Categorias
Informe Publicitário

O homem moderno usa Allure Homme Sport da Chanel

Allure Homme Sport de Chanel é amadeirado, considerante uma fragrância  picante e extremamente masculina. Esta fragrância teve seu lançamento no ano de 2024.O perfumista responsável por sua criação foi  Jacques Polge.  que para sua composição pensou em notas super especiais que juntas formaram essa jóia da marca Chanel. As suas notas de topo são  notas marinhas, aldeídos e tangerina vermelha; as Notas do meio ou notas de coração são a pimenta, neroli e o cedro, já em suas notas bases você tem a, fava tonka, almíscar branco, âmbar, vetiver e resina, realmente um sensação aromática incrível não é mesmo? Por isso faz tanto sucesso entre os homens, que buscam uma fragrância forte e ao mesmo tempo refrescante.

O Chanel Allure Homme sport é um perfume que facilmente expõe a personalidade que o usa, assim como a maneira como esse homem enfrenta e a sua forma de atuar pelo mundo. Dono de uma composição energizante o  Allure homme sport da imprime um  personifica um homem de ação que busca se superar no mundo e muito mais a si mesmo. Com seu fresco e todo o seu toque sensual, este perfume que é sem dúvidas um dos mais famosos da Chanel é encontrado em três versões: Cologne, eau de toilette e eau de parfum.

Quando é recomendável usar o  Allure homme sport da Chanel 

Os homens que usam Allure homme sport da Chanel  devem saber que esse perfume é extremamente versátil, podendo assim ser usado em muitas ocasiões, desde eventos casuais, mais formais ou eventos sociais. Ele é um perfume para dia e noite, portanto você pode usar para ir trabalhar, para reuniões entre amigos, festas, jantares e baladas. E ele é um belo parceiro para compor seu look, nesses momentos. É mais recomendado para as estações mais quentes, devido a todo o frescor que proporciona. 

O que significam as notas de um perfume, você sabe?

As chamadas notas no mundo da perfumaria, está vinculada com o que o perfume traz, ou seja suas características olfativas fundamentais, o seu aroma, para ser mais claro é como o reconhecemos e o percebemos através do olfato. Elas estão presentes desde o momento em o que sentimos pela primeira vez até que o cheiro se torne mais suave como tempo para nosso olfato. As notas de um perfume mais forte ou mais fracas, ou seja podem estar mais presente em sua composição ou apenas dar um toque no aroma do perfume, de acordo com isso é que vamos poder definir de que tipo de fragrância estamos falando, se ele é mais crítica, doce, amadeirada, refrescante e etc. Algumas notas podem ser tão sutis que às vezes quase passam despercebidas, mas elas estarão lá, dando ao perfume sua identidade.

As notas que compõem um perfume identificam sua família

Os aromas estão localizados em diferentes famílias. Para colocar cada fragrância em seu lugar, você tem que levar em conta as notas. Agora vamos falar sobre como as notas são agrupadas nessas famílias de acordo com o tipo, é preciso saber que há maneiras distintas de unir as notas olfativas em famílias. Umas das formas foi agrupá-las em quatro grupos os: perfumes frescos, florais, orientais e amadeirados. Essas notas de base são as que duraram mais tempo e as que marcaram o caráter do aroma, essa forma de agrupá-las foi criada pela roda de Michael Edwards.

A primeira seção são as notas frescas. Aromas cítricos, água, ervas e frutados são encontrados neste primeiro espaço. As misturas de notas frutadas são as primeiras da próxima seção. A segunda seção é composta pela gama de notas florais. Há bases florais, florais suaves e florais orientais, que dão continuidade à próxima parte da roda. A terceira seção é composta pelas notas orientais. Entre os quais há suaves notas orientais, orientais completas e madeiras orientais. Da Madeira oriental passamos para a próxima família. A quarta seção é composta por notas de madeira, musgo, madeira seca e ervas aromáticas..

Uma outra forma em que as notas foram agrupadas essa forma foi concebida pelo comitê Francês de Perfumes as agrupam sete categorias: Amadeirado, chypre, cítrico, couro, floral, fougére, oriental

Amadeirado, as notas amadeiradas se enquadram nesta seção ou categoria. São intensos e profundos, floral, fougére, oriental.

Chypre, esta seção foi criada em 1917, sob o nome de Coty Chipre. Passou por uma evolução e geralmente é combinado com outras notas e fragrâncias.

Cítricas, notas de limão, laranja, tangerina e qualquer outro cítrico são agrupadas aqui. Todos eles trazem frescor aos aromas em que estão incluídos.

Couro, o couro tem um cheiro próprio e com muita força. Essas notas são usadas de forma muito sutil, pois destacam muito e podem prejudicar um bom aroma.

Flora, é aqui que entram todas aquelas notas que têm a ver com flores. Eles são usados sozinhos ou combinados com outras notas.

Fougére, esta nota é uma reminiscência da natureza e da umidade das profundezas das florestas. Vem de uma palavra francesa que significa samambaia.

Oriental, essas notas de um perfume podem ser muito densas. Eles são a base de muitos perfumes, especialmente aqueles que querem evocar lugares exóticos.

Categorias
Informe Publicitário

A grande transformação do entretenimento digital e as oportunidades futuras

A evolução da televisão, desde sua invenção até os modernos sistemas de streaming, exemplifica uma das mudanças mais significativas na maneira como consumimos entretenimento. O streaming é o principal meio de entretenimento, com plataformas como Netflix, Amazon Prime Video e Disney+ disponibilizando conteúdos a qualquer momento, além de permitir ao consumidor escolher exatamente o que deseja assistir e quando desejar. A evolução da televisão para o streaming e os novos formatos de mídia, desde podcasts até canais de YouTube, reformulam as expectativas e o comportamento do consumidor em diversas áreas do entretenimento, incluindo nichos do setor, como os jogos online.

Da Televisão ao Streaming: Uma Evolução na Demanda

O streaming alterou o cenário televisivo, oferecendo uma alternativa à programação televisiva tradicional, caracterizada por horários fixos e escolhas limitadas. O streaming permitiu que os consumidores escolhessem o que assistir e quando assistir, sem depender de horários pré-determinados. Essa conveniência e controle revolucionaram o consumo de mídia, resultando em uma crescente preferência por serviços que oferecem personalização e flexibilidade.

Surgimento de novas mídias: Podcasts, YouTube e Redes Sociais

Além do streaming de vídeo, outras formas de mídia digital têm visto um crescimento exponencial. Podcasts, por exemplo, tornaram-se uma forma popular de consumir informações e entretenimento, abrangendo uma grande variedade de tópicos, desde educação até entretenimento. Os canais do YouTube também modificaram a forma como os vídeos são exibidos, permitindo que indivíduos criem e compartilhem seus próprios programas, tutoriais e vídeos, atingindo públicos globais, além de criarem sua própria comunidade digital.

As redes sociais intensificaram essa tendência com as transmissões ao vivo, permitindo que personalidades, marcas e consumidores comuns criem conteúdo em tempo real que é tanto engajador quanto imediatamente acessível. Essas plataformas não só facilitaram um diálogo mais direto entre criadores e consumidores, mas também democratizaram a produção de mídia.

O Impacto no setor de Jogos Online

A digitalização também remodelou a indústria do game. Cassinos online, por exemplo, trouxeram os jogos tradicionais de cassino, como a roleta virtual e outros jogos populares de mesa, para o ambiente digital. Essa mudança permitiu que os jogadores pudessem desfrutar da experiência de jogo em qualquer lugar através de seus aparelhos conectados à internet. Desta forma, os cassinos online não apenas replicam a experiência dos jogos físicos, mas também oferecem variações apenas possíveis no ambiente online.

Ainda dentro do campo dos jogos, as plataformas de jogos multiplayer online também se destacaram pela popularidade, criando comunidades virtuais onde jogadores de diversos lugares competem e colaboram. Títulos como “Fortnite” e “League of Legends” são exemplos perfeitos de como jogos online podem criar culturas próprias e manter jogadores engajados por longos períodos através de atualizações contínuas e eventos ao vivo.

A continuidade da Evolução Digital

A evolução do entretenimento, desde a televisão tradicional até as atuais plataformas de streaming, demonstra uma tendência mais ampla de digitalização e personalização em todos os setores do entretenimento. À medida que a tecnologia avança, também evoluem as formas como acessamos e interagimos com o conteúdo. A era do streaming e das mídias digitais não apenas transformou como consumimos conteúdo, mas também como o criamos. A expectativa é que, provavelmente, iremos assistir a uma mudança nas nossas experiências de entretenimento e interação social nos anos seguintes.

Categorias
Informe Publicitário

Ecomax lançará condomínio em Mossoró em abril

O melhor está por vir em Mossoró, com o lançamento do condomínio Bosque das Carnaúbas, dia 12 de abril. Projeto da Ecomax, o empreendimento fica na área que mais cresce e se valoriza em Mossoró, próximo a outros residenciais, Partage Shopping, faculdades e hipermercados, há 450 metros da Av. João Escóssia.

Além de inaugurar um novo conceito de residenciais de alto padrão, o Bosque das Carnaúbas marca a chegada da Ecomax em Mossoró. A empresa, há mais de trinta anos no mercado, aporta na cidade, após conquistar Natal e João Pessoa (PB), onde é referência em condomínios horizontais e verticais.

No portfólio da Ecomax, estão mais de 3 milhões m² de áreas urbanizadas; 3.137 unidades prontas e entregues; 2.550 unidades em desenvolvimento e mais de 3 milhões e 400 mil m² de landbank (terrenos próprios para incorporação imobiliária).

O Bosque das Carnaúbas, portanto, soma-se a outros de sucessos da empresa. É o caso do Bosque dos Poetas, Bosque das Palmeiras, Porto Cotovelo, Vila do Alto, entre outros no Rio Grande do Norte, e o Bosque das Orquídeas, Bosque das Gameleiras, Residencial Renascença e Bosque Intermares, na Paraíba.

Qualidade

Segundo o CEO da Ecomax, Renildo Bizarria, a empresa chega em Mossoró para gerar emprego, estimular a economia e propiciar vida nova na cidade. E mais: o Bosque das Carnaúbas será o melhor empreendimento já realizado pela Ecomax, e o primeiro de uma série projetada para a segunda maior cidade do RN.

“Está no DNA do mossoroense buscar sempre o melhor. Com a Ecomax, não é diferente. Há mais de três décadas, lançamos nossas sementes, dando vida a grandes projetos. É com essa expertise que a Ecomax chega a Mossoró, para presenteá-la com um jeito completamente novo de aproveitar o melhor da vida”, frisa.

Cadastre-se AQUI para receber informações em primeira mão.

Categorias
Informe Publicitário

Dentista Ianara Brasil destaca importância da qualificação no mercado de trabalho na odontologia

O mercado de trabalho na odontologia está em grande expansão principalmente na cidade de Mossoró/RN. Atualmente a cidade conta com três universidades que formarão semestralmente em média 150 novos cirurgiões dentistas, contribuindo para a melhoria nas condições de saúde da população mossoroense e das cidades circunvizinhas.

Com essa quantidade de novos profissionais abre-se uma nova demanda que é a necessidade de profissionais auxiliares como Auxiliar de Saúde Bucal (ASB) e Técnico em Saúde Bucal (TSB). “Os empregos disponíveis para esses profissionais geralmente são ofertados em clínicas de tratamento odontológico, instituições e laboratórios odontológicos de universidades, entre outros. Podemos perceber um leque de opções para essa demanda que surge e está bastante escassa na nossa cidade”, explica a dentista Ianara Brasil.

A dentista sugere investimento em qualificação como diferencial em um mercado que caminha para ter uma alta concorrência “A minha sugestão é que os profissionais que estão se graduando se qualifiquem pois para exercer essa profissão o indivíduo deve realizar um curso específico que dura em média 9 meses (ASB) e 18 meses (TSB), além de ser necessário ser cadastrado no Conselho Regional de Odontologia”, explica.

 

Categorias
Informe Publicitário

Ministro do Turismo diz que Brasil receberá US$ 30 bi quando legalizar cassinos

Diante a uma persistente crise econômica que já atinge muito tempo, que foi potencializada e agravada com todos os problemas ocasionados pela pandemia, a regulamentação dos cassinos apresenta uma possibilidade positiva de investimento estrangeiro para diversos setores que atualmente estão prejudicados.

Em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan, o ministro do Turismo, Gilson Machado, comentou sobre os aspectos positivos que a aprovação de um dos projetos que tramita no Congresso agrada do ponto de vista financeiro: “Tem vários projetos no Congresso Nacional. Um deles é o do Senador Irajá Abreu, muito semelhante ao dos americanos. Agora, a hora que o Brasil abrir para isso, nós temos já dados que vão vir mais de US$ 30 bilhões para serem investidos no Brasil assim… automaticamente”.

Este projeto que o ministro se refere prevê a implementação de cassino associados à resorts, com uma estrutura voltada para o turismo, um modelo que já existe nos Estados Unidos com resultados positivos, como, por exemplo, o The Venetian, do grupo Las Vegas Sands, que foi citado por Machado durante a entrevista: “Eles têm um centro de convenções que roda por semana 180 mil pessoas. No hotelzinho dele não cabe porque só tem onze mil quartos. Mas ele lota todos os hotéis no entorno. Fora isso, há mais de 200 lojas, restaurantes e dois teatros que fazem shows ao mesmo tempo. Quando a gente estava lá, tinha dois shows, ao mesmo tempo, do Willie Nelson e do Rod Stewart na mesma hora e todos os dois lotados. Sem contar as piscinas… E tem a parte dos resorts dos cassinos, que representa 24% do faturamento de um resort integrado”.

Relacionado a preocupação de boa parte dos que são contra a regulamentação dos cassinos no Brasil, sob o argumento da possibilidade do vício em jogos se alastrar, o ministro voltou a citar o exemplo do The Venetian: “Aquele que é viciado em jogo não consegue jogar lá. Eles identificam e o tiram. Então se montarem um cassino aqui ou na Argentina e fizerem uma coisa errada aqui, ele perde a concessão lá por causa do compliance. Ele montou cassino em Cingapura e o governo americano fiscaliza o mundo todo essa parte”.

Um dos questionamentos ao ministro foi sobre a possibilidade de seguir o exemplo de Las Vegas, onde uma região pobre e desértica foi transformada em um dos maiores polos turísticos do mundo, devido ao atrativo gerado pelas estruturas dos cassinos, algo que muitos acreditam que seria benéfico para as regiões mais pobres do Brasil.

No entanto, segundo Gilson Machado, o principal entrave para essa transformação seria o tempo necessário para o retorno do investimento: “A região hoje que os donos dos cassinos escolheriam seria aqui em São Paulo e no Rio de Janeiro porque estão perto de aeroportos. Las Vegas passou 90 anos para virar “Las Vegas”. Não é você chegar hoje em uma região pobre do Brasil, como no Nordeste, que não tem estrutura e não tem nada. Você vai demorar 20 anos pelo menos para poder construir um aeroporto e construir tudo”.

É importante salientar que diversas empresas consolidadas em outros mercados internacionais já demonstraram interesse em explorar o setor de jogos no Brasil, como a Melbet, fundada em 2012 como uma subsidiária do gigante conglomerado cypriota 1X Corp N.V., que possui atividades em 134 países.

Categorias
Informe Publicitário

Energia elétrica com tendência crescente impulsiona crescimento da indústria de carros elétricos

Muito do crescimento que a energia elétrica se deve às indústrias automotivas que apostam em propostas de automóveis elétricos, mais eficientes e menos poluentes que os modelos a combustível, respeitando a crescente necessidade na diminuição do consumo de combustíveis fósseis.

De facto, todos os setores empresariais se movem atualmente pela necessidade da eficiência energética a par da responsabilidade ambiental, investindo em formas de tornar o seu funcionamento bem como dos produtos que produzem mais amigos do ambiente.

No caso da indústria automotiva, os modelos 100% elétricos são movidos a bateria, que deve ser conectada à energia elétrica para ser carregada. Já os modelos híbridos utilizam o motor elétrico e um motor movido a combustível que lhes confere alguma quilometragem de autonomia sem necessidade de recorrer a combustíveis fósseis.

O futuro da indústria passará pela eletrificação de todos os modelos automóveis, esperando-se inclusive que alguns países passem a proibir a produção de modelos de automóveis a combustão.

No entanto, existem ainda algumas questões importantes que são enfrentadas pelas empresas de produção de automóveis que devem ser resolvidas para que os carros elétricos se tornem acessíveis para o público médio.

A tecnologia associada às baterias dos automóveis elétricos ainda é bastante cara o que se reflete no preço final dos automóveis. Além disso, automóveis que conseguem um preço final mais acessível para o consumidor apresentam uma autonomia reduzida, tornando-se pouco atrativos em relação aos atuais modelos a combustão, ou híbridos.

Resolvendo estas questões, com um aumento da produção e uma abertura do mercado da produção de automóveis elétricos que permita que preço final mais baixo para os automóveis que apresentem autonomia considerável, será claro que num futuro próximo o cenário seja de um boom ainda maior na indústria dos carros elétricos.

O panorama atual dos carros elétricos no Brasil

Atualmente, no Brasil os carros elétricos são acessíveis apenas às classes altas, principalmente aqueles que apresentam uma autonomia considerável. Mas, é bom frisar que cada vez mais as empresas automotivas desejam investir na eletrificação dos seus automóveis e começam lentamente a surgir modelos mais acessíveis como o compacto da Renault, o Zoe com um preço de cerca de 150 mil reais.

Por outro lado, empresas que até então estavam ligadas exclusivamente à tecnologia vêm na eletrificação dos automóveis uma porta aberta, para também elas contribuírem com a criação de modelos.

A Sony Corporation é um exemplo claro. Empresa de tecnologia apresentou o seu carro 100% elétrico, Vision-S em 2020, já começando no início de 2021 a testar o protótipo em estradas públicas da Áustria.

Não existindo ainda data marcada para o início das vendas, este lançamento por parte da Sony mostra que o mercado dos automóveis elétricos pode-se expandir para fora da indústria automotiva o que pode ser benéfica para o consumidor final, que terá mais opções de escolha no futuro.

Por agora, dados fornecidos pelo grupo BCG, ‘Boston Consoulting Group’ estima que no ano de 2030, os automóveis elétricos irão representar 5% da frota brasileira, o que corresponde até 200 mil unidades vendidas anualmente.

O crescimento da energia elétrica está transformando outras indústrias também

A tendência crescente do consumo de energia elétrica está modificando o panorama de outras indústrias para além da automotiva.

Exemplo disso é a aposta crescente na energia solar com a instalação de parques solares no Brasil que apresenta um enorme potencial de crescimento vendo a cada ano este mercado aumentar significativamente com repercussão direta no aumento de postos de trabalho.

A mudança do panorama do consumo é também uma das razões porque o consumo da energia elétrica tem aumentado, como tem vindo a acontecer com a indústria do entretenimento que se tem vindo a digitalizar cada vez mais.

No setor das plataformas de streaming, a gigante Netflix tem no Brasil o seu 3.º maior mercado. Também a indústria dos cassinos tem apostado na digitalização como pode ser visto nos cassinos online que oferecem jogos ao vivo que dão a possibilidade de desafiar outros jogadores e contar com a presença de crupiês em tempo real e que fazem com que cada vez mais pessoas optem por esta forma de diversão em detrimento dos cassinos físicos.

As instituições bancárias digitais são outro exemplo, ganhando cada vez mais espaço às instituições bancárias, permitindo que os consumidores tenham acesso aos mesmos serviços sem sair de casa.

Até a forma como as indústrias têm apostado no marketing dos seus produtos têm vindo a mudar, com as redes sociais a ganharem destaque na divulgação das novidades, deixando para trás os lançamentos nos salões de exposições físicas como os salões automóveis.

A mudança para um mundo digitalizado acarreta maior consumo de energia elétrica, levando a fortes investimentos na área que podem trazer benéficos para que a indústria automotiva cresça ainda mais.

Categorias
Informe Publicitário

Faculdade fará limpeza em Tibau

A Faculdade UNINASSAU, unidade de Mossoró, fará uma limpeza na orla da Praia de Tibau-RN, amanhã, dia 9 de janeiro, às 8h.

O projeto conta com a colaboração de toda a equipe técnica da Instituição, professores, coordenadores e estudantes, além da Prefeitura Municipal de Tibau, que dará apoio logístico a ação.

A ação terá início na Barraca do Zé Maria e se estenderá por toda orla. “Assim sendo, convidamos a Comunidade Acadêmica para participar e ajudar na preservação e limpeza do nosso litoral. Abrace a ideia e junte-se a nós! Entre agora mesmo em contato com a coordenação do seu curso e informe de que forma você poderá unir-se ao grupo realizador da ação. Participe do veraneio de maneira diferente!”, diz a nota UNINASSAU.

A faculdade informa que todas as normas de biossegurança para prevenção do COVID-19 serão seguidas.

Categorias
Informe Publicitário

Mossoró se tornará capital do onshore brasileiro nesta segunda-feira

Mossoró Oil & Gas 2019, no Expocenter: evento será híbrido este ano (Foto: Eduardo Mendonça/Assecom/Ufersa)

O Mossoró Oil & Gas 2020 Expo será aberto segunda-feira (23), às 20h, no Hotel Garbos. Seguirá até o dia 26 (quinta-feira), com programação técnica e científica. Confirmam presença na abertura Governo Federal, Governo do Estado, Prefeitura de Mossoró, Sebrae, Fiern, entidades de petróleo e gás, entre outras organizações.

Evento nacional, o Mossoró Oil & Gas 2020 é focado no setor de exploração e produção de petróleo onshore do Brasil. A proposta central é discutir a extração em terra e águas rasas e a cadeia produtiva, e incluir fornecedores de bens e serviços nesse segmento.

Este ano, será híbrido (virtual e presencial) por causa da pandemia de Covid-19. Manterá, porém, a mesma grade de 2019: painéis, estandes virtuais, rodada de negócios, pela plataforma EventMobi; e o II Simpósio de Petróleo e Gás do Onshore Brasileiro, através da plataforma Doity. Algumas atividades, como a abertura, serão presenciais.

Programação

Outra atração será o Mesa Reate – evento nacional sobre Programa de Revitalização das Atividades de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (REATE 2020), do Governo Federal. O Mesa Reate ocupará a agenda do dia 24 e é mais uma etapa da política federal de revitalização do onshore.

Dia 25, a programação reserva, na Arena Inovação, apresentação de dez empresas inovadoras (8h às 12h); rodada de negócios (8h às 12h); Simpósio de Petróleo e Gás do Onshore Brasileiro – trabalhos acadêmicos (8h às 18h).  Na Arena Petróleo e Gás, no mesmo dia, haverá o Seminário de Segurança Operacional e Meio Ambiente Terrestre (Somat), das 9h às 13h; painéis Novo Mercado do Gás (14h às 15h30) e Oportunidades de negócios no Onshore Brasileiro (16h às 17h30).

A Arena Inovação e a rodada de negócios continuarão dia 26 (8h às 12h), como o Simpósio de Petróleo e Gás do Onshore Brasileiro (8h às 12h). Os painéis na Arena Petróleo e Gás serão Oportunidades e desafios para os fornecedores da Cadeia de Óleo e Gás (14h às 15h30) e Licenciamento ambiental: novas perspectivas para o Onshore (16h às 17h30).

O evento

O Mossoró Oil & Gas Expo é realizado pelo Redepetro RN e Sebrae RN, com apoio de organizações, patrocinadores e outros parceiros. Reafirma Mossoró como capital do onshore brasileiro em fase otimista do setor: novos operadores; oportunidades de entrada em campos maduros; oferta permanente; Reate 2020 em funcionamento e marcos regulatórios mais modernos.

Categorias
Informe Publicitário

Mossoró passa a contar com cemitério privado

Jardim das Palmeiras é o novo empreendimento funerário da cidade (Foto: divulgação)

Com população de aproximadamente 300 mil habitantes, o município de Mossoró ganhou esta semana um novo cemitério. O Memorial Jardim das Palmeiras está localizado numa área ampla, de fácil acesso, às margens da BR-304, saída para Fortaleza/CE.

Trata-se do primeiro empreendimento privado deste seguimento na cidade. A construção durou cerca de quatro anos. O Memorial Jardim das Palmeiras procura fugir do conceito de cemitério, trazendo uma série de características que não estamos acostumados a nesses locais.

Na prática, o local dispõe de estrutura e ambientação que não lembra um cemitério, sendo mais parecido com um parque ou um bosque.

São aproximadamente 50 mil metros quadrados de área verde, com estacionamento, duas praças, acessibilidade, segurança, salas para velório e hall climatizados, além de internet wi-fi em todo o estabelecimento.

“Sabemos que o momento é delicado para esse início de operação e que existe muito pré-conceito para esta atividade. Nós temos que entender que o serviço funerário é extremamente necessário, e que Mossoró deixava muito a desejar. Empenhamos todos os esforços para que o mossoroense tenha uma opção mais digna para se despedir dos seus entes queridos. Visitamos mais de 30 cidades no Brasil inteiro que tinham cemitérios privados para trazer o que existe de mais morderno, afinal o mossoroense também merece ter um serviço de qualidade.”, afirma o diretor do estabelecimento Thiago Silvano.

Outro ponto importante que chama a atenção é a sustentabilidade. Os jazigos são todos de concreto, fazendo com que não exista contaminação do solo.

O empreendimento é abastecido por energia solar e conta com um sistema inteligente de irrigação e de reaproveitamento de água.

O custo da área é outro diferencial. Há opções a partir de R$ 126,00 mensais.

Reservas – (84) 2142-0789 / 98117-9701

Categorias
Informe Publicitário

Faculdade tem aula inaugural e vestibular neste sábado

A UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau realizará, no próximo dia 15 de fevereiro, a partir das 9h, a aula inaugural dos cursos de Educação a Distância (EAD). Na mesma data, acontece o Vestibular Integrado e, quem participar, poderá ter acesso a condições especiais, além de participar de palestras e visita ao campus.

O presidente do Ser Educacional, Jânyo Diniz, ressaltou o objetivo da aula, que é o de acolher os alunos da educação a distância, ajudando a introduzi-los no mundo acadêmico através da apresentação do portal. “Esse é um momento importante de interação, no qual mostraremos que o aluno EAD também conta com um suporte das Instituições e podem frequentar seu campus da mesma forma que os alunos presenciais”, destacou.

Após a palestra sobre o EAD, uma oficina de aula prática ajudará os participantes a conhecerem o portal de estudo de forma lúdica. Quem ainda não estiver matriculado vai ser convidado a participar do Vestibular Integrado para ter acesso a planos com desconto em todo o curso.

Os interessados em participar do Vestibular Integrado precisam comparecer ao polo mais próximo com RG e CPF. Para obter outras informações, conhecer os cursos disponíveis e os polos mais próximos, acesse vestibular.uninassau.edu.br.