Categorias
Matéria

Após protesto de músicos, prefeito recebe manifestantes e anuncia Mossoró Cidade Junina virtual

Prefeito recebe artistas (Foto: Wilson Moreno/Secom/PMM)

Um protesto realizado na manhã desta sexta-feira terminou com discursos e palavras de ordem na porta do Palácio da Resistência.

Artistas locais pediam apoio não só da Prefeitura de Mossoró como também do Governo do Estado.

O prefeito Allyson Bezerra (SD) foi até a calçada, conversou com os manifestantes e depois os recebeu no Salão dos Grande Atos no Palácio da Resistência.

Na oportunidade ele prometeu aos artistas que este ano haverá uma edição virtual do Mossoró Cidade Junina com atrações locais.

“Pela primeira vez na história dessa cidade iremos realizar o Mossoró Cidade Junina virtual. O objetivo é realizar a festa com toda a estrutura local e contratação de artistas e profissionais do município. A prefeitura investirá recursos próprios e buscar patrocínios na iniciativa privada para garantir renda aos artistas que sofrem no dia a dia as dificuldades financeiras causada pela pandemia”, afirmou.

 O prefeito também informou que iria levar o assunto para  o Governo do Estado. “Nós iremos reforçar junto ao Governo do Estado a necessidade de um olhar mais sensível com esses profissionais, que foram os primeiros a parar as atividades e serão os últimos a retornarem. Vamos levar essa pauta a governadora e reforçar a urgência para que esse auxílio possa chegar o quanto antes”, frisou.

Os artistas integram uma das classes mais prejudicadas pela pandemia de covid-19.

Categorias
Artigo

A propaganda de Rosalba que se vira contra ela

Rosalba ainda não esclareceu versão sobre destinação de recursos do MCJ (Foto: Secom/PMM)

Desde sempre tudo em torno da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) é pautado por marketing e pesquisa. É fator primordial em sua vitoriosa trajetória política. Mas em tempos de desempenho administrativo pífio ela se apega a qualquer coisa para melhorar a imagem.

Veja o caso do Mossoró Cidade Junina que ela, compreensivelmente, cancelou muito a contragosto por causa da pandemia de covid-19. No discurso ela disse o seguinte: “Com o decreto de calamidade pública, os eventos culturais, artísticos vão continuar todos cancelados. Vamos estender esse período para os próximos 90 dias e consequentemente o Mossoró Cidade Junina será cancelado. Os recursos destinados a essas atividades serão priorizados principalmente para a saúde.”.

Até as pedras sabem que pega super bem tirar recursos de uma festa para colocar na saúde. Em tempos de pandemia isso tem muito mais valor.

O problema está no discurso. A prefeita tratou como se o dinheiro do Cidade Junina já estivesse numa conta destinada ao evento que seria transferida para a saúde.

Isso não aconteceu porque não estava da forma que ela deu a entender. O orçamento do evento está contingenciado. A verba do evento nunca existiu na prática. Como a maioria das pessoas não sabe a diferença entre orçamento e financeiro cai no “conto da Rosa”. Na mesma proporção que acreditaram nessa sugestão da prefeita os cidadãos ficam indignados com a não transferência dos recursos que nunca vai acontecer.

A prefeita precisa dosar mais a propaganda porque esta também pode virar contra si.

 

Categorias
Matéria

Grupo faz pressão por lockdown e cobra posição sobre envio de recursos do MCJ para a saúde

Grupo espalha faixas com cobranças sobre a prefeita (Foto: cedida)

O coletivo Para Todos está espalhando nas ruas de Mossoró faixas em que cobram um posicionamento da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) sobre o lockdown (bloqueio total) e destinação de recursos do Cidade Junina para a saúde.

Questionando pelo Blog se a posição relativa ao lockdown para conter o avanço do novo coronavírus se estenderia também a governadora Fátima Bezerra (PT). A organização do movimento confirmou que sim.

Até ontem Mossoró tinha 1.251 casos de covid-19 confirmados além de 66 óbitos causados pela doença.

A prefeita prometeu transferir os recursos do MCJ para a saúde, mas até hoje ela não documentou esse repasse. Conforme o Blog apurou o orçamento do evento está contigenciado.

Categorias
Matéria

Vereadores rosalbistas rejeitam urgência para votar proposta que beneficia artistas

Governistas barram proposta em favor dos artistas locais (Foto: Edilberto Barros)

A bancada rosalbista rejeitou requerimento com pedido de urgência para votar o Projeto de Lei que destina 10% dos valores destinado aos eventos Mossoró Cidade Junina para os artistas locais neste período de pandemia.

A proposta é do vereador Gilberto Diógenes (PT) previa um socorro para os artistas que se apresentam no Chuva de Bala e Cidadela. Como o orçamento do MCJ previa R$ 7 milhões de reais seriam algo em torno de R$ 700 mil.

São constantes os relatos de artistas locais que estão passando dificuldades, inclusive para se alimentar, porque estão sem trabalho por causa das medidas de isolamento social.

Mas os vereadores ligados à prefeita Rosalba Ciarlini (PP) preferiram deixar que o projeto siga tramitando nas comissões com risco de sequer ser votado neste ano.

Na segunda-feira o Blog do Barreto informou que o orçamento do MCJ 2020 está contingenciado.

Veja como votaram os vereadores:

Contra a urgência:

Alex Moacir (PP)

Aline Couto (PSDB)

Manoel Bezerra (PP)

Maria das Malhas (PSD)

Flávio Tácito (PP)

Francisco Carlos (PP)

Naldo Feitosa (PSC)

Ricardo de Dodoca (PP)

Zé Peixeiro (PP)

Sandra Rosado (PSDB)

Rondinelli Carlos (PL)

Votaram a favor da urgência:

Gilberto Diógenes (PT)

Petras Vinícius (DEM)

Genilson Alves (PROS)

Alex do Frango (PV)

Raério Araújo (PSD)

Ozaniel Mesquita (PL)

Didi de Arnor (Republicanos)

Categorias
Matéria

Orçamento do MCJ está contingenciado

Cidade Junina 2020 foi cancelado (Foto: Assecom/PMM)

Em conversa com o Blog do Barreto o secretário municipal de planejamento Aldo Fernandes explicou que os recursos do Mossoró Cidade Junina e do Chuva de Bala no país de Mossoró estão contingenciados.

Ele disse que o orçamento não foi remanejado para a saúde, área mais necessitada por causa da pandemia do novo coronavírus.  “Esse orçamento pode ser usado mais a frente para a saúde ou folha de pessoal, por exemplo”, explicou.

O secretário reforçou a necessidade de diferenciar orçamento de financeiro. O primeiro é a previsão dos gastos/investimentos e o segundo é o dinheiro propriamente dito. “É preciso entender que o orçamento é a projeção de gastos o financeiro é o dinheiro em si”, complementou.

Segundo o secretário, o dinheiro do Mossoró Cidade Junina nem chegou a ser direcionado para o evento. “O orçamento está contingenciado e o dinheiro não está mais disponível para ser investido na cultura”, garantiu.

O Mossoró Cidade Junina e o Chuva de Bala tinham orçamentos previstos na casa dos R$ 7 milhões. O custeio seria por meio de captação de patrocínio, convênio com o Governo Federal e recursos próprios.

Categorias
Enquetes do Blog

Para 78% dos leitores do Blog tratar do cancelamento do MCJ não é precipitado

Resultado de imagem para cidade junina
Cidade Junina está em xeque (Foto: divulgação)

Na enquete desta semana 78% dos leitores do Blog do Barreto que votaram entenderam como pertinente discutir o cancelamento do Mossoró Cidade Junina 2020 como prevenção ao Coronavírus.

Nos comentários a opinião predominante é a de que os recursos deveriam ser direcionados para a saúde. “Na minha opinião ñ era nem pra ter festas juninas era pra pegar esse dinheiro envistir na saúde que tá um caso só o poder público ñ está nem aí agente que se lasque bem longe deles”, diz Silene Silva.

Para 20% ainda é cedo para tratar do assunto. É o caso de Eder Luiz Adelino que entende ser necessário aguardar mais um pouco. “Eu acho que tá muito cedo. Se chegar mais perto e ainda estiver com essa crise de corona, deve cancelar sim. Até lá vamos trabalhar pra conter”, destacou.

Já 2% disseram não ter opinião formada.

Nota: mantivemos a escrita original dos leitores que comentaram nas aspas.

Categorias
Enquetes do Blog Matéria

O Blog do Barreto quer saber: na sua opinião, discutir o cancelamento do Mossoró Cidade Junina por causa do Coronavírus é precipitado?

Cidade Junina pode ser cancelado (Foto: Assecom/PMM)

Na enquete desta semana perguntamos se na sua opinião discutir o cancelamento do Mossoró Cidade Junina por causa do Coronavírus é precipitado.

A votação transcorre no grupo do Blog do Barreto no Facebook. Entre e vote AQUI.

 

Categorias
Foro de Moscow

Foro de Moscow 49 – VÍRUS PARALISA MOSSORÓ E ROSALBA NÃO SABE SE CANCELA O MOSSORÓ CIDADE JUNINA

Categorias
Comentário do dia

Cancelar o Mossoró Cidade Junina é decisão complexa

Categorias
Matéria

Rosalba admite possibilidade de cancelar Mossoró Cidade Junina

Prefeitura admite cancelar evento (Foto: Secom/PMM)

“No momento oportuno nós vamos avaliar se deverá ou não ser realizado”, essas palavras são da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) em resposta a pergunta feita pelo jornalista Saulo Vale (ver matéria AQUI).

A prefeita informa que o MCJ 2020 já está com licitações em curso e com o planejamento mantido, mas ainda vai esperar mais um pouco para avaliar se realiza ou não o evento.

As declarações foram dadas em solenidade em que Rosalba anunciou medidas de combate ao Coronavírus como a criação de um comitê composto por diversas Secretarias Municipais, o Comitê Municipal de Supervisão, Monitoramento e Gestão de Emergência em Saúde Pública decorrente do Coronavírus (COVID-19) e a suspensão de atividades do executivo municipal com mais de 50 pessoas.

 Veja a fala de Rosalba no vídeo abaixo: