Categorias
Matéria

Cosern renova iluminação da Rodoviária de Mossoró

O Terminal Rodoviário de Mossoró, o maior da Região Oeste e um dos mais movimentados do Rio Grande do Norte, foi contemplado com a doação de 505 lâmpadas e 141 luminárias que passaram a iluminar, com mais eficiência e economia, as áreas de conveniência, administrativas, de embarque, de desembarque, além do estacionamento do Terminal. Os novos equipamentos, de LED, foram doados através do Programa de Eficiência Energética da Neoenergia Cosern, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“Executamos a substituição dos antigos equipamentos ineficientes por lâmpadas e luminárias de LED em tempo recorde. O mês de junho é muito importante para a economia local e, pensando nas milhares de pessoas que irão circular pela Rodoviária durante o mês de junho, o mais movimento na cidade por causa dos eventos do Mossoró Cidade Junina, montamos uma verdadeira força-tarefa. As novas lâmpadas e luminárias reduzem os espaços zebrados e aumentam a sensação de segurança dos funcionários e passageiros. É, com certeza, uma doação muito importante para a população”, destaca Artur Costa, supervisor de Eficiência Energética da Neoenergia Cosern.

Somente no primeiro trimestre deste ano, o Programa de Eficiência Energética da Neoenergia Cosern promoveu a substituição de 15.976 lâmpadas ineficientes em 315 prédios públicos localizados em todas as regiões potiguares. O número de equipamentos substituídos é 51% maior em comparação com o quantitativo de janeiro a março de 2023, assim como o total de empreendimentos públicos contemplados: 6 vezes maior.

 

Categorias
Matéria

Conta de luz seguirá com bandeira verde em junho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou no final da semana passada que não haverá cobrança extra nas contas de luz em junho, com a manutenção da Bandeira Verde. Há mais de dois anos, os brasileiros não enfrentam mudança na bandeira tarifária. Apesar disso, a Neoenergia Cosern chama atenção para a necessidade de adoção de consumo consciente de energia elétrica, principalmente, neste mês que marca o início das férias escolares e dos festejos juninos.

A distribuidora lembra que, mesmo com a condicionante da Bandeira Verde, é possível reduzir ainda mais o valor da conta de luz. Além disso, o cliente contribui com o meio ambiente evitando desperdícios com a adoção de pequenas mudanças de hábitos que o transformam em um consumidor de energia elétrica consciente.

Confira mais dicas:

Ar-condicionado e ventilador

O recomendado é manter a temperatura do aparelho entre 23ºC e 25ºC e programar o desligamento automático durante a madrugada. A outra opção é adquirir aparelhos com a tecnologia Inverter, onde há melhor uso do compressor.  Outro detalhe importante é conferir se a manutenção do aparelho está em dia e limpar filtros e saídas de ar a cada duas semanas.

As recomendações para quem vai comprar um ar-condicionado são de optar por modelos Split, dotados de tecnologia Inverter. Eles são até 60% mais econômicos por adotarem um sistema que não desliga completamente o compressor de ar durante o uso, evitando picos de energia. É essencial identificar a capacidade mais adequada do aparelho para as características do ambiente. A instalação deve ser feita, preferencialmente, em paralelo ao lado de maior dimensão do cômodo e no alto.

Após a refrigeração do espaço, o consumidor pode recorrer aos ventiladores de teto, que são mais econômicos, para circular o ar e manter o clima agradável. Quanto maior a velocidade, maior o consumo.

Chuveiro elétrico

Deve ser mantido desligado ou na opção verão, que consome até 30% menos energia. Além disso, deve-se tomar banhos rápidos, e desligar a água quando estiver ensaboando. Por segurança, a orientação é sempre usar resistências originais, pois as inadequadas podem elevar o consumo de energia e provocar sérios danos à instalação e ao chuveiro, causando risco de acidentes. A troca por aquecedor solar térmico é sempre recomendado.

Geladeiras

Para evitar o aumento do consumo, deve-se verificar a borracha de vedação e evitar colocar alimentos quentes. Outra orientação é manter o aparelho a pelo menos 10 centímetros de distância da parede, evitando que o calor aumente excessivamente na parte traseira. Deve-se abrir a geladeira o mínimo de vezes possível.

LED

É importante manter janelas e cortinas abertas para utilizar a iluminação natural. Utilizar cores claras nas paredes e apagar as lâmpadas dos cômodos desocupados, com exceção daquelas que contribuem com a segurança também é importante. Quando precisar usar lâmpadas, escolher as de LED, que são cerca de 40% mais econômicas. O uso de lâmpadas LED traz uma série de benefícios, além de gerar economia de energia.

Elas possuem maior vida útil, com duração de aproximadamente 25 mil horas, enquanto as lâmpadas fluorescentes duram 15 mil horas. A tecnologia também causa menos impacto ambiental. O LED não possui elementos tóxicos na sua composição, ao contrário das lâmpadas fluorescentes, que possuem mercúrio, gerador de resíduos prejudiciais ao meio ambiente quando essas são descartadas de maneira irregular em rios e aterros.

Categorias
Matéria

Cosern/Neoenergia anuncia investimentos de R$ 2,1 bilhões no RN

A Neoenergia Cosern anunciou, nesta quarta-feira (22), o maior Plano de Investimento já realizado pela distribuidora no Rio Grande do Norte. Serão mais de R$ 2,1 bilhões em obras no sistema elétrico potiguar entre 2024 e 2027. Esse valor representa um incremento de 18% em comparação com o quadriênio anterior e fomentará o desenvolvimento econômico e social do estado. Os recursos irão assegurar mais continuidade e confiabilidade de energia para os clientes residenciais e setores diversos da economia local como a indústria, mineração, comércio, turismo e serviços.

O Plano de Investimento 2024-2027 foi apresentado pelo CEO da Neoenergia, Eduardo Capelastegui, e pela diretora-presidente da Neoenergia Cosern, Fabiana Lopes, à Governadora Fátima Bezerra, na sede da Governadoria, em Natal. Políticos, presidentes de associações e federações representativas do setor produtivo, empresários, diretores de instituições do terceiro setor e membro do Conselho de Consumidores também participaram do evento.

“Os investimentos recordes anunciados têm a finalidade de consolidar a Neoenergia Cosern como a melhor distribuidora do Brasil. A empresa se tornou referência no setor elétrico brasileiro e manter o patamar de excelência conquistado ao longo dos anos exige uma estratégia eficiente de investimentos e gestão operacional. Hoje, reiteramos nossa disposição em renovar esse compromisso com o Estado do Rio Grande do Norte e com a população potiguar”, afirmou Eduardo Capelastegui, CEO da Neoenergia.

Os recursos anunciados contemplam obras e melhorias no sistema elétrico potiguar a partir deste ano. Para 2024, estão previstos investimentos que somam mais de R$ 434 milhões distribuídos em todas as regiões do estado. Até 2027, serão construídos 196 quilômetros de novas linhas de alta tensão, além de quatro novas Subestações Elétricas em Extremoz, Natal, São Gonçalo do Amarante e Upanema. Outras 22 Subestações Elétricas distribuídas por todo o estado passarão por modernização no período.

“Hoje, o Rio Grande do Norte entra em um novo patamar no que diz respeito à distribuição de energia elétrica. Os recursos anunciados pelo nosso CEO, Eduardo Capelastegui, somado ao trabalho incansável do nosso time em busca da excelência nos quatro cantos do estado, proporcionará, aos nossos clientes residenciais e ao setor produtivo, acesso a uma energia com ainda mais qualidade. Isso atrairá mais empresas, abrirá mais vagas de trabalho, ampliará a equidade de gênero e contribuirá para o desenvolvimento social de comunidades locais”, ressaltou Fabiana Lopes, diretora-presidente da Neoenergia Cosern.

A governadora Fátima Bezerra recebeu das mãos do CEO da Neoenergia, Eduardo Capelastegui, um livro detalhando os investimentos no estado potiguar. “Será o maior investimento do Grupo Neoenergia no nosso estado e isso será muito bem-vindo. Irá fomentar o desenvolvimento social e econômico do nosso estado. A Neoenergia Cosern é uma empresa estratégica para o Rio Grande do Norte, um ativo fundamental para todas as regiões. O nosso estado tem um grande potencial na geração de energia renovável e foi a Iberdrola, grupo ao qual pertence a Neoenergia, o primeiro grupo privado a investir na geração eólica no nosso estado”, declarou Fátima Bezerra, governadora do Rio Grande do Norte.

Investimentos Regionalizados

O plano estratégico foi estruturado com base em estudos e projeções acerca das necessidades energéticas atuais e futuras do estado. A Neoenergia Cosern segmentou os investimentos de acordo com as regiões do Rio Grande do Norte e direcionou as obras conforme as necessidades específicas de cada localidade.

No Oeste, onde estão localizados 62 municípios, a distribuidora concentrará esforços para aumentar a oferta de energia e acompanhar as expansões do agronegócio, da fruticultura irrigada, da produção de petróleo, sal e cimento na região. Serão investidos, entre 2024 e 2027, cerca de R$ 650 milhões na construção de Linhas de Transmissão e Subestação Elétrica, por exemplo.

Para o Agreste potiguar, que conta com 43 cidades, serão destinados cerca de R$ 300 milhões em obras de reforço da rede elétrica e expansão da infraestrutura para entregar energia com maior confiabilidade aos moradores locais. Nessa região, estão cidades que se tornaram destinos turísticos como Monte das Gameleiras e Serra de São Bento.

No Leste, onde está a capital, Natal, além das praias de São Miguel do Gostoso e Pipa, o planejamento realizado pela Neoenergia Cosern prevê a utilização de aproximadamente R$ 750 milhões entre 2024 e 2027 na ampliação do número de Alimentadores, Linhas de Transmissão e novas Subestações Elétricas, além da modernização de ferramentas e da frota.

Para a região Central, onde estão cidades como Galinhos e Caicó, por exemplo, estão previstos R$ 400 milhões para a ampliação do número de Alimentadores e Linhas de Transmissão, entre outros serviços de Infraestrutura e Tecnologia.

Essas obras de expansão e reforço da rede elétrica serão desenvolvidas pelos profissionais da distribuidora, além de empresas terceirizadas, visando fortalecer o sistema que atende o Rio Grande do Norte.

Apoio à Arte e Cultura

A Neoenergia Cosern se consolidou como a empresa que mais investe em Arte e Cultura no Rio Grande do Norte. Desde o ano 2000, mais de R$ 54 milhões foram aportados em 346 projetos desenvolvidos em todos os municípios potiguares. Somente em 2023, a distribuidora financiou aproximadamente R$ 4 milhões para 17 projetos através de editais publicados e operacionalizados pelo Instituto Neoenergia e parceiros.

Alguns deles, específicos para a promoção de ações desenvolvidas exclusivamente por mulheres. Esses recursos contemplam atividades culturalmente diversas e fomentam a cadeia da economia criativa levando educação e desenvolvimento social à população potiguar por meio das artes cênicas, cinema, música, tradições populares, música, multilinguagens e preservação do patrimônio histórico local.

 

Categorias
Matéria

Mais de 160 mil famílias tem direito a 65% de desconto na conta de energia na Região Leste do RN

Mais de 162 mil famílias moradoras em um dos 25 municípios potiguares localizados na Região Leste (veja detalhamento abaixo) podem obter até 65% de desconto na conta de luz através do benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), mas ainda não estão inscritas no programa. Concedido pelo Governo Federal, a TSEE contempla indígenas, quilombolas e consumidores de baixa renda inscritos nos programas sociais federais.

Para acessar a Tarifa Social, a pessoa precisa possuir o Número de Inscrição Social (NIS) ou Número do Benefício (NB) atualizados. Caso esteja desatualizado, é preciso se dirigir ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo da residência para regularizar a situação no CadÚnico do Governo Federal. Quem não possui o NIS ou NB (BPC/LOAS), mas tem uma renda menor do que meio salário-mínimo por pessoa na residência, também pode obter o número no CRAS.

Quando o titular da conta de energia elétrica é o próprio beneficiário e portador do Número de Inscrição Social ou Número do Benefício, a Neoenergia faz a inscrição automaticamente. Porém, quando a titularidade está no CPF de outra pessoa, não tem como fazer a inscrição automática. A partir desse momento, é necessário que o cliente procure uma das distribuidoras do grupo para que receba o benefício. A inscrição é simples, rápida e pode ser feita por meio do WhatsApp (84 3215 6001), site oficial ou Lojas de Atendimento da distribuidora.

Apenas com a numeração em mãos, o cliente pode solicitar o benefício da TSEE à concessionária. Vale ressaltar que não existe limite de prazo para solicitação. O consumidor pode se cadastrar a qualquer tempo para usufruir do benefício, desde que atenda aos pré-requisitos de classificação, apresente a documentação necessária e a concessão do benefício seja validada. Importante ressaltar que o desconto não é cumulativo. Caso duas pessoas possuam o NIS ou o NB, apenas uma poderá se inscrever na Tarifa Social.

Quem tem direito à TSEE?

  • Família de baixa renda que esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, ou seja, ter NIS – Número de Identificação Social, com renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário-mínimo nacional, independente de possuir ou não o benefício do Bolsa Família;
  • Família de baixa renda que esteja inscrita no Cadastro Único da Prefeitura, com renda familiar mensal de até três salários-mínimos, que tenha alguém com doença ou patologia que precise do uso continuado de aparelhos ou equipamentos elétricos;
  • Família de baixa renda que tenha idoso ou pessoa com deficiência que receba o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC, Lei LOAS, com seu respectivo NB – Número do Benefício. Cada família tem direito ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica – TSEE em apenas uma unidade consumidora.

Municípios da Região Leste/famílias aptas:

Arês

1.270

Baía Formosa

701

Canguaretama

3.568

Ceará-Mirim

6.674

Espírito Santo

1.186

Extremoz

6.104

Goianinha

2.633

Macaíba

9.631

Maxaranguape

1.144

Montanhas

1.248

Natal

73.228

Nísia Floresta

2.884

Parnamirim

18.953

Pedra Grande

255

Pedro Velho

1.927

Pureza

764

Rio do Fogo

1.233

São Gonçalo Do Amarante

16.019

São José De Mipibu

4.566

São Miguel Do Gostoso

1.044

Sen. Georgino Avelino

290

Taipu

1.045

Tibau Do Sul

1.500

Touros

3.816

Vila Flor

343

TOTAL

162.026

Categorias
Matéria

Conta de energia segue com bandeira verde

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou no final da semana passada que não haverá cobrança extra nas contas de luz em maio, com a manutenção da Bandeira Verde. Há mais de dois anos, os brasileiros não enfrentam mudança na bandeira tarifária. Apesar disso, a Neoenergia Cosern chama atenção para a necessidade de adoção de consumo consciente de energia elétrica.

A distribuidora lembra que, mesmo com essa condicionante, é possível reduzir ainda mais o valor da conta de luz. Além disso, o cliente contribui com o meio ambiente evitando desperdícios com a adoção de pequenas mudanças de hábitos que o transformam em um consumidor de energia elétrica consciente.

Confira mais dicas:

Ar-condicionado e ventilador

O recomendado é manter a temperatura do aparelho entre 23ºC e 25ºC e programar o desligamento automático durante a madrugada. A outra opção é adquirir aparelhos com a tecnologia Inverter, onde há melhor uso do compressor.  Outro detalhe importante é conferir se a manutenção do aparelho está em dia e limpar filtros e saídas de ar a cada duas semanas.

As recomendações para quem vai comprar um ar-condicionado são de optar por modelos Split, dotados de tecnologia Inverter. Eles são até 60% mais econômicos por adotarem um sistema que não desliga completamente o compressor de ar durante o uso, evitando picos de energia. É essencial identificar a capacidade mais adequada do aparelho para as características do ambiente. A instalação deve ser feita, preferencialmente, em paralelo ao lado de maior dimensão do cômodo e no alto.

Após a refrigeração do espaço, o consumidor pode recorrer aos ventiladores de teto, que são mais econômicos, para circular o ar e manter o clima agradável. Quanto maior a velocidade, maior o consumo.

Chuveiro elétrico

Deve ser mantido desligado ou na opção verão, que consome até 30% menos energia. Além disso, deve-se tomar banhos rápidos, e desligar a água quando estiver ensaboando. Por segurança, a orientação é sempre usar resistências originais, pois as inadequadas podem elevar o consumo de energia e provocar sérios danos à instalação e ao chuveiro, causando risco de acidentes. A troca por aquecedor solar térmico é sempre recomendado.

Geladeiras

Para evitar o aumento do consumo, deve-se verificar a borracha de vedação e evitar colocar alimentos quentes. Outra orientação é manter o aparelho a pelo menos 10 centímetros de distância da parede, evitando que o calor aumente excessivamente na parte traseira. Deve-se abrir a geladeira o mínimo de vezes possível.

Iluminação natural e uso de LED

É importante manter janelas e cortinas abertas para utilizar a iluminação natural. Utilizar cores claras nas paredes e apagar as lâmpadas dos cômodos desocupados, com exceção daquelas que contribuem com a segurança também é importante. Quando precisar usar lâmpadas, escolher as de LED, que são cerca de 40% mais econômicas. O uso de lâmpadas LED traz uma série de benefícios, além de gerar economia de energia.

Elas possuem maior vida útil, com duração de aproximadamente 25 mil horas, enquanto as lâmpadas fluorescentes duram 15 mil horas. A tecnologia também causa menos impacto ambiental. O LED não possui elementos tóxicos na sua composição, ao contrário das lâmpadas fluorescentes, que possuem mercúrio, gerador de resíduos prejudiciais ao meio ambiente quando essas são descartadas de maneira irregular em rios e aterros.

 

Categorias
Matéria

Cosern anuncia que 93 mil famílias do Oeste Potiguar têm direito a tarifa social de energia

Mais de 93,6 mil famílias moradoras em um dos 62 municípios potiguares (veja detalhamento abaixo) podem obter até 65% de desconto na conta de luz através do benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), mas ainda não estão inscritas no programa. Concedido pelo Governo Federal, a TSEE contempla indígenas, quilombolas e consumidores de baixa renda inscritos nos programas sociais federais.

Para acessar a Tarifa Social, a pessoa precisa possuir o Número de Inscrição Social (NIS) ou Número do Benefício (NB) atualizados. Caso esteja desatualizado, é preciso se dirigir ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo da residência para regularizar a situação no CadÚnico do Governo Federal. Quem não possui o NIS ou NB (BPC/LOAS), mas tem uma renda menor do que meio salário-mínimo por pessoa na residência, também pode obter o número no CRAS.

Quando o titular da conta de energia elétrica é o próprio beneficiário e portador do Número de Inscrição Social ou Número do Benefício, a Neoenergia faz a inscrição automaticamente. Porém, quando a titularidade está no CPF de outra pessoa, não tem como fazer a inscrição automática. A partir desse momento, é necessário que o cliente procure uma das distribuidoras do grupo para que receba o benefício. A inscrição é simples, rápida e pode ser feita por meio do WhatsApp (84 3215 6001), site oficial ou Lojas de Atendimento da distribuidora.

Apenas com a numeração em mãos, o cliente pode solicitar o benefício da TSEE à concessionária. Vale ressaltar que não existe limite de prazo para solicitação. O consumidor pode se cadastrar a qualquer tempo para usufruir do benefício, desde que atenda aos pré-requisitos de classificação, apresente a documentação necessária e a concessão do benefício seja validada. Importante ressaltar que o desconto não é cumulativo. Caso duas pessoas possuam o NIS ou o NB, apenas uma poderá se inscrever na Tarifa Social.

Quem tem direito à TSEE?

  • Família de baixa renda que esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, ou seja, ter NIS – Número de Identificação Social, com renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário-mínimo nacional, independente de possuir ou não o benefício do Bolsa Família;
  • Família de baixa renda que esteja inscrita no Cadastro Único da Prefeitura, com renda familiar mensal de até três salários-mínimos, que tenha alguém com doença ou patologia que precise do uso continuado de aparelhos ou equipamentos elétricos;
  • Família de baixa renda que tenha idoso ou pessoa com deficiência que receba o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC, Lei LOAS, com seu respectivo NB – Número do Benefício. Cada família tem direito ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica – TSEE em apenas uma unidade consumidora.

 

Famílias aptas por município da Região Oeste:

MUNICÍPIO FAMÍLIAS
Água Nova 207
Alexandria 1.540
Almino Afonso 549
Alto do Rodrigues 1.297
Antônio Martins 806
Apodi 5.047
Areia Branca 2.842
Assu 6.120
Baraúna 2.686
Campo Grande 1.876
Caraúbas 2.182
Carnaubais 1.089
Coronel João Pessoa 405
Doutor Severiano 579
Encanto 633
Felipe Guerra 698
Francisco Dantas 250
Frutuoso Gomes 457
Gov Dix-Sept Rosado 1.180
Grossos 1.148
Ipanguaçu 1.075
Itajá 587
Itaú 512
Janduís 690
João Dias 344
José da Penha 492
Jucurutu 1.840
Lucrécia 488
Luís Gomes 806
Major Sales 369
Marcelino Vieira 805
Martins 711
Messias Targino 533
Mossoró 28.705
Olho D´Água do Borges 383
Paraná 666
Paraú 335
Patu 1.372
Pau dos Ferros 4.515
Pendências 1.289
Pilões 424
Portalegre 699
Porto do Mangue 469
Rafael Fernandes 386
Rafael Godeiro 228
Riacho da Cruz 292
Riacho de Santana 322
Rodolfo Fernandes 339
São Francisco do Oeste 413
São Miguel 3.232
São Rafael 1.123
Serra Do Mel 1.238
Serrinha dos Pintos 386
Severiano Melo 559
Taboleiro Grande 274
Tenente Ananias 1.073
Tibau 425
Triunfo Potiguar 573
Umarizal 1.364
Upanema 1.118
Venha-Ver 377
Viçosa 254
TOTAL 93.676
Categorias
Matéria

Oeste potiguar tem maior incidência de raios no primeiro trimestre no RN

As constantes quedas de raios em cidades do interior do Rio Grande do Norte, principalmente, têm chamado atenção de moradores. O número de descargas atmosféricas cresceu no estado no primeiro trimestre deste ano conforme levantamento da Neoenergia Cosern através da Plataforma Climatempo. De janeiro a março foram registrados 71.601 raios – com maior incidência nas cidades da região Oeste. Esse número representa aumento de 7,21% em comparação com o mesmo período do ano passado.

“O fenômeno de queda de raios no estado tem chamado atenção não somente pelo aumento da quantidade de ocorrências, mas por também provocar danos ao sistema elétrico com mais frequência. Somente nos três primeiros meses de 2024, nós registramos danos em 155 transformadores distribuídos por diversas regiões potiguares. O maior número de casos, porém, se concentra na região Oeste”, destaca Rafael Biondi, engenheiro eletricista da Neoenergia Cosern.

Ao longo de 2023, cerca de 113 mil raios caíram em todo o estado, aumento de 40% comparado a 2022. Os três municípios mais atingidos por descargas no ano passado foram Mossoró (7.902), Apodi (5.420) e Campo Grande (5.034). Os raios provocaram mais de 3.200 interrupções no fornecimento de energia elétrica, deixaram mais de 432 mil unidades consumidoras sem o serviço e danificaram mais de 400 equipamentos do sistema, incluindo postes, transformadores e cabos.

Ranking (1º de janeiro a 31 de março de 2024)

Apodi: 7.124 raios

Caraúbas: 5.253 raios

Campo Grande: 5.244 raios

Upanema: 5.222 raios

Santana do Matos: 4.869 raios

Assu: 4.558 raios

Mossoró: 4.396 raios

Gov. Dix-Sept Rosado: 3.940 raios

Jucurutu: 3.373 raios

Caicó: 3.006 raios

Orientações de segurança em casos de chuvas com raios

Busque abrigo tão logo veja nuvens carregadas no céu ou escute um trovão;

Evite colher frutas, legumes ou verduras, abrigar-se ou caminhar perto de árvores;

Não fique próximo a animais e nem ande a cavalo;

Não fique próximo a cercas de arame;

Não fique próximo a objetos metálicos pontiagudos como enxadas, pás e facões;

Não se abrigue debaixo de varandas, barracos e celeiros;

Não caminhe em áreas descampadas;

Não fique parado em rodovias, ruas ou estradas;

Não suba em locais como telhados, terraços e montanhas;

Não tome banho em praia, rio, açude ou piscina durante uma tempestade;

Não utilize equipamentos elétricos ligados à rede elétrica;

Não fale ao telefone com fio ou utilizar o celular conectado ao carregador;

Não tome banho utilizando o chuveiro elétrico.

Categorias
Matéria

Mais de 28 mil famílias estão habilitadas a ter até 65% de desconto na conta de energia em Mossoró

Em Mossoró, no Oeste potiguar, 28.705 podem obter até 65% de desconto na conta de luz através do benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), mas ainda não estão inscritas no programa. Concedido pelo Governo Federal, a TSEE contempla indígenas, quilombolas e consumidores de baixa renda inscritos nos programas sociais federais.

Para acessar a Tarifa Social, a pessoa precisa possuir o Número de Inscrição Social (NIS) ou Número do Benefício (NB) atualizados. Caso esteja desatualizado, é preciso se dirigir ao Centro de Referência da Assistência Social mais próximo da residência para regularizar a situação no CadÚnico do Governo Federal. Quem não possui o NIS ou NB (BPC/LOAS), mas tem uma renda menor do que meio salário-mínimo por pessoa na residência, também pode obter o número no CRAS.

Quando o titular da conta de energia elétrica é o próprio beneficiário e portador do Número de Inscrição Social ou Número do Benefício, a Neoenergia faz a inscrição automaticamente. Porém, quando a titularidade está no CPF de outra pessoa, não tem como fazer a inscrição automática. A partir desse momento, é necessário que o cliente procure uma das distribuidoras do grupo para que receba o benefício. A inscrição é simples, rápida e pode ser feita por meio do WhatsApp (84 3215 6001), site oficial ou Lojas de Atendimento da distribuidora.

Apenas com a numeração em mãos, o cliente pode solicitar o benefício da TSEE à concessionária. Vale ressaltar que não existe limite de prazo para solicitação. O consumidor pode se cadastrar a qualquer tempo para usufruir do benefício, desde que atenda aos pré-requisitos de classificação, apresente a documentação necessária e a concessão do benefício seja validada. Importante ressaltar que o desconto não é cumulativo. Caso duas pessoas possuam o NIS ou o NB, apenas uma poderá se inscrever na Tarifa Social.

Quem tem direito à TSEE?

  • Família de baixa renda que esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, ou seja, ter NIS – Número de Identificação Social, com renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário-mínimo nacional, independente de possuir ou não o benefício do Bolsa Família;

  • Família de baixa renda que esteja inscrita no Cadastro Único da Prefeitura, com renda familiar mensal de até três salários-mínimos, que tenha alguém com doença ou patologia que precise do uso continuado de aparelhos ou equipamentos elétricos;

  • Família de baixa renda que tenha idoso ou pessoa com deficiência que receba o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC, Lei LOAS, com seu respectivo NB – Número do Benefício. Cada família tem direito ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica – TSEE em apenas uma unidade consumidora.
Categorias
Matéria

Furtos de cabos da rede crescem 30% no RN

Entre os dias 1º de janeiro e 14 de março de 2024, o número de furtos de cabos da rede elétrica no Rio Grande do Norte cresceu 30% em comparação com igual intervalo do ano anterior. Na madrugada desta quinta-feira (14), criminosos furtaram mais 1.710 metros de cabos de média tensão. Eles agiram nas estruturas de distribuição de energia que cruzam a zona rural de Grossos, litoral da região Oeste potiguar, deixando mais de seis mil pessoas sem eletricidade e prejudicando o funcionamento de comércios, serviços públicos essenciais e salineiras.

Esse foi o 11º registro de ação criminosa somente na região da Costa Branca do estado entre dezembro de 2023 e março deste ano feito pela Neoenergia Cosern. O crime dessa quinta-feira (14) se soma às outras investidas criminosas que culminaram, nesse recorte temporal, no furto de mais de cinco toneladas de cabos e na derrubada e/ou quebra de 26 postes somente entre as cidades de Guamaré e Macau.

Números absolutos

1º de janeiro a 14 de março de 2024: 291 registros de furtos de cabos

1º de janeiro a 14 de março de 2023: 224 registros de furtos de cabos

Aumento: 67 ocorrências (30%)

Outros casos

Os criminosos atuaram em regiões com até 230 quilômetros de distância uma da outra nos casos até agora registrados. Na madrugada do dia 2 de março, bandidos derrubaram quatro postes e furtaram 300 metros de cabos de média tensão na zona rural de Touros, deixando 2.565 pessoas sem energia incluindo parte de São Miguel do Gostoso. Antes, no dia 1º, eles furtaram 800 metros de cabos da rede de média tensão na zona rural de Areia Branca, nas Estrutura de cabos danificada após furto em Grossosproximidades da praia de Ponta do Mel.

No dia 27 de fevereiro, os criminosos quebraram seis postes e roubaram 600 metros de cabos de alta tensão da linha de transmissão entre Macau e Guamaré, prejudicando moradores e uma empresa geradora de energia eólica.

A partir do dia 28 de fevereiro, quase 50 profissionais e 11 veículos com estrutura para atividades de maior complexidade trabalharam na reconstrução dos trechos alvos dos criminosos. O trabalho era delicado e exigiu cuidados de segurança redobrados, pois vários trechos de acesso estão alagados em função das chuvas registradas nos últimos dias.

Também no dia 28 de fevereiro, criminosos furtaram 400 metros de cabos de alta tensão em Guamaré, deixando milhares de pessoas sem energia durante quase 10 horas.

Denuncie

É possível denunciar esse tipo de crime, de forma anônima e segura, à Polícia Militar, no telefone 190, e no 116 da Neoenergia Cosern. Por questão de segurança, a população nunca deve se aproximar da rede elétrica, principalmente se ela estiver danificada por atos criminosos.

 

Categorias
Matéria

Cosern registra mais de 28 mil raios no RN

O Rio Grande do Norte foi atingido por 28.366 descargas atmosféricas de 1º de janeiro a 29 de fevereiro deste ano. O número, compilado pela Neoenergia Cosern a partir de informações da plataforma Climatempo, representa uma redução de 27,94 % em relação aos dois primeiros meses de 2023, quando 39.367 raios atingiram o solo potiguar. As maiores incidências foram registradas em Apodi (1.415), Assú (1.329), Santana do Matos (1.154), Upanema (1.119) e Mossoró (1.026).

Ao longo de 2023, cerca de 113 mil raios caíram em todo o estado, aumento de 40% comparado a 2022. Os três municípios mais atingidos por descargas no ano passado foram Mossoró (7.902), Apodi (5.420) e Campo Grande (5.034). Os raios provocaram 3.191 interrupções no fornecimento de energia elétrica, deixaram cerca de 432 mil unidades consumidoras sem o serviço e danificaram aproximadamente 301 equipamentos do sistema, incluindo postes, transformadores e cabos.

“Monitoramos, de maneira ininterrupta, a questão climática em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Nossas equipes são treinadas para atuar no menor intervalo de tempo possível quando há interrupção no fornecimento de energia provocado pela queda de um raio, priorizando sempre a segurança dos nossos colaboradores e da população”, ressalta Osvaldo Tavares, superintendente Técnico da Neoenergia Cosern.

Além de provocar perturbações no sistema elétrico da distribuidora, a queda de raios também pode comprometer as instalações elétricas das residências.

“A energia contida no raio sempre procura a terra. Ao atingir uma edificação, o caminho natural que ela percorre é por meio das partes condutivas das instalações elétricas, as ferragens estruturais ou, quando existentes, os cabos e hastes específicos para essa função. Por isso, é extremamente importante que, durante uma tempestade acompanhada de raios, as pessoas retirem os aparelhos elétricos das tomadas como forma de prevenção a choques e danos nos eletrodomésticos”, recomenda Antônio Lima, gerente de Segurança da Neoenergia Cosern.

Confira as orientações de segurança:

Busque abrigo tão logo veja nuvens carregadas no céu ou escute um trovão;

Evite colher frutas, legumes ou verduras, abrigar-se ou caminhar perto de árvores;

Não fique próximo a animais e nem ande a cavalo;

Não fique próximo a cercas de arame;

Não fique próximo a objetos metálicos pontiagudos como enxadas, pás e facões;

Não se abrigue debaixo de varandas, barracos e celeiros;

Não caminhe em áreas descampadas;

Não fique parado em rodovias, ruas ou estradas;

Não suba em locais como telhados, terraços e montanhas;

Não tome banho em praia, rio, açude ou piscina durante uma tempestade;

Não utilize equipamentos elétricos ligados à rede elétrica;

Não fale ao telefone com fio ou utilizar o celular conectado ao carregador;

Não tome banho utilizando o chuveiro elétrico.