Categorias
Artigo

Partage Shopping Mossoró não respeita lojistas, funcionários e clientes

Tentativa de suicídio expõe a péssima imagem do Partage Shopping Mossoró (Foto: reprodução)

O Partage Shopping Mossoró é uma empresa privada que se instalou na cidade com terreno doado pela Prefeitura e incentivos fiscais.

Lembro como se fosse hoje de sua inauguração (na época se chamava Mossoró West Shopping) que simbolizou a modernidade no comércio local.

Sem concorrência até os dias atuais, o PSM tem uma péssima imagem junto à sociedade mossoronse e sua administração parece fazer força para que assim continue. Afinal de contas, até que não gosta de shopping, como este que vos escreve, precisa ir lá vez ou outra para comprar alguma coisa sem ficar penando no Centro da cidade atrás de um estacionamento.

E é justamente por este apelo que o PSM viu uma oportunidade de achacar a sociedade que lhe deu todas as condições de vir para cá lucrar. O estacionamento é caro e sua cobrança é feita de forma eletrônica. Se antes pelo menos gerava empregos, agora nem isso.

Houve tentativas de leis para barrar isso, mas a empresa levou a melhor mesmo utilizando um terreno doado pelo povo de Mossoró.

Mais recentemente o PSM passou ao comportamento sádico de cobrar estacionamento dos trabalhadores. Isso mesmo: quem lá tira o sustento precisa deixar uma parte do que ganha para não terem roubados a moto ou carrinho comprados com sacrifício.

Agora mais recentemente dois dos restaurantes mais tradicionais do shopping foram desalojados. O segundo caso quase terminou em tragédia com uma tentativa de suicídio.

Por meio de uma nota tenebrosa, o shopping alegou que contratos precisam ser cumpridos. Até entenderia o argumento se não estivéssemos em um quadro de pandemia.

O contexto exigiria jogo de cintura da empresa que poderia muito bem adotar uma política de renegociação dos aluguéis atrasados.

A direção do Partage Shopping Mossoró se sente acima do bem e do mal ofertando péssimos serviços aos clientes, massacrando os funcionários e humilhando os lojistas.

A imagem da empresa na sociedade local é a pior possível, mas como não existe concorrência, o pessoal lá nem liga.

Categorias
Matéria

Vereadoras discutem com direção do Partage Shopping solução para fim da cobrança de estacionamento para funcionários

Vereadoras discutiram solução para cobrança de estacionamento para funcionários com direção de shopping (Foto: cedida)

As vereadoras Marleide Cunha (PT), Larissa Rosado (PSDB) e Carmen Júlia (MDB) conversaram na manhã desta sexta-feira com o superintendente do Partage Shopping Mossoró Leandro Botelho tentando firmar um acordo em relação a cobrança do estacionamento para funcionários.

O trio de parlamentares sugeriu ao shopping que permita a utilização de outro espaço ocioso para o estacionamento gratuito pelos funcionários, mas a proposta nã fi aceita pelo Partage que propôs reduzir o valor da cobrança para R$ 40 reais mensais a partir de junho. “Não é, ainda, a solução ideal, mas demonstra que a pressão da sociedade já surtiu um efeito. Contudo, adianto que continuarei nesta batalha para que a melhor solução seja encontrada”, disse Marleide Cunha, presidente da Comissão de Desenvolvimento Social, Direitos e Deveres do Consumidor da Câmara Municipal de Mossoró.

O caso será analisado pelo Ministério Público do Trabalho. “Em breve ocorrerá uma audiência de conciliação convocada pelo Procurador do Trabalho, Gleydson Gadelha, e com a participação dos sindicatos da categoria para tentar um entendimento. E nosso mandato solicitou acompanhar o processo como parte interessada”, disse a petista.

Categorias
Matéria

Vereador sugere liberar estacionamento nas imediações do Partage Shopping

Tony foi discutir situação da Avenida João da Escóssia com secretário (Foto: reprodução)

O vereador Cabo Tony Fernandes (SD) esteve reunido com o secretário municipal de Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Trânsito Cledinilson Morais para tratar da situação dos trabalhadores que estão sendo multados por estacionar nas imediações do Partage Shopping Mossoró.

É que a empresa passou a cobrar taxa de estacionamento para aos funcionários das lojas que lá estão instaladas. Como o custo é caro para os trabalhadores eles passaram a deixas as motos do lado de fora, mas o problema é que existem placas proibindo estacionamento nas imediações do Partage Shopping.

“Procurei o Secretário da pasta e solicitei que organizassem estacionemento nas redondezas do Partage”, disse Tony ao Blog do Barreto.

O secretário se comprometeu em realizar um estudo de viabilidade para alterar a situação.

Nota do Blog: parabéns a vereador Tony. O Blog também tem defendido esta solução nas redes sociais.

 

Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 17.05.2021 │Estacionamento: Vereadores pressionam shopping