo, devido ao atrativo gerado pelas estruturas dos cassinos, algo que muitos acreditam que seria benéfico para as regiões mais pobres do Brasil.

No entanto, segundo Gilson Machado, o principal entrave para essa transformação seria o tempo necessário para o retorno do investimento: “A região hoje que os donos dos cassinos escolheriam seria aqui em São Paulo e no Rio de Janeiro porque estão perto de aeroportos. Las Vegas passou 90 anos para virar “Las Vegas”. Não é você chegar hoje em uma região pobre do Brasil, como no Nordeste, que não tem estrutura e não tem nada. Você vai demorar 20 anos pelo menos para poder construir um aeroporto e construir tudo”.

É importante salientar que diversas empresas consolidadas em outros mercados internacionais já demonstraram interesse em explorar o setor de jogos no Brasil, como a Melbet, fundada em 2012 como uma subsidiária do gigante conglomerado cypriota 1X Corp N.V., que possui atividades em 134 países.

Categorias
Informe Publicitário

Energia elétrica com tendência crescente impulsiona crescimento da indústria de carros elétricos

Muito do crescimento que a energia elétrica se deve às indústrias automotivas que apostam em propostas de automóveis elétricos, mais eficientes e menos poluentes que os modelos a combustível, respeitando a crescente necessidade na diminuição do consumo de combustíveis fósseis.

De facto, todos os setores empresariais se movem atualmente pela necessidade da eficiência energética a par da responsabilidade ambiental, investindo em formas de tornar o seu funcionamento bem como dos produtos que produzem mais amigos do ambiente.

No caso da indústria automotiva, os modelos 100% elétricos são movidos a bateria, que deve ser conectada à energia elétrica para ser carregada. Já os modelos híbridos utilizam o motor elétrico e um motor movido a combustível que lhes confere alguma quilometragem de autonomia sem necessidade de recorrer a combustíveis fósseis.

O futuro da indústria passará pela eletrificação de todos os modelos automóveis, esperando-se inclusive que alguns países passem a proibir a produção de modelos de automóveis a combustão.

No entanto, existem ainda algumas questões importantes que são enfrentadas pelas empresas de produção de automóveis que devem ser resolvidas para que os carros elétricos se tornem acessíveis para o público médio.

A tecnologia associada às baterias dos automóveis elétricos ainda é bastante cara o que se reflete no preço final dos automóveis. Além disso, automóveis que conseguem um preço final mais acessível para o consumidor apresentam uma autonomia reduzida, tornando-se pouco atrativos em relação aos atuais modelos a combustão, ou híbridos.

Resolvendo estas questões, com um aumento da produção e uma abertura do mercado da produção de automóveis elétricos que permita que preço final mais baixo para os automóveis que apresentem autonomia considerável, será claro que num futuro próximo o cenário seja de um boom ainda maior na indústria dos carros elétricos.

O panorama atual dos carros elétricos no Brasil

Atualmente, no Brasil os carros elétricos são acessíveis apenas às classes altas, principalmente aqueles que apresentam uma autonomia considerável. Mas, é bom frisar que cada vez mais as empresas automotivas desejam investir na eletrificação dos seus automóveis e começam lentamente a surgir modelos mais acessíveis como o compacto da Renault, o Zoe com um preço de cerca de 150 mil reais.

Por outro lado, empresas que até então estavam ligadas exclusivamente à tecnologia vêm na eletrificação dos automóveis uma porta aberta, para também elas contribuírem com a criação de modelos.

A Sony Corporation é um exemplo claro. Empresa de tecnologia apresentou o seu carro 100% elétrico, Vision-S em 2020, já começando no início de 2021 a testar o protótipo em estradas públicas da Áustria.

Não existindo ainda data marcada para o início das vendas, este lançamento por parte da Sony mostra que o mercado dos automóveis elétricos pode-se expandir para fora da indústria automotiva o que pode ser benéfica para o consumidor final, que terá mais opções de escolha no futuro.

Por agora, dados fornecidos pelo grupo BCG, ‘Boston Consoulting Group’ estima que no ano de 2030, os automóveis elétricos irão representar 5% da frota brasileira, o que corresponde até 200 mil unidades vendidas anualmente.

O crescimento da energia elétrica está transformando outras indústrias também

A tendência crescente do consumo de energia elétrica está modificando o panorama de outras indústrias para além da automotiva.

Exemplo disso é a aposta crescente na energia solar com a instalação de parques solares no Brasil que apresenta um enorme potencial de crescimento vendo a cada ano este mercado aumentar significativamente com repercussão direta no aumento de postos de trabalho.

A mudança do panorama do consumo é também uma das razões porque o consumo da energia elétrica tem aumentado, como tem vindo a acontecer com a indústria do entretenimento que se tem vindo a digitalizar cada vez mais.

No setor das plataformas de streaming, a gigante Netflix tem no Brasil o seu 3.º maior mercado. Também a indústria dos cassinos tem apostado na digitalização como pode ser visto nos cassinos online que oferecem jogos ao vivo que dão a possibilidade de desafiar outros jogadores e contar com a presença de crupiês em tempo real e que fazem com que cada vez mais pessoas optem por esta forma de diversão em detrimento dos cassinos físicos.

As instituições bancárias digitais são outro exemplo, ganhando cada vez mais espaço às instituições bancárias, permitindo que os consumidores tenham acesso aos mesmos serviços sem sair de casa.

Até a forma como as indústrias têm apostado no marketing dos seus produtos têm vindo a mudar, com as redes sociais a ganharem destaque na divulgação das novidades, deixando para trás os lançamentos nos salões de exposições físicas como os salões automóveis.

A mudança para um mundo digitalizado acarreta maior consumo de energia elétrica, levando a fortes investimentos na área que podem trazer benéficos para que a indústria automotiva cresça ainda mais.

Categorias
Informe Publicitário

Faculdade fará limpeza em Tibau

A Faculdade UNINASSAU, unidade de Mossoró, fará uma limpeza na orla da Praia de Tibau-RN, amanhã, dia 9 de janeiro, às 8h.

O projeto conta com a colaboração de toda a equipe técnica da Instituição, professores, coordenadores e estudantes, além da Prefeitura Municipal de Tibau, que dará apoio logístico a ação.

A ação terá início na Barraca do Zé Maria e se estenderá por toda orla. “Assim sendo, convidamos a Comunidade Acadêmica para participar e ajudar na preservação e limpeza do nosso litoral. Abrace a ideia e junte-se a nós! Entre agora mesmo em contato com a coordenação do seu curso e informe de que forma você poderá unir-se ao grupo realizador da ação. Participe do veraneio de maneira diferente!”, diz a nota UNINASSAU.

A faculdade informa que todas as normas de biossegurança para prevenção do COVID-19 serão seguidas.

Categorias
Informe Publicitário

Mossoró se tornará capital do onshore brasileiro nesta segunda-feira

Mossoró Oil & Gas 2019, no Expocenter: evento será híbrido este ano (Foto: Eduardo Mendonça/Assecom/Ufersa)

O Mossoró Oil & Gas 2020 Expo será aberto segunda-feira (23), às 20h, no Hotel Garbos. Seguirá até o dia 26 (quinta-feira), com programação técnica e científica. Confirmam presença na abertura Governo Federal, Governo do Estado, Prefeitura de Mossoró, Sebrae, Fiern, entidades de petróleo e gás, entre outras organizações.

Evento nacional, o Mossoró Oil & Gas 2020 é focado no setor de exploração e produção de petróleo onshore do Brasil. A proposta central é discutir a extração em terra e águas rasas e a cadeia produtiva, e incluir fornecedores de bens e serviços nesse segmento.

Este ano, será híbrido (virtual e presencial) por causa da pandemia de Covid-19. Manterá, porém, a mesma grade de 2019: painéis, estandes virtuais, rodada de negócios, pela plataforma EventMobi; e o II Simpósio de Petróleo e Gás do Onshore Brasileiro, através da plataforma Doity. Algumas atividades, como a abertura, serão presenciais.

Programação

Outra atração será o Mesa Reate – evento nacional sobre Programa de Revitalização das Atividades de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (REATE 2020), do Governo Federal. O Mesa Reate ocupará a agenda do dia 24 e é mais uma etapa da política federal de revitalização do onshore.

Dia 25, a programação reserva, na Arena Inovação, apresentação de dez empresas inovadoras (8h às 12h); rodada de negócios (8h às 12h); Simpósio de Petróleo e Gás do Onshore Brasileiro – trabalhos acadêmicos (8h às 18h).  Na Arena Petróleo e Gás, no mesmo dia, haverá o Seminário de Segurança Operacional e Meio Ambiente Terrestre (Somat), das 9h às 13h; painéis Novo Mercado do Gás (14h às 15h30) e Oportunidades de negócios no Onshore Brasileiro (16h às 17h30).

A Arena Inovação e a rodada de negócios continuarão dia 26 (8h às 12h), como o Simpósio de Petróleo e Gás do Onshore Brasileiro (8h às 12h). Os painéis na Arena Petróleo e Gás serão Oportunidades e desafios para os fornecedores da Cadeia de Óleo e Gás (14h às 15h30) e Licenciamento ambiental: novas perspectivas para o Onshore (16h às 17h30).

O evento

O Mossoró Oil & Gas Expo é realizado pelo Redepetro RN e Sebrae RN, com apoio de organizações, patrocinadores e outros parceiros. Reafirma Mossoró como capital do onshore brasileiro em fase otimista do setor: novos operadores; oportunidades de entrada em campos maduros; oferta permanente; Reate 2020 em funcionamento e marcos regulatórios mais modernos.

Categorias
Informe Publicitário

Mossoró passa a contar com cemitério privado

Jardim das Palmeiras é o novo empreendimento funerário da cidade (Foto: divulgação)

Com população de aproximadamente 300 mil habitantes, o município de Mossoró ganhou esta semana um novo cemitério. O Memorial Jardim das Palmeiras está localizado numa área ampla, de fácil acesso, às margens da BR-304, saída para Fortaleza/CE.

Trata-se do primeiro empreendimento privado deste seguimento na cidade. A construção durou cerca de quatro anos. O Memorial Jardim das Palmeiras procura fugir do conceito de cemitério, trazendo uma série de características que não estamos acostumados a nesses locais.

Na prática, o local dispõe de estrutura e ambientação que não lembra um cemitério, sendo mais parecido com um parque ou um bosque.

São aproximadamente 50 mil metros quadrados de área verde, com estacionamento, duas praças, acessibilidade, segurança, salas para velório e hall climatizados, além de internet wi-fi em todo o estabelecimento.

“Sabemos que o momento é delicado para esse início de operação e que existe muito pré-conceito para esta atividade. Nós temos que entender que o serviço funerário é extremamente necessário, e que Mossoró deixava muito a desejar. Empenhamos todos os esforços para que o mossoroense tenha uma opção mais digna para se despedir dos seus entes queridos. Visitamos mais de 30 cidades no Brasil inteiro que tinham cemitérios privados para trazer o que existe de mais morderno, afinal o mossoroense também merece ter um serviço de qualidade.”, afirma o diretor do estabelecimento Thiago Silvano.

Outro ponto importante que chama a atenção é a sustentabilidade. Os jazigos são todos de concreto, fazendo com que não exista contaminação do solo.

O empreendimento é abastecido por energia solar e conta com um sistema inteligente de irrigação e de reaproveitamento de água.

O custo da área é outro diferencial. Há opções a partir de R$ 126,00 mensais.

Reservas – (84) 2142-0789 / 98117-9701

Categorias
Informe Publicitário

Faculdade tem aula inaugural e vestibular neste sábado

A UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau realizará, no próximo dia 15 de fevereiro, a partir das 9h, a aula inaugural dos cursos de Educação a Distância (EAD). Na mesma data, acontece o Vestibular Integrado e, quem participar, poderá ter acesso a condições especiais, além de participar de palestras e visita ao campus.

O presidente do Ser Educacional, Jânyo Diniz, ressaltou o objetivo da aula, que é o de acolher os alunos da educação a distância, ajudando a introduzi-los no mundo acadêmico através da apresentação do portal. “Esse é um momento importante de interação, no qual mostraremos que o aluno EAD também conta com um suporte das Instituições e podem frequentar seu campus da mesma forma que os alunos presenciais”, destacou.

Após a palestra sobre o EAD, uma oficina de aula prática ajudará os participantes a conhecerem o portal de estudo de forma lúdica. Quem ainda não estiver matriculado vai ser convidado a participar do Vestibular Integrado para ter acesso a planos com desconto em todo o curso.

Os interessados em participar do Vestibular Integrado precisam comparecer ao polo mais próximo com RG e CPF. Para obter outras informações, conhecer os cursos disponíveis e os polos mais próximos, acesse vestibular.uninassau.edu.br.

 

Categorias
Informe Publicitário

Evento de negócios surge como o maior da Região Oeste

Mossoró Oil & Gas Expo já nasce forte (Foto: Divulgação)

Já na sua primeira edição, o Mossoró Oil & Gas Expo, de 26 a 28 deste mês, no Expocenter, consolida-se como o maior evento de negócios da Região Oeste, em número de participantes. Serão 65 expositores em 80 estandes – já esgotados –, dos quais 63 empresariais e três institucionais. Nenhum outro evento no calendário da região reúne tantas empresas.

Trata-se de empreendimentos na área de petróleo e gás de vários Estados do Brasil e de outros países, que vêm a Mossoró conhecer novas tendências do mercado, a partir da apresentação do plano de ação do Programa de Revitalização da Atividade de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (Reate 2020), do Governo Federal.

Entre as empresas participantes, estão a Potiguar E&P, 3R Petroleum e Petro-Victory, que este ano adquiriram da Petrobras o direito de explorar poços maduros na região, no projeto de vendas de ativos da estatal, e campos na bacia potiguar, em Leilão de Oferta Permanente da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Fórum e Simpósio

Realizado pelo Sebrae do Rio Grande do Norte e pela Associação Redepetro RN, o Mossoró Oil & Gas Expo é concebido como maior evento onshore (produção em terra) do Brasil e englobará o IV Fórum Onshore Potiguar 2019 e o I Simpósio de Petróleo e Gás do Onshore Brasileiro, em parceria com a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa).

Reunirá cerca de 30 palestrantes em conferências, painéis e minicursos, com expectativa de realizar mais de 150 reuniões de negócios. “Teremos um evento forte em termos de qualidade e quantidade. Já são mais de 700 inscritos e poderemos chegar a 1.000, números que simbolizam o momento de otimismo para o onshore”, comenta o presidente da Redepetro, Gutemberg Dias.

A aceitação do evento, segundo ele, beneficia diretamente Mossoró, porque fortalece o calendário de eventos local, movimenta a economia da cidade, reforça o conceito do município como a capital do onshore brasileiro, entre outras vantagens. Programação completa e outras informações estão no site oficial do evento: https://mossorooilgas.com.br.

Categorias
Informe Publicitário

Faculdade faz campanha de incentivo a doação de sangue

A Faculdade UNINASSAU Natal, em parceria com a Hemonorte, realiza uma ação para incentivar a doação de sangue. O evento acontece no dia 15 de agosto, das 8h às 16h, na unidade Capim Macio.

A ação tem por objetivo incentivar a população a se tornar um doador de sangue constante, colaborando para o aumento dos bancos de sangue do Hemonorte. O diretor da UNINASSAU Natal, André Lemos, destaca a importância da ação para a comunidade. “Doação de sangue é um ato humanitário e de amor. Através de ações como esta conseguimos salvar as vidas de muitos pacientes”, disse.

Para ser doador de sangue, os candidatos precisam ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 kg, ter boas condições de saúde, estar bem alimentado, ter dormido no mínimo 6H e não ter ingerido bebida alcoólica nas ultimas 24h. Para doar, é necessário apresentar documento de identificação oficial e original com foto. Os interessados em participar da ação podem obter mais informações no telefone (86) 3344-7806. A UNINASSAU Natal está localizada na Av. Roberto Freire 1514, Capim Macio.

SERVIÇO

Campanha De Doação De Sangue UNINASSAU e Hemonorte

Data: 15 de agosto

Horário: 08h às 16h

Local:  UNINASSAU Natal – Av. Roberto Freire 1514, Capim Macio

Categorias
Informe Publicitário

UNINASSAU realiza oficina de gastronomia

A Faculdade UNINASSAU Natal está com 200 vagas abertas para o curso “Aprendendo a fazer uma coxinha de sucesso”. A oficina, que acontecerá na quarta-feira (17), às 19h, faz parte do Projeto Capacita, ação que viabiliza cursos de qualificação para diversas áreas do conhecimento. Além desse, outros 56 cursos estão sendo ofertados.

A aula será realizada no laboratório de Gastronomia da Instituição, que esta localizada na Avenida Prudente de Morais. “A atividade é uma excelente oportunidade para aprender, na teoria e na prática, sobre a origem da gastronomia e ainda o manuseio de produtos, como a coxinha”, afirmou a coordenadora de Gastronomia da UNINASSAU,  Áurea Cavalcanti.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas através do site: extensao.uninassau.edu.br . Os participantes devem doar um quilo de alimento não perecível no dia do evento. Todos os mantimentos arrecadados durante o Capacita serão, posteriormente, doados para uma instituição carente da região. Outras informações pelo telefone (84) 3344-7806.

Serviço

Evento: Oficina de Aprendendo a fazer uma coxinha de sucesso

Data: 17/07

Horário: 19h

Local: Faculdade UNINASSAU – Avenida Prudente de Morais, 3510 – Lagoa Nova, Natal – RN

Categorias
Informe Publicitário

Potigás registra expansão de gasodutos em 2019

As obras de expansão da rede de gasodutos da Companhia Potiguar de Gás não param, assim como o fornecimento do gás natural canalizado. Só em 2019, já foram lançados mais de 9 mil metros de tubulações subterrâneas para atendimento dos usuários, que já somam quase 25 mil clientes nos quatro segmentos de atuação: comercial, residencial, industrial e veicular.

Na cidade de Mossoró, a rede foi acrescida em mais de 6 mil metros de infraestrutura para diversos bairros, principalmente o Alto de São Manoel que agora conta com o gás natural canalizado e todos os benefícios do combustível. A Grande Natal também recebeu os investimentos para a tubulação de gás, possibilitando o atendimento de novos usuários.

As obras de expansão da rede implicaram no crescimento do número de clientes da Potigás. Até o mês de maio de 2019, foram interligados à rede de gasodutos da Companhia quase 2 mil novos usuários, sendo a maioria pertencente ao segmento residencial.

“O papel da concessionária de gás natural canalizado é prover infraestrutura para os municípios, então a Potigás vem cumprindo sua missão e levando um combustível mais econômico, prático, sustentável e seguro para os potiguares”, afirma Eliana Bandeira, Diretora Administrativa e Financeira da Potigás.